Comentando o Primeiro Episódio de Suki-Tte Ii Na Yo。ou “Say I Love You。”

As Personagens Masculinas Tipo dos Shoujo Mangá: (Mais) um Esboço

Quais são os tipos de garotos mais comuns nos shoujo mangá? Que tal fazer uma lista?

Irene Adler é a grande injustiçada nas recentes adaptações de Sherlock Holmes

Irene Adler, a mulher que enganou Sherlock Holmes, ganhou uma nova roupagem no século XXI. Infelizmente, ela parecia muito melhor no séculos XIX...

Comentando “Detona, Ralph!” (Wreck-It, Ralph)

A Disney revisitou os vídeo games dos anos 1980 em um filme muito divertido e bem executado.

As Personagens Femininas Tipo dos Shoujo Mangá: um Esboço

Personagens centrais nos shoujo mangá, assim como na vida real, as meninas não são todas iguais, mas podemos tentar organizá-las em tipos. Vamos tentar?

Histórias em Quadrinhos: um Levantamento Bibliográfico

Uma ajudinha para quem está começando a pesquisar sobre quadrinhos.

domingo, 22 de março de 2015

Conhecendo os/as Leitores/as do Shoujo Café


Queria conhecer um pouco os leitores e leitoras do Shoujo Café, os que vêm sempre e os que visitam só de vez em quando, o que gostam, o que preferem, como conheceram o blog.  Não é coisa demorada, não.  Se puder me ajudar, é só responder esta pesquisa.  Desde já, agradeço!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Morreu Leonard Nimoy. Boa viagem para o querido Sr. Spock!


Ontem, li duas notinhas na internet, uma de que Leonard Nimoy tinha sido hospitalizado, mais tarde, que ele havia sido liberado e que estava em casa.  Hoje, enquanto estava na academia, o Pedro perguntou-me pelo Facebook se eu sabia que o Leonard Nimoy havia morrido.  Não, não sabia e fiquei muito triste, ainda estou, na verdade.  O Sr. Spock, personagem interpretada por Nimoy,  era uma das minha favoritas desde a adolescência.  Foi-me apresentada pelo meu tio mais querido... Enfim, e quando a gente conhecia um pouco mais sobre o ator por trás da personagem, não havia como não admirá-lo um pouquinho, talvez, ele tenha emprestado um pouco de sua sabedoria à personagem.   Foi o encontro entre os dois Spocks - Zachary Quinto e Leonard Nimoy - um dos momentos mais emociantes que eu vivi em anos de idas ao cinema.  Spock não foi o único papel de Nimoy, mas grudou nele de tal forma que os dois se tornaram um.


Leonard Nimoy morreu de uma doença chamada obstrução pulmonar crônica.  Fumante por muitos anos, os trinta anos sem o vício não o livraram da doença que é descrita como silenciosa.  O pulmão também levou meu tio, a diferença é que Nimoy viveu muito e, ao que parece, preparou-se para partir.  Tomando as notícias de ontem e o final hoje, imagino que tenha pedido para morrer em casa.  Perdemos Spock, um grande ator, um diretor competente, e um homem sábio.  Perdemos, mas ficamos com as boas memórias.  Ele viverá longamente em muitos corações, a imagem da saudação vulcana, sua voz encorpada, não será esquecida.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Mais um mangá Gourmet interessante


Parece que a revista josei Elegance Eve é meio que o templo do Gourmet Mangá.  Duvida?  Olha só esta nova série que vai estrear: jovem OL (office lady) vive obcecada com dietas, come mal e em pequenas quantidades.  Sua vida muda quando ela conhece três jovens monges (bonitões, ao que parece) que lhe apresentam as maravilhas da cozinha vegetariana.  Vai ter scanlation disso?  Du-vi-do!  Sachi no Otera Gohan (サチのお寺ごはん) é o nome da série.  


Segundo o Comic Natalie, autora, Kanemori Ayami, está sendo supervisionada (*será que é isso mesmo?  Ela não é novata.*) pelas autora de Hana no Zubora Meshi (花のズボラ飯), Kusumi Masayuki.  Enfim, fiquei com vontade de dar uma olhada.



Nemu Yoko ilustra capa de romance


Nemu Yoko tem um traço que me agrada bastante e parece que seus mangás são sempre muito legais, também.  Agora, se entendi bem o Comic Natalie, ela ilustrou a capa de um romance, ou light novel, chamado Shiawase Girai (幸せ嫌い) de Asuko Taira.  O livro, que deve se tornar dorama ou filme, conta a história de uma mulher se trinta anos que sempre quis casar, mas continua solteira.  Sua visão sobre o casamento começa a mudar a partir do momento que se vê obrigada a trabalhar em uma agência matrimonial. O próprio título mistura Felicidade e Ódio, por assim dizer.  No site oficial do livro há um pequeno mangá de  Tomoko Fuyukawa. Parece que é somente o primeiro livro de uma série.



quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Quais os clichês mais comuns dos Shoujo Mangá? As japonesas respondem.



Nada como perguntar para quem entende, não é mesmo?  No geral, sim, apesar dos resultados da pesquisa do Goo Ranking apontarem muito mais para os clichês do shoujo escolar do que de outros gêneros da demografia. De qualquer forma, o ANN publicou os resultados, e algumas das traduções me pareceram capengas, tentei consertar, já que o sentido era meio óbvio (*no site de origem - o que tinha replicado a pesquisa - o texto estava em formato imagem, o que dificultou a minha vida...*), espero não ter fugido muito, enfim... 500 mulheres responderam, não há informação sobre as idades, mas, eu apostaria, na faixa até os 30 anos.  Segue os resultados:
  1. A protagonista é cabeça de vento. - 34,6% *
  2. Por alguma razão, um cara atraente acaba indo morar com a personagem principal. - 28,2%
  3. A protagonista é cabeça de vento, mas seu amigo está apaixonado por ela. - 27,2%
  4. Mãos dos personagens se tocam enquanto tentam alcançar o mesmo livro. - 26,8%
  5. Ela está apaixonada pelo 'príncipe escola "(garoto mais popular). - 24,6%
  6. A protagonista vem correndo e termina beijando um rapaz quando vira o corredor, e ele é realmente bonito. - 24,2%
  7. O menino de quem você se separou quando era mais jovem cresceu para se tornar estudante bonitão do colegial e, então ele se transfere para a sua escola. - 24,0%
  8. A única característica interessante da protagonista é a sua alegria, mas, ainda assim, ela é popular. 21,2%
  9. O cara legal vira vizinho da protagonista. - 19,4%
  10. O personagem principal faz amizade com alguém que é seu total oposto. - 17,6%
  11. O garoto que salvou a protagonista de delinquentes também veio transferido para a sua escola. 16,4%
  12. Acontece que aquele cara por quem você se apaixonou é, na verdade, seu irmão. - 13,0%**
  13. O cara de quem a protagonista acaba gostando é realmente um príncipe. - 11,4% 
  14. O cara de quem a protagonista acaba gostando é, na verdade, o inimigo. - 10,8%
  15. Ela encontra sua alma gêmea graças a uma viagem no tempo. - 10,0%
  16. Os dois personagens eram amantes em uma vida passada. - 8,0%

* Romance escolar... Mahou shoujo... Mas e o resto?   Claro, que já cobriu a maioria dos shoujo...
** Geralmente, depois ela descobre que não são irmãos de verdade, mas...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Mangá de Nana Haruta ganha novas animações


Ano passado um especial animado baseado na série Tsubasa to Hotaru (つばさとホタル), de Nana Haruta, foi exibido na Ribon Festa.  Agora, segundo o ANN, novas animações – 4 capítulos – serão exibidas nos duas 6, 13, 20 e 27 de março no programa infantil Oha-Suta (Ohayo, Star! – Bom dia, Estrela!) da TV Tokyo. O elenco de dubladores será o mesmo.  Já o volume #4 do mangá publicado na revista Ribon será lançado no Japão no dia 13 de março.  Agradeço ã Giovanna Moura por ter me avisado.  Estou tão ocupada esses dias que, provavelmente, deixaria passar.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Minhas apostas para o Oscar.Quais são as suas?


