quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Comentando o episódio 4 de Yubisaki to RenRen: Quando até o mocinho mostra que também é machista

Como continuo acompanhando Yubisaki to RenRen (ゆびさきと恋々), vou registrar minhas impressões do quarto episódio, porque ele teve algumas questões importantes.  O episódio passado terminou com Ema, a amiga que quer ser muito mais de Itsuomi, descobrindo o material que Yuki fez para ele.  A moça se surpreende com o interesse do rapaz por língua de sinais, mas sabe que, no geral, ele é um aficionado por línguas.  A moça deve descobrir em breve a existência de Yuki.  

Também nessa parte com Ema, que é apresentada como a moça mais bonita da série, o que não é verdade, porque temos Yuki, é mostrada uma situação de assédio.  Uma moça sozinha na rua é passível de ser apropriada por qualquer homem.  Ela despista pegando o celular e dizendo que ligando para um "amigo", senha óbvia para namorado, ou alguém que poderia vir e quebrar a cara do assediador.  Nas cenas do episódio, achei que o rapaz seria Oushi, , o amigo de infância de Yuki, fluente em língua de sinais, mas era um figurante de luxo.

Ainda no campo machismo, temos o embate entre Oushi e o mocinho, Itsuomi.  Oushi vê Yuki no metrô, ele a segue, chega a cochilar no ombro dela, o que a irrita.  Pergunta onde ela vai, a moça mente.  Eles têm uma relação antiga, não sei se Yuki entende os sentimentos do rapaz, mas ela não confia nele, ou tem medo de dizer-lhe a verdade.  É uma amizade complicada, mas é óbvio para quem quiser ver que Oushi não quer ser somente amigo, ele é apaixonado por Yuki.

Muito se fala entre os fãs do capacitismo de Oushi, mas o episódio #4 nos ofereceu um embate entre dois machos por Yuki.  Oushi a segue e ele descobre que Yuki foi se encontrar com Itsuomi.  O protagonista abraça Yuki por trás e coloca seu braço estrategicamente sobre os olhos da moça.  É de propósito para que ela não leia os lábios de Oushi.  Itsuomi e Oushi trocam farpas e o mocinho deixa claro que ele tem permissão de Yuki para abraçá-la daquela forma.  


É a típica provocação machista, ele reconhece um competidor.  Agora, Yuki não lhe deu liberdade para falar dela com Oushi, provavelmente, nem para abraçá-la daquele jeito (*ainda que ela se sinta feliz com isso*), só que Itsuomi age como se a moça não estivesse lá. Yuki é objetificada e fica ainda mais vulnerável por não poder ouvir o que falam, nem ler os lábios de Oushi.  A sua surdez a coloca em situação de dependência absoluta, se lhe privam da possibilidade de ler os lábios.

Vejo muita gente apontando os problemas de Oushi, porque eles são evidentes, mas não sei se houve a percepção do quanto essa sequência foi violenta.  E ela não parou aí, porque ao perguntar para Itsuomi, depois que Oushi se foi e ela percebeu como ele estava furioso, o que eles conversaram.  Ele corta a conversa.  O papo é dos dois, coisa de homem.  Ela percebe que o rosto dele também está um tanto transtornado, mas acha melhor não insistir.  


Nada nessa cena é anormal em uma sociedade machista, o problema é se as autoras, ou o roteiro do anime, vai melhorar os comportamentos dos rapazes, ou, pelo menos, de Itsuomi, ou de Yuki irá se insurgir contra esse paternalismo.  Sem ler o mangá, eu apostaria que não e imagino que tenhamos outras situações parecidas em breve.

Por fim, o tal encontro era para que Itsuomi, Yuki, sua amiga Rin e o primo e chefe do rapaz, Nagi, fossem a um grande hipermercado.  Como tem sido regra, as cenas entre Itsuomi e Yukisão bonitinhas, fica claro o sentimento que existe entre os dois.  Ele não se declarou diretamente, mas chega a convidar Yuki para viajar com ele.  Já Rin, que é apaixonada por Nagi, tem que ouvir as preocupações do rapaz em relação ao primo.  Ele tem um sonho (*Conhecer o mundo?*) e não costuma se manter em relações amorosas.  O rapaz também tem medo que Ema traga problemas.  

Enfim, não sei em qual momento a amizade entre Itsuomi e Yuki virará namoro.  O fato é que há no episódio uma ênfase no desejo do rapaz de aprender a língua de sinais e se comunicar com Yuki.  Para quem acompanha, no meu caso esporadicamente, o pessoal do estúdio no Twitter, é visível o esforço para que os sinais sejam representados de forma correta e de como as cores e a luz são usados para mostrar os estados de espírito de Yuki e como seu mundo está se ampliando.  Foi um ótimo episódio.

1 pessoas comentaram:

Eu gosto muito de ler sua análise depois de assistir aos episódios, acrescenta muita na minha leitura desse anime.

Related Posts with Thumbnails