segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência


Não sabia, mas desde 2015 é comemorado no dia 11 de fevereiro esta data que tem como intuito promover a igualdade de gênero na pesquisa científica e o interesse das mulheres e meninas pela ciência.  Nesse caso, claro, eu, que sou da área de Ciências Sociais, sei bem que estão se referindo às ciências outras, as exatas, biológicas, as engenharias, enfim.  Houve um tempo que eu queria estudar Química, acabei mudando de ideia.  Só que criança, pedi um mini laboratório e nunca ganhei, mas quando meu irmão pediu um microscópio, minha mãe bateu todo o Rio de Janeiro até encontrar.  

Não que a gente que é de História esteja fora da discussão, estou eu aqui discutindo a questão, o campo da História da Ciência é um dos mais importantes para dar visibilidade ao trabalho das mulheres nas diversas áreas.  O cinema, por exemplo, pode ser uma ferramenta e tanto.  Vide filmes como Alexandria. Um filme como Estrelas Além do Tempo colocaram em evidência o trabalho das mulheres que eram computadores humanos.  Tropecei em uma matéria, foram muitas pipocando hoje, intitulada "As Mulheres que Contribuíram para a Ciência mas ficaram enterradas nas notas de rodapé" (The Women Who Contributed to Science but Were Buried in Footnotes).  Às vezes, nem nas notas de rodapé, afinal, a foto da matéria traz mulheres cientistas anônimas, seus nomes sequer foram registrados.

Anônimas.
Muitos anos atrás, assisti um documentário sobre as mulheres na ciência no Brasil, queria ter o nome, mas não tenho, sei que eu estava no 3º ano do 2º grau (1992) e foi exibido pela TVE.  Mostrando as discussões sobre a questão e uma foto de uma expedição científica europeia em um livro de História da Ciência.  Havia três mulheres na foto.  Todos os homens são identificados, as mulheres, não.  Durante muito tempo, se achou que eram "esposas" de alguns dos caras.  Simplesmente, uma das mulheres era a chefe da expedição.  Apagá-las é fundamental para manter o discurso de que as mulheres nunca contribuíram para o avanço da ciência.

Enfim, as práticas de exclusão são várias.  Subestimam a inteligência das meninas.  Não lhes dão brinquedos criativos.  Na escola dizem que meninas não são boas em... complete com "Matemática", "Física", "Química", "Computação" etc.  Quando estava no 2º ano, uma colega disse querer fazer Engenharia Química, mas que iria tentar outra coisa, porque não queria estar em uma turma só de homens.  Quando estava na faculdade, assisti um trabalho baseado em entrevistas com professoras das ciências sociais e como se tornaram professoras.  Umas três, ou quatro, desejavam outro ramo, uma delas, sonhava ser engenheira civil.  O pai não deixou.  Teve que ser professora.

Ciência é coisa de menina, também.
Enfim, a data comemorada pela UNESCO é importante, especialmente, quando se voltou com tanta força a falar em "natureza" de homens e mulheres como forma de castrar as crianças desde cedo e apagar a diversidade possível.  Em tempo, tenho uma menininha em casa que diz que vai ser cientista, que quer fazer poções e antídotos.  Não sei se vai, mas tanto o pai, quanto eu, aqui, faremos o possível para que ela tenha o primeiro dos apoios, que é o da própria família.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails