domingo, 30 de junho de 2013

Exposição em Kyoto conta a História dos mangás de Balé


O Comic Natalie trouxe hoje um longo post falando da exposição Ballet Manga ~Leap above the beauty~ (バレエ・マンガ ~永遠なる美しさ~ - Ballet Manga Eien naru Utsukushii~) e belas imagens do catálogo do evento.  Balé é tema de mangás desde os anos 1950 e não somente quando o assunto é shoujo ou josei, já que uma das séries em destaque é o excelente Subaru (昴), de Soda Masahito, um seinen mangá.  Talvez, para além da beleza e da associação recorrente ao universo feminino, o que fascine os mangá-kas seja a disciplina e o sacrifício que marcam a vida de todo bailarino ou bailarina que almeja chegar à perfeição de sua arte.   


A exposição é dividida em cinco partes: 1. A origem dos mangás de Balé (da Era Taisho ao início do Período Showa), que fala da chegada do balé ao Japão, os primeiros contatos já em meados do século XVIII (*sim, essa história de total isolamento do país é balela*) e o início das primeiras companhias no país;  2. A era dos Mangás de Balé (1950-1970), o boom dos mangás de balé associado ao desenvolvimento vigoroso dos shoujo mangá, com exibição de arte original de Macoto Takahashi, Miyako Maki, Yoko Kitajima, e Kimiko Uehara; 3. Um tempo de mudança para os mangás de Balé (Dos anos 1970 aos dias atuais), ênfase na ruptura artística promovida pelas artistas do grupo de 48, especialmente Ryouko Yamagishi com seu mangá Arabesque (アラベスク), de 1971; 4. O mangá de Balé se organiza Balé (Dos anos 1970 aos dias atuais), os mangás desse subgênero se aprofundam no drama e no desenvolvimento das personagens, destaque para os trabalhos de Kyoko Ariyoshi, Moto Hagio, Satoru Makimura, Megumi Mizusawa, e Masahito Soda; 5. Qual o destino dos mangás de Balé?, novas tendências e abordagens, foco em trabalhos como Bara no Sei  Ruzimatov ni Yose te (バラの精 ルジマトフに寄せて), de Mizuno Hideko, Patariro! Introduction to Ballet (ballet this and that), de Mineo Maya, entre outros.  Ao todo são mais de 120 imagens originais em exposição.


Além da exposição em si que vai de 13 de julho até 23 de setembro, haverá palestras sobre balé (com  Naoko Haga) e sobre os mangás de balé (com Tomoko Yamada, Naoko Haga, Yuri Konishi, Moyo Uzuki, Hosei Iwashita), um talk show com Mizusawa Megumi, autora de Toe Shoes  (トウ・シューズ) .  E uma aula de balé para principiantes (*maiores de 12 anos*) com profissionais do  Arima Ballet Company e do Kyoto Ballet Academy.  Para participar das atividades é preciso pagar a entrada do Kyoto International Manga Museum e se inscrever para as atividades que (*claro*) tem vagas limitadas.


Para quem olhar as imagens dos mangás no CN, as séries representadas são:  Arabesque (アラベスク) – Ryouko Yamagishi – 1971, Flower Festival  (フラワーフェスティバル) – Hagio Moto – 1988, Toe Shoes  (トウ・シューズ)  – Mizusawa Megumi – 1997, Do Da Dancin'! Venetia Kokusai-Hen (Do Da Danciin' ヴェネチア国際編) – Satou Makimura – 2007, Tokyo~Paris (東京~パリ) – Makoto Takahashi – s/d, Bara no Sei  Ruzimatov ni Yose te (バラの精 ルジマトフに寄せて) – Mizuno Hideko – s/d, Maki no Kuchibue (マキの口笛) – Miyako Maki – 1960, Futari no Erika (ふたりのエリカ) – Yoko Kitajima – 1967, Mariko no Uta (舞子の詩) – Uehara Kimiko – 1981, SWAN -Hakuchou-(SWAN -白鳥-) – Kyoko Ariyoshi – 1976 e Subaru (昴) – Soda Masahito – 2000.  Dos mangás representados, somente Subaru e Swan tiveram publicação no Ocidente e não sei de foram publicados completamente em algum país.  O catálogo da exposição está à venda no Amazon Japão, se aparecer no CD Japan ou no Hobbylink Japan, talvez eu compre.  A página da exposição tem versões em inglês e, obviamente, japonês.


GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails