terça-feira, 13 de novembro de 2018

Os japoneses não esquecem Ashita no Nadja


Fico sempre encantada quando vejo que certos animes ficam na memória dos japoneses.  Lembro que quando assisti Ashita no Nadja (明日のナージャ), vi como uma homenagem aos mangás e animes com órfãs louras europeias ou norte-americanas que eram abundantes na década de 1970 e no início dos anos 1980: Candy♥Candy (キャンディ♥キャンディ), Angel (花の子ルンルン/Hana no Ko Lun Lun), Honey Honey no Sutekina Bouken (ハニー・ハニーのすてきな冒険), Lady Lady!! (レディレディ!!) etc. Só achava, à época, 2003-2004, que usavam computação gráfica demais. 



Enfim, segundo o Comic Natalie, as lojas Thank You Mart estão vendendo desde 14 de novembro produtos da série.  São bem fofinhos.  Ashita no Nadja contava a história de uma menina de 13 anos que havia sido criada em um orfanato.  Com esta idade, as crianças tinham que partir e a menina é informada de que sua mãe pode estar viva, Nadja termina se juntando a uma trupe de circo e parte pela Europa cheia de esperanças de encontrá-la.  Só que há gente má no encalço da menina e ela é salva por um cavaleiro louro e mascarado.  


A série animada da Toei é longa e a história começa fofinha e ganha ares mais dramáticos e sombrios conforme vai avançando.  Ano passado, um livro continuando a série foi lançado, Ashita no Nadja 16 sai no tabi tachi (明日のナージャ 16歳の旅立ち), o que explica o revival.  No livro, nossa heroína já está com 16 anos.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Que legal!! Será possível encontrar este livro da continuação traduzido?

Related Posts with Thumbnails