segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Para quem quiser ouvir o Shoujocast


Lá em 2009, eu decidi criar um podcast.  Começou de forma bem precária.  Aí, o amigo Anderson sugeriu um nome "Shoujocast".  Vieram companheiras, a Lina Inverse, depois a Tanko e, por fim, a Tabby e, bem, fizemos 52 programas.  Pouco, eu sei, mas as agendas desencontraram.  Sempre penso em voltar, mas ainda não houve como.  Bem, eu queria disponibilizar os programas, mas descobri que não tinha todos. Perguntei se a Lina tinha.  Ela organizou tudinho e disponibilizou para download (*AQUI*).  Tudinho, não, faltou o programa 52, então, coloquei no Youtube.



Eu parei para escutar um dos meus programas favoritos o duplo sobre Orgulho & Preconceito e foi um prazer muito grande ouvir a voz das amigas queridas e da convidada especial, a Adriana Salles.  Que conversa legal foi aquela.  Enfim, se você quiser relembrar, ou conhecer o Shoujocast, esta é a oportunidade.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Quer saber qual personagem de anime divide o aniversário com você? Este site pode lhe ajudar!


O  Rocket News 24 trouxe informações sobre um site  japonês (*sim, alguma informação romanizada, mas basicamente é em japonês mesmo*) com um arquivo de mais de 10 mil aniversários de personagens de anime.  Agora é fácil saber quem faz aniversário no mesmo dia que você. :) Enfim, é divertido dar uma olhada nele e há personagens clássicas, também, porque Oscar (A Rosa de Versalhes) está junto com o Levi (Shingeki no Kyojin) e a Mei Tachibana (Suki-tte Ii na yo) em 25 de dezembro... E tem muito mais personagem de anime que faz aniversário nesta data.  Vale a pena dar uma olhadinha, é divertido. :)  O endereço é este aqui.  

Percebi que tem gente perdida sem conseguir achar o caminho.  Desculpem, a coisa não é realmente auto-explicativa.  Enfim, se você clicar direto aqui, vão aparecer os meses em seqüência, a mesma nossa, claro.  Eu nasci em fevereiro, então, procuro o mês dois.  Chegando lá, clico no dia 5.  Os nomes das personagens e séries estão romanizados, assim como as séries.  É fácil.

POST ORIGINALMENTE DE 26/06/2015.

domingo, 15 de julho de 2018

31 Dias de DesafioJosei: Vamos ver preenchemos tudo!


Fizemos o Desafio Shoujo e houve quem pedisse uma versão Josei.  Ontem, montei um no Photoshop.  Fazia tempo que não mexia no programa, não ficou tão legal quanto eu queria, mas, enfim, está aí.  Pena que esqueci de colocar algum dia relacionando com filme, ou dorama.  Espero que vocês gostem e participem.  A versão Shoujo teve uma adesão enorme no grupo do Facebook.  Foi uma experiência legal.  Que comece o jogo!


Capas da edição americana.  Várias coisas de
Sakurazawa saíram pela Tokyopop.
DIA 1 - Primeiro Josei que Você Leu: Acho e é achismo mesmo, que foi Tenshi (天使 ), de erica Sakurazawa, uma obra publicada pela Tokyopop vários anos atrás.  Originalmente, a série foi publicada na revista Feel Young, teve continuação (*que eu li, também*), e tinha várias histórias curtas costuradas pela presença de um anjo que ajudava, ou somente observava, o que os humanos estavam fazendo.  Foi um material introdutório muito legal.  Eu fiz resenha para a Neo Tokyo e publiquei no blog anos depois.  


Os protagonistas de Honey & Clover.
DIA 2 - Seu Josei Favorito: Não sei se tenho um josei favorito, mas um que sempre estará no meu coração é  Honey & Clover (ハチミツとクローバー).  Tanto o mangá, quanto a série animada, são excelentes.  Sei que a série tem pelo menos um grande problema, mas nenhuma série me fez lembrar com tano carinho dos tempos da faculdade como esta.  Então, Honey & Clover ocupa o segundo dia.  Tem resenha de Honey & Clover aqui.  A série foi publicada no Brasil pela Panini.


Sumire, uma mulher lutando para ser moderna
 em um mundo de valores tradicionais.
DIA 3 - Sua Heroína de Josei Favorita: Outra categoria complicada... Não consigo escolher uma heroína favorita, mas acho que vou ficar, pelo menos para preenchimento da cartela, com a protagonista do primeiro josei que colecionei e que gosto bastante: Sumire de Kimi wa Pet (きみはペット ). Kimi wa Pet não é uma série realista, mas lida com questões que, sim, são bem reais, afinal, Sumire é uma mulher competente, ma subestimada no seu meio profissional simplesmente por ser mulher.  Está em busca do amor, de companheirismo, mas tem medo da imagem que os homens podem fazer dela.  Tem seus problemas de família, já que foi criada para ser perfeita em todos os sentidos e buscar a perfeição é sempre um atalho para um estado de sofrimento físico e mental.  E, bem, ela fica com o boy no final e com dois ao longo da série.


