terça-feira, 3 de abril de 2018

Espalhando a palavra de Jane Austen por aí: um pequeno causo


Semana passada, uma aluna veio me perguntar sobre o café na República Velha e terminou explicando que a dúvida tinha aparecido por causa da novela das seis. Estava no final da aula, acabei dizendo para ela que via a novela e perguntei (*claro*) se ela era leitora de Jane Austen.  A menina disse que nem sabia quem era... Disfarcei o choque, falei que a novela era inspirado nos livros de Austen, que era uma das maiores escritoras do mundo. Segunda-feira, ela veio me agradecer por falar de Jane Austen e que já estava na metade de Orgulho & Preconceito.  Estava empolgadíssima com a leitura.  Se mais nada de bom acontecer esta semana, já me sinto suficientemente feliz.  E, sim, continuo assoberbada de coisas e nem postei ontem.

Daqui a pouco, começo a recomendar outras adaptações.
De qualquer forma, é mais uma das minha evidências da importância da cultura popular, de como através de um filme, ou novela, as pessoas podem descobrir os maravilhosos livros que lhes serviram de inspiração.  E, não, espero que os puristas e elitistas, que acham que a autora está se revirando no túmulo, e que se sentem resistindo ao nazismo ao fugir das adaptações continuem sendo minoria e objeto de riso.  Que Orgulho & Paixão ajude a espalhar o interesse por Jane Austen nesse país.  Se a menina me der papo, logo vou estar sugerindo as adaptações da BBC e mesmo Bridget Jones, se ela não conhecer.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

verdade, assim como filmes\livros como o O Código Da Vinci fazem as pessoas se interessarem por História, História da Arte e muito mais
as pessoas são muito chatas :(

Related Posts with Thumbnails