Ano passado, eu estava tão deprimida por não conseguir ir ao cinema que sequer fiz minhas apostas para o Oscar.  Este ano, não foi muito melhor.  Para vocês terem uma idéia, acredito que só assisti – e não resenhei – Interestellar no cinema.  Comecei a ver Selma e O Jogo da Imitação, mas não sei quando os terminarei.  Apesar de tudo, me mantive informada sobre favoritos, outras premiações, Globo de Ouro, etc.  Me indignei, também, com o fato deste ser o prêmio Oscar mais branco em muitos anos e isso depois de 12 Anos de Escravidão e todo o blá-blá-blá progressista do ano passado... Fora isso, o foco dos filmes indicados à categoria principal são narrativas centradas em homens, tanto que as indicações de atris e coadjuvante relacionadas a eles são quase ZERO.  Bechdel Rule difícil de cumprir... 

Enfim, não vou nem discutir que Selma foi o grande injustiçado e sua diretora, Ava DuVernay, uma exclusão inexplicável por três motivos: 1. Ela fez um trabalho muito, muito bom e merecia a indicação; 2. Ela é mulher; 3. Ela é negra.  Hollywood poderia fazer uma boa média, cumprindo duas cotas, ao indicá-la e boa parte das críticas seriam caladas... Eque ninguém me venha dizer que não havia profissionais não-brancos que merecessem estar entre os indicados, ou que ninguém reclama que as premiações de Bollywood são indianas demais (*sério, eu li isso!*), porque o cinema americano e os EUA são e sempre foram multirraciais e culturais.  Simples assim.



De resto, as categorias mais difíceis para mim são sempre as de curta metragem e documentário.  Eu aposto em O Sal da Terra, sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, aliás, o filme recebeu um Cèsar ontem, sem pensar duas vezes. O resto é chute mesmo.  O que eu fiz foi tentar achar o review de cada um dos indicados e até isso foi difícil.  Apostei em Birdman para filme, Boyhood, diretor.  Podem inverter que dá no mesmo, acho que fica entre os dois, só que a gente tem que escolher... Aliás, acredito que seja um Oscar muito fragmentado, ninguém deve sair com os braços cheios de estatuetas, esta é minha aposta.  Aliás, na partilha geral entre os grandes filmes, acredito que quem levará menos, ou nenhum, é O Jogo da Imitação.  Agora, é questão de tempo e o Benny (Benedict Cumberbatch) leva o dele.

Filme estrangeiro?  Ida (Polônia) ou Leviatã (Rússia), um dos dois, era preciso se posicionar.  Acho que só vai para a terra do Czar Putin, se a Academia quiser provocar... Realmente acredito que Foxcatcher leve maquiagem e que será o único prêmio deles.  Carrell, que eu adoro, vai levar nas costas o peso de ser comediante pela vida toda, talvez.  Marion Cotillard pode levar atriz?  Não creio, a indicação já é o prêmio. Agora, se estivermos realmente em um ano reacionário, Sniper Americano come um monte de premiações e, bem, minhas apostas serão quase todas furadas.  Não apostei nem em roteiro adaptado, acho que só os prêmios técnicos de som, PORÉM pode dar tudo errado.  E animação?  Não acredito que seja o ano da Disney, o efeito Frozen acabou eclipsando o novo filme do studio e como Ghibli não leva... Eis minhas apostas:




MELHOR FILME
"Sniper americano"
"Birdman"
"Boyhood: Da infância à juventude"
"O grande hotel Budapeste"
"O jogo da imitação"
"Selma"
"A teoria de tudo"
"Whiplash"

MELHOR DIRETOR
Alejandro Gonzáles Iñárritu ("Birdman")
Richard Linklater ("Boyhood")
Bennett Miller ("Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo")
Wes Anderson ("O grande hotel Budapeste")
Morten Tyldum ("O jogo da imitação")

