sábado, 21 de junho de 2014

Japão endurece sua legislação contra pedofilia


O Japão era criticado pelos outros países do G8, especialmente, os EUA, por ter uma legislação muito permissiva em relação a pedofilia e pornografia infantil.  Na última quarta-feira, dia 18, as leis por lá mudaram, mas isentaram de penas os mangás, animes e vídeo games.  Antes, a posse de material pornográfico com crianças ou menores não era passível de pena, pela nova legislação, aprovada por ampla maioria pela Dieta, há a possibilidade de penas de prisão de até um ano e multa de até um milhão de ienes (R$ 22 mil) para quem possuir material sexual com crianças.

As penas continuam leves, mas é melhor isso do que nada.  O Sankaku Complex (+18-NSFW) teme que a lei seja endurecida ainda mais e que aumentem a pressão para que a pornografia 2D (*mas há videogames 3D...*) seja incluída na legislação. Se bem que o lobby das três indústrias isentas é, sim, muito forte.  De qualquer forma, ele também afirma, e eu já postei sobre isso, que apesar da indústria dos mangás não estar limitada pela lei, a polícia volta e meia prende gente por publicar material considerado indecente.  Fora a legislação de Tokyo, que parece que não pegou, mas existe.  E em Osaka já deram em cima das revistas josei e shoujo com conteúdo adulto várias vezes.

Meus sentimentos em relação à questão são ambíguos.  Temo a censura aos mangás e animes, mas a legislação japonesa era muito frouxa em relação à pedofilia e continua quando o assunto são esses álbuns de fotos com idols infantis e adolescentes.  

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Isso me faz lembrar que uma vez critiquei Boku no Pico e vou duramente avacalhada pelas pessoas!

Eu tenho dentro de mim que o que se faz na ficção reflete na vida real, é um fenômeno complexo, não é um simples macaquinho-vê, macaquinho-faz mas ainda assim não aprovo, não gosto de produções anime/mangá/jogo com garotas que definitivamente não chegaram a puberdade serem mega-erotizadas.

Por mim, animes como o desta temporada "Seikoku no Dragonar" seriam todos banidos para a Montanha da Perdição. Ah, mas a garota não é uma criança de verdade, é um dragão então ok ela ficar nua e ser molestada todo episódio. Aham...

Como apesar de desprezar esse tipo de obra respeito a liberdade criativa dos autores (apesar de para mim copiar e colar a fórmula harém com os mesmos tipos de lolicon em toda santa temporada dificilmente possa ser chamado de criatividade) espero que um dia a moda no Japão mude e que a legislação seja mais dura em relação a pedofilia, por que do jeito que está o Japão ainda é um terreno muito fértil para ela.

Ps: uns screenshots do referido anime. Não quis botar imagens do mangá pois são muito apelativas.
http://moesucks.com/2014/04/15/spring-2014-harem-hill-week-2-a-new-challenger-approaches/

Related Posts with Thumbnails