Os comentários são desse site aqui.
DIA 4 - A Heroína de Josei que Você Menos Gosta: Difícil... Acho que não li tantos josei assim para desgostar de uma protagonista de josei de forma profunda.  E há uma outra questão, quando não gosto, eu largo.  Mas vamos lá, a culpa é mais da autora, Yumi Unitam e do que ela fez da série, mas não gosto da Rin adolescente de Usagi Drop (うさぎドロップ). Agora, a culpa é da autora, antes de tudo.


Já falei que tenho fetiche por cachecol?  Eu tenho.

Você acha um bishounen lindo em uma caixa...
DIA 5 - O Homem de Josei que Você Mais Admira ou Deseja: Sei lá... Desejar não é bem o termo, mas eu adoro o Momo de Kimi wa Pet ( きみはペット).  E junto a imagem da personagem do mangá com a do Jun Matsumoto no dorama de 2003.  Ele era super fofo e eu também levava para casa. Kimi wa Pet foi o primeiro mangá josei que eu colecionei e o primeiro dorama que eu assisti na vida.

O primeiro beijo foi um grande choque para Mikuri.
DIA 6 - Melhor Cena de Beijo: Engraçado que vários mangás que li tem cenas que me parecem mais ternas, ou eróticas que o beijo.  Aliás, dependendo da história, ele demora muito a sair... Enfim, tentei lembrar do primeiro beijo entre Nodame e Chiaki de Nodame Cantabile ( のだめカンタービレ). Vol. 16, acho... Será que estou certa?  De qualquer forma, não foi esse beijo.  Daí, lembrei do estrago que o primeiro beijo Hiramasa e Mikuri trocam em Nigeru wa Haji da ga Yaku ni Tatsu (逃げるは恥だが役に立つ), quer dizer, ele beija, ela corresponde e, depois, ele não sabe como lidar com a questão.  Eu resenhei a série para o blog, tanto o mangá, quanto o dorama.



DIA 7 - Melhor Cena de Sexo: Bem, bem, estou três dias em atraso... Problemas, eu comentei... Difícil lembrar de uma cena de sexo em mangá josei sério, isto é, que não seja simplesmente um material erótico, por princípio, que seja marcante.  Enfim, eu pensei, pensei, poderia citar a primeira vez vez da Yuri-chan e do Kazami em Nigeru wa Haji da ga Yaku ni Tatsu (逃げるは恥だが役に立つ).  Eu comentei na resenha para o blog, mas ela tem um tom semi-humorístico, por assim dizer.  Só que lembrei de Ano Kiss no Kioku  (あのキスの記憶), ou Lover's Kiss, de Yoko Iwasaki.  Citarei a mulher de novo no dia 8, mas, enfim, a primeira vez dos protagonistas foi bem bonita, sexy e, o que é muito importante, bem desenhada, porque essa mulher desenha espetacularmente bem.




DIA 8 - Josei com a Arte mais Bonita: Para não citar Chiho Saito em shoujo e josei, vou citar Yoko Hanabusa.  A mulher desenha muito bem, faz uns homens e mulheres lindos, tem preocupação com figurino e cenário, mesmo fazendo mangá Harlequin, que muita gente desenha de qualquer jeito.  Por isso mesmo, não é o "josei com a arte mais bonita" que estou comentando, mas a autora que desenha melhor, mesmo histórias meia boca.  Por conta disso, estou comprando uns Harlequin dela que eu não compraria em condição normal, só porque ela desenhou. Vale a pena.  




Dia 9 - Josei com a Arte mais "zoada", mas que Você Ama: Shibou to Iu Na no Fuku wo Kite  (脂肪と言う名の服を着て) , de Moyoco Anno.  Enfim, Anno desenha de forma muito peculiar, mas neste mangá mais antigo, a arte é meio distorcida, meio desagradável, talvez para se adequar ao que a história se propõe mesmo.  Leia-se arte "zoada" de quem sabe desenhar e está usando esse recurso em favor da sua história, não contra ela.  Resenha aqui.

sábado, 23 de junho de 2018

Um monte de trailers para vocês!


