domingo, 21 de abril de 2019

Mangá sobre menstruação é um dos vencedores do 23º Annual Tezuka Osamu Cultural Prize


Sério, os japoneses fazem mangá sobre tudo, antropomorfizaram a cólica menstrual! Não foi o mangá que recebeu o prêmio principal, mas foi um dos contemplados das quatro categorias. Little Miss P (*de "period", menstruação*) ou Seri-chan (生理ちゃん), outro nome da série de Ken Koyama, recebeu o Prêmio por Mangá curto, imagino que seja 4-koma (tirinha).  A série começou em uma revista virtual e migrou para a revista Monthly Comic Bean, segundo o ANN.

Menstruação fofa visita você todo mês.
Os outros contemplados foram Sono Ko, Jiruba (その女、ジルバ), ou Jitterbug The Forties, de Shinobu Arima, publicada na Big Comic Original, que ficou com o Grande Prêmio.  A série é sobre uma mulher de 40 anos sem nenhuma experiência amorosa, ou perspectivas, que começa a visitar um bar para mulheres ou pessoas (*não sei bem) com média de idade de 70 anos e acaba encontrando um sentido na vida, ou, pelo menos, se divertindo.  As ilustrações apontam para uma comédia.  Quando abri o Comic Natalie, fui pensando que podia ser coisa da Akiko Higashimura.  

Esse mangá parece ser divertido.
O prêmio para novos autores ficou com Areyo Hoshikuzu (あれよ星屑) de Sansuke Yamada, publicado na revista Comic Beam.  Um prêmio especial foi dado para  Takao Saito pelos 50 anos de seu mangá Golgo 13 (ゴルゴ13).  Ele fez uma ilustração de agradecimento.

Agradecimento de Takao Saito.
Apesar das temáticas femininas, por assim dizer, de dois dos premiados, nenhum deles é shoujo, ou josei.  Havia mangás josei indicados, como Umimachi Diary (海街diary), de Akimi Yoshida, o segundo mais votado par ao prêmio principal (*o ANN publicou os votos do comitê*), ou Nagi no Oitoma (凪のお暇), de Misato Konari, que ficou em terceiro, empatado com Areyo Hoshikuzu.  Era a última chance de Umimachi Diary nessa competição.  Já Misato Konari pode competir novamente, mas não é estreante, simplesmente, Nagi no Oitoma parece ser a sua obra d emaior sucesso desde a sua estreia.
Agradecimento pelo prêmio principal.
O prêmio é oferecido pelo  Asahi Shimbun, um dos mais importante jornais japoneses, e sempre são dez títulos indicados.  

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Minha amiga me apresentou seirichan e eu amei! Da pra ler de graca (em japones ) realmente vale a pena ler.

Related Posts with Thumbnails