MELHOR ATOR
Steve Carell ("Foxcatcher")
Bradley Cooper ("Sniper americano")
Benedict Cumberbatch ("O jogo da imitação")
Michael Keaton ("Birdman")
Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Robert Duvall ("O juiz")
Ethan Hawke ("Boyhood")
Edward Norton ("Birdman")
Mark Ruffalo ("Foxcatcher")
JK Simmons ("Whiplash")



MELHOR ATRIZ
Marion Cotillard ("Dois dias, uma noite")
Felicity Jones ("A teoria de tudo")
Julianne Moore ("Para sempre Alice")
Rosamund Pike ("Garota exemplar")
Reese Witherspoon ("Livre")

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Patricia Arquette ("Boyhood")
Laura Dern ("Livre")
Keira Knightley ("O jogo da imitação")
Emma Stone ("Birdman")
Meryl Streep ("Caminhos da floresta")

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
"Ida" (Polônia)
"Leviatã" (Rússia)
"Tangerines" (Estônia)
"Timbuktu" (Mauritânia)
"Relatos selvagens" (Argentina)



MELHOR DOCUMENTÁRIO
"O sal da terra"
"CitizenFour"
"Finding Vivian Maier"
"Last days"
"Virunga"

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM 
"Crisis Hotline: Veterans Press 1"
"Joanna"
"Our curse"
“The reaper (La Parka)"
"White earth"

MELHOR ANIMAÇÃO
"Operação Big Hero"
"Como treinar o seu dragão 2"
"Os Boxtrolls"
"Song of the sea"
"The Tale of the Princess Kaguya"

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA-METRAGEM
"The bigger picture"
"The dam keeper"
"Feast"
"Me and my moulton"
"A single life"



MELHOR CURTA-METRAGEM EM 'LIVE-ACTION'
"Aya"
"Boogaloo and Graham"
"Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)"
"Parvaneh"
"The phone call"

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo ("Birdman")
Richard Linklater ("Boyhood")
E. Max Frye e Dan Futterman ("Foxcatcher")
Wes Anderson e Hugo Guinness ("O grande hotel Budapeste")
Dan Gilroy ("O abutre")

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Jason Hall ("Sniper americano")
Graham Moore ("O jogo da imitação")
Paul Thomas Anderson ("Vício inerente")
Anthony McCarten ("A teoria de tudo")
Damien Chazelle ("Whiplash")

MELHOR FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki ("Birdman")
Robert Yeoman ("O grande hotel Budapeste")
Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski ("Ida")
Dick Pope ("Sr. Turner")
Roger Deakins ("Invencível")


MELHOR MONTAGEM
Joel Cox e Gary D. Roach ("Sniper americano")
Sandra Adair ("Boyhood")
Barney Pilling ("O grande hotel Budapeste")
William Goldenberg ("O jogo da imitação")
Tom Cross ("Whiplash")


MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
"O grande hotel Budapeste"
"O jogo da imitação"
"Interestelar"
"Caminhos da floresta"
"Sr. Turner"



MELHORES EFEITOS VISUAIS
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick ("Capitão América 2: O soldado invernal")
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner e Paul Corbould ("Guardiões da Galáxia")
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher ("Interestelar")
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie e Cameron Waldbauer ("X-Men: Dias de um futuro esquecido")

MELHOR FIGURINO
Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
Mark Bridges ("Vício inerente")
Colleen Atwood ("Caminhos da floresta")
Anna B. Sheppard e Jane Clive ("Malévola")
Jacqueline Durran ("Sr. Turner")

MELHOR MAQUIAGEM E CABELO
Bill Corso e Dennis Liddiard ("Foxcatcher")
Frances Hannon e Mark Coulier ("O grande hotel Budapeste")
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White ("Guardiões da Galáxia")


MELHOR TRILHA SONORA
Alexandre Desplat ("O grande hotel Budapeste")
Alexandre Desplat ("O jogo da imitação")
Hans Zimmer ("Interestelar")
Gary Yershon ("Sr. Turner")
Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")