Não vou fazer posts isolados para tudo o que se acumulou esses dias.   Há filmes e doramas para todos os gostos.   Vamos começar com  Ao-Natsu Kimi ni Koishita 30-nichi (青夏 きみに恋した30日), alo como Verão-azul: 30 Dias que Eu Amei Você, baseado no mangá Ao-Natsu de Atsuko Namba.  O último trailer apresentou a música tema do filme, "Ao to Natsu", além da canção, Tenbyou no Uta, ambas da banda Mrs. Green Apple, há outra música no filme interpretada por Sonoko Inoue. O filme vai contar a história de Rio, uma moça que vai passar as férias de verão no campo, na casa de sua avó, e acaba tndo um encontro especial... Página oficial do filme, ele estréia no dia 1 de agosto.  Mais informações no Comic Natalie.


O outro trailer é de 3D Kanojo (3D彼女), filme baseado no mangá de mesmo nome de  Mao Nanami.  A animação baseada na obra foi exibida no Japão neste temporada e o filme estréia em 14 de setembro.  O trailer contém a música tema "Bedtime Story", interpretada por Kana Nishino.  a série tem como protagonista um otaku, Hikari Tsutsui,que está muito satisfeito com sua vida de games, animes e garotas virtuais até que uma moça real entra em sua vida... Acabei de ver no ANN que o anime terá segunda temporada em janeiro.  Eu nem vi a primeira... 



O outro trailer não é de um shoujo, mas de um seinen muito divertido: Saint☆Onii-san (聖☆おにいさん) , de  Hikaru Nakamura.  A série, que já teve animação (*mas eu vi e não resenhei*), conta as experiências de Buda e Jesus em férias em Tokyo.  Eles são jovens, eles têm pouco dinheiro, e sua inquilina desconfia que há algo de muito estranho com eles... Enfim, a série já deveria ter estreado no Verão, mas foi atrasada para o Outono japonês... Segundo o ANN e o Comic Natalie, será exibido por streaming em uma tal Piccoma TV.  Achei que Jesus ficou OK, já Buda... A página oficial do dorama é esta aqui.



Por fim, a recomendação de um filme japonês que está em cartaz, aqui, no Brasil.  ainda não assisti, vi o trailer, mas acho que vale a pena.  Oh Lucy! é dirigido por  Atsuko Hirayanagi, e conta a história de Setsuko (Shinobu Terajima), uma office-lady solteirona, solitária, e com a rotina mais chata possível.  Um dia, ela é convencida por sua sobrinha a tomar aulas de inglês.  O professor é pouco convencional e usa de métodos de imersão para romper com a formalidade de seus alunos.  Nasce, então, Lucy, o alter-ego de Setsuko, que se torna cada vez mais segura e empoderada.  E ela crê que está apaixonada pelo professor.  Só que o professor vai embora sem avisar, pior ainda, com sua sobrinha.  Lucy/Setsuko decide pegar a irmã, mãe da moça, e ir atrás do professor e da sobrinha na califórnia.  Deem uma olhada no trailer só!


Ranking da Oricon


O ranking da Oricon de 11-17 de junho trouxe somente um shoujo  no top 10, da semana passada sobraram Akagami no Shirayukihime e Marronnier Okoku no Nananin no Kishi, este último, subiu uma posição.  O clássico interminável Ouke no Monshou marcou presença, também.  Já o destaque é o último volume de Totsuzen Desu ga, Ashita Kekkon Shimasu. Saia na revista Petit Comic que se redefiniu (finalmente) como josei.

8. Gozen 0-ji, Kiss Shini Kite yo # 8
17. Akagami no Shirayukihime # 19
21. Ouke no Monshou # 64
24. Totsuzen Desu ga, Ashita Kekkon Shimasu # 9
29. Marronnier Okoku no Nananin no Kishi # 2

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Anunciado novo capítulo de Vampire Princess Miyu


Vampire Princess Miyu foi uma das primeiras séries shoujo que eu conheci.  Já teve vários mangás, várias animações, spin-off (Vampire Princess Yui) e retorna, agora, com pelo menos um novo capítulo em formato mangá, conforme anuncio do Comic Natalie.  Curiosamente, a série que começou shoujo, migrou para revistas seinen em suas últimas versões em quadrinhos, a Web Manga Site · Champion Cross.  O novo capítulo, ou fase, estreou em 19 de junho na revista Champion Red,  um novo volume com o que foi publicado na internet saiu no dia 20, mas o traço de Narumi Kakinouchi continua o mesmo.  


Miyu é uma vampira, filha de um humano com um Shinma (*vampiro?*), ela deve caçar os Shinma desgarrados no nosso mundo com a ajuda de seu fiel servidor, Larva, outro membro desse estranho grupo de demônios-vampiros.  Só que há segredos escondidos sobre as origens da protagonista... 