MELHOR CANÇÃO
"Everything is awesome", de Shawn Patterson ("Uma aventura Lego")
"Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
"Grateful", de Diane Warren ("Além das luzes")
"I'm not gonna miss you", de Glen Campbell e Julian Raymond ("Glen Campbell…I'll be me")
"Lost Stars", de Gregg Alexander e Danielle Brisebois ("Mesmo se nada der certo")

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
Martín Hernández e Aaron Glascock ("Birdman")
Brent Burge e Jason Canovas ("O hobbit: A batalha dos cinco exércitos")
Richard King ("Interestelar")
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro ("Invencível")

MELHOR MIXAGEM DE SOM
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin ("Sniper americano")
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga ("Birdman")
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten ("Interestelar")
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee ("Invencível")
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley ("Whiplash")

P.S.: Atualizei o post riscando meus erros e colocando os vencedores.  Até que não fui lá tão mal assim... 

Uniforme de mangá da Margaret é adotado por novo colégio em Kyoto


Acredito que uma das coisas mais interessantes dos mangás escolares são os uniformes. Alguns são bem comuns, para os padrões japoneses, claro, outros, impossíveis e até exagerados, mas há aqueles que transbordam elegância e bom gosto.  Enfim, Taihen Yoku Dekimashita。 (たいへんよくできました。), de Zakuri Sato, é novo, o seu volume #2 só vai sair no dia 25 de março, no entanto, segundo o Comic Natalie, uma escola de ensino médio que será aberta em Kyoto ano que vem irá utilizar os uniformes escolars da série.  Bem legal mesmo!


Segundo os resumos do mangá, a protagonista, Nonoyama, sofreu bullying na escola desde as séries iniciais. Seu único amigo é seu urso de pelúcia.  Ao entrar no colegial, ela  decide mudra de vida, de cidade, e recomeçar do zero.  Talvez, a cidade seja Kyoto... De qualquer forma, a mudança não é tão fácil assim.  Há alguns capítulos em scanlation em inglês, nào sei se em português, também.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Continuação de Hana Yori Dango também na Margaret


A continuação de Hana Yori Dango (花より男子), Hana Nochi Hare - Hanadan Next Season (花のち晴れ 花男), estreou no dia 15 de fevereiro na revista on line Shounen Jump +, quem acompanha meus posts sabe o quanto isso me desagradou, afinal, trata-se do shoujo mangá mais vendido da história e deveria ter sido lançado na Margaret. Enfim, se a estréia foi para leitura on line, isso não quer dizer que não sairá, também, em formato papel.  O Comic Natalie noticiou que a última edição d aMargaret trouxe tanto Hana Nochi Hare, quanto uma entrevista com Kamio Yoko.  Bem, bem, menos mal... Assim, esse novo Hanadan, que imagino que dure muito pouco, continua shoujo.  Agora, é esperar scanlations do capítulo 1.  Talvez até já tenham saído, não tive condições de checar ainda.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Lupin III encontra Maria Antonieta em espetáculo do Takarazuka


Abri o Comic Natalie e tomei um susto, porque achei que teríamos um crossover entre A Rosa de Versalhes (ベルサイユのばら) e Lupin II... Não, não é nada disso, claro.  O espetáculo Lupin III ~Chase the Queen’s Necklace~ / Fancy Guy! (ルパン三世 ―王妃の首飾りを追え!― / ファンシー・ガイ!/Rupan Sansei ―Ouhi no Kubikazari o Oe!― / Fanshii Gai!) tem viagem no tempo e possibilita o encontro da famosa personagem com a trágica rainha da França.


Na estréia, se entendi bem o CN, o criador de Lupin, Monkey Punch, estava presente.  As fotos no CN estão muito bonitas.  Na peça, Lupin é interpretado por Seina Sagiri e Maria Antonieta por Miyu Sakie.  Certamente, o ladrão volta no tempo para tentar localizar o colar que provavelmente representou o início da desgraça da rainha que, apesar de ser vítima, acabou se tornando pivô de uma grande trama de falsários...