Shoujo Mangá Clássico de Tezuka é republicado com extras inéditos


O Comic Natalie (*vi primeiro no ANN*) noticiou que o shoujo mangá Fushigi na Melmo (ふしぎなメルモ), de Osamu Tezuka, será republicado no Japão.  Publicado originalmente em 1970 na revista Shougaku Ichinensei, a edição comemorativa contará com material extra encontrado pela filha do grande mestre, Rumiko Tezuka.  Alguns desses extras já foram mostrados em 2014.  
A nova edição trará layouts originais de Tezuka para os capítulos 2, 3 e 11, ilustrações coloridas, rascunhos, uma entrevista com Jun Shimozaki, que produziu o anime baseado no mangá, informações sobre cada episódio do anime e sobre a música do seriado, além de uma proposta de crossover entre Melmo e Apollo no Uta (アポロの歌).  A série animada contou com 26 episódios e foi exibida entre 3 de outubro de 1971 e 26 de março de 1972.  O preço do volume, que será lançado em 26 de julho é 4500 ienes, aproximadamente, 41 dólares.  Com a cotação louca da moeda brasileira, não vou calcular cotação, não.

Shueisha se desculpa por piada do autor de One Piece sobre “lenda” da 2ª Guerra


A notícia está em vários sites, mas eu vi no Sora News, que pegou do ANN e acrescentou comentários e outros detalhes.  Enfim, Eichiro Oda, autor de One Piece (ワンピース), o maior fenômeno de vendas dos quadrinhos japoneses de todos os tempos, fez uma piada com uma lenda da 2ª Guerra.  Usei “lenda”, porque não cabe tratar a personagem como herói e, ao que parece, os japoneses tem sentimentos contraditórios em relação a ele.  Vamos lá!

Eichiro Oda costuma escrever, como tantos mangá-kas, um freetalk (*aqueles textos que reforçam a familiaridade com os leitores*) nos volumes de seus mangás.  Ele coloca no começo, outros mangá-kas distribuem ao longo do volume, há os que coloquem no fim.  No do volume #89, ele fez uma piada com karaage, frango frito a moda japonesa.  

Traduzido, ficou mais ou menos o seguinte:
"Você sabe como às vezes, quando você está compartilhando um prato de karaage [frango frito] com as pessoas, há aquela última peça que fica no prato? Eu decidi dar um nome: Sargento Yokoi.  Então, eu estou tipo, "sargento Yokoi ainda está no campo [de batalha]! Alguém acabe com a guerra!  Crianças que não sabem de quem eu estou falando, olhem para ele.  É com muito embaraço que eu início o Volume 89! ”
Oda sabe que seu público principal é muito jovem, deve saber, também, que o ensino de história da 2ª Guerra é tópico deficiente nos currículos japoneses (*é mesmo, já falamos disso*), daí, imaginou que ninguém fosse realmente entender ou se importar com a piada.  Mas quem foi o tal Sargento Yokoi?  Quando os americanos tomaram Guam dos japoneses em 1944, Shouichi Yokoi não foi capturado e se embrenhou na floresta.  Ele ficou vivendo na ilha e evitando contato com qualquer um até o ano de 1972, quando pescadores de camarão locais o “capturaram” (*ele resistiu, claro*) e ele foi enviado para o Japão.  A 2ª Guerra havia terminado em 1945! E pasmem, houve soldados japoneses perdidos localizados depois, mais três, para ser precisa.


O jovem Shouichi Yokoi.
Ao voltar ao Japão, Yokoi, com 57 anos, disse que “É com muito embaraço que eu retorno.”.  Levando-se em conta que o Japão tem uma cultura baseada em honra e vergonha, não me espanta.  Muitos kamikaze sobreviventes sentiram-se assim, ou foram enjeitados por suas famílias.  A primeira vez que ouvi falar de kamikaze foi em um anime, O Pirata do Espaço (グロイザーX, Groizer X), eu era criança, e uma personagem, um piloto que não morrera na 2ª Guerra, carrega a vergonha, que é lavada, claro, ao se sacrificar pelo Japão invadido por alienígenas.  Enfim, esta é a frase que Eichiro Oda usou para começar o volume #89.

Segundo o SN, Yokoi é visto como herói por alguns, há um museu memorial sobre ele em sua cidade natal, já por outros como uma lembrança incomoda de um passado beligerante.  O sargento morreu aos 82 anos em 1997.  O fato é que a Shueisha achou que a piada poderia ferir sentimentos e emitiu uma nota oficial no site da editora: 
“Na seção de comentários do autor de One Piece Volume #89, que foi colocado à venda em 4 de junho, havia uma mensagem desastrada. Os editores, juntamente com o autor, lamentam nossas ações. No futuro, vamos tomar mais cuidado nesses assuntos.”
O SN diz não ter certeza de que os volumes serão recolhidos e haverá alguma reimpressão com nova mensagem.  Eu realmente não acredito, mas posso estar pensando como alguém que está afastada demais da discussão.  De qualquer forma, a reação da Shueisha mostra o nível do constrangimento.