terça-feira, 28 de outubro de 2008

Governo não autorizou tiro em Lindemberg



Não queria voltar ao caso, mas me sinto obrigada a isso. Antes era fofoca, que eu não repeti, porque não tinha fonte, não tinha saído em nenhum jornal. Afinal, por que a imprensa não noticiou fato tão grave se sabia até a cor da cueca do seqüestrador e seus sonhos de criança? A mãe de Eloá citou em sua entrevista à Rede Record, mas foi cortada e quase intimidada, porque teria "ouvido falar". Agora a Folha dá a notícia. É claro, que esperaram a eleição passar, para não arranhar a imagem de Serra e colocar em risco a vitória de Kassab, seu afilhadinho político. Eis aí, a única vida que não podia ser tocada era a do bandido, realmente, Eloá estava condenada.

Para o governador, o tiro em Eloá e Nayara foram "acidentes", mas a vida do assassino era preciosa. E, claro, a imprensa calou a boca, até que a eleição passasse, não há outra explicação. Serra é um dos candidatos mais fortes à presidência em 2010. Estejam atentos às suas falas e posturas, porque esta não é a primeira, nem a segunda vez em que ele demonstra desprezo em relação à vida das mulheres. Agora, a gracinha do PT é capaz de criar uma propaganda canalha insinuando a homossexualidade do Kassab, mas não é capaz de usar uma informação séria como essa.
SANTO ANDRÉ
Governo não autorizou tiro em Lindemberg
DO "AGORA"

O promotor Antonio Nobre Folgado disse ontem que os integrantes do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) não tinham autorização do gabinete de crise e de seus superiores para realizar o "tiro de neutralização" contra Lindemberg Alves Fernandes, 22, que matou Eloá Cristina Pimentel, 15. O gabinete de crise era constantemente informado sobre o andamento da situação e era formado por José Serra (PSDB), pelo secretário da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão e pela cúpula da PM. Segundo o promotor, essas informações constam dos depoimentos de PMs e dos comandantes do Batalhão de Choque, coronel Eduardo Félix, e do Gate, Adriano Giovaninni.

GOSTOU?

10 pessoas comentaram:

Ou seja, Serra matou Eloá.

Que isso seja espalhado.

Eu acredito que o Kassab ganhou as eleições por conta própria e por causa de alguns aloprados do PT.
Não vi a mão do Serra empurrando o Kassab.
Serra precisará da mão do Kassab para ser empurrado, isso sim.

RABUGENTO
Campinas-SP

agora todo mundo tira o seu da reta...

Kassaba ganharia de qualquer jeito, não é esse o foco do meu post, a questão é a imagem do Serra. No mais, Kassab é produto do Serra, se este não tivesse renunciado para concorrer ao Estado, jamais o Kassab teria o cargo na mão. Como disse Clóvis Rossi, ele nuinca se elegeria, o PFL, agora DEM, não tem tradição em São Paulo. E, possivelmente, Kassab vai abdicar para competir ao governo do estado e Serra a presidente. Quem votou nele, votou no vice.

No mais, não subestime o Serra. ele traiu o candidato do seu partido, jogou uma polícia contra a outra e agora isso. Pelo jeito, caso exista segundo turno em 2010, terei que votar contra Serra.

O detalhe é que eu não votaria na Marta em hipótese nenhuma. Escolher entre Serra (porque o Kassab se criou no eixo do Serra) e Marta é pedir para dar um tiro na cabeça. Quanto ao Kassab, não sei. Longe da cidade é difícil saber se é uma questão de chapa de partido, aonde valem mais méritos individuais, ou se é um clone sendo criado a sombra do criador. Dar uma opinião sobre ele seria besteira da minha parte.
Mas a atitude do Serra foi dar vazão à ordem do politicamente correto, para quem o bandido é uma vítima e qualquer manifestação de autoridade vira um atentado. Por mim, Serra entrou na minha lista negra como eleitor. A polícia teve o sujeito seis vezes na alça de mira. Tem uma frase maravilhosa do "Cavaleiro das Trevas" de Frank Miller que eu me lembrei imediatamente nesse momento: "Quero contar suas vítimas, uma a uma, e colocar na conta das pessoas que eu matei por ter deixado você viver". Então eu digo: Serra matou Eloá.
E se ele não tivesse se metido e o tiro tivesse sido disparado? Bom, o que importa é a segurança da vítima. Se o custo disso for a morte de um vagabundo, que vá em frente. São as pessoas que se salvam, quando alguém assim é tirado do mapa, que importam. Pronto.

Kassab ganhou de presente o governo da maior e mais rica cidade do país. Ele não se elegeria, ninguém vota no vice, salvo em casos anômalos como a chapa McCain Palin. O que ele fez no governo, é outra história. Se reelegeu e não acredito que é simplesmente por ter a máquina na mão. Ele teve uma chance e aproveitou, mérito dele. Agora é prefeito pelo voto.

Quanto ao Serra, ele mostrou que o bandido tem mais valor que a vítima. Chamou o tiro na cabeça das meninas de "acidente". Enquanto isso, trata a polícia civil como um bando de criminosos.

Um delegado graduado em SP ganha 4 mil reais, ou assim a TV anunciou. Eles ficam comparando com outros Estados, mas se comparassem com Brasília seria a vergonha total. Concurso para soldado PM, salário inicial de 4 mil reais. Agora imagine um delegado.

Alias, aqui tem um post interessante: http://fazsentido.blogspot.com/2008/10/anlise-sequestro-na-china-x-sequestro.html

O cara apareceu na janela várias vezes. Tinha snipers posicionados prontos para atirar. Não atiraram pq? O governo tinha que autorizar? Desde quando policial precisa pedir permição pra atirar? Só no Brazil mesmo.

Deviam ter dado um tiro no meio da fuça do cara desde a primeira vez que ele meteu o cabeção na janela.

A prioridade deveria ser proteger a vida das vitimas. Deixando o agressor livre, leve e solto vc tá fazendo exatamente o contrário.

E eu acho Serra um néscio. Aquela parada dos PMs vs Policia Civil que teve também tem o dedo dele. Fico imaginando como é que seria a situação atual se ele tivesse sido presidente. LOL.

Sobre o assunto da Polícia Civil X Policia Militar em SP, acho que o Serra é a última pessoa que queria aquilo. Principalmente NO governo dele. O PT provalvelmente vai explorar isso em 2010. Desconfio que foi planejado (não tinha um deputado incitando a invasão do palácio dos Bandeirantes?) com o propósito de atrapalhar a eleição do Kassab ou do Geraldo (aliados do Serra).

Voltando ao sequestro, a coisa já começou errado. Como é que o sequestrador continua se comunicando com o mundo externo? Que eu saiba a primeira providência é cortar a luz e telefone. E o número de refens geralmente diminui durante a negociação e não aumenta (quando deixaram a menina voltar). Outra coisa foi um cara voltar para buscar os cachorros. Correu o risco dele ser pego como refem também.

Sobre a eleição do Kassab, creio que a Marta perdeu por causa da rejeição que ela tem em S.Paulo. Se no lugar do Kassab estivesse o Geraldo, eu acredito que a Marta teria os mesmos 40% de votos.
No caso de 2010, se for a Marta x Serra, eu sei que eu NÃO vou votar na Marta.

Olha, Alexandre, um delegado NÃO pode ganhar 4 mil reais e um governador NÃO pode se recusar a negociar com os grevistas como ele faz. A ordem do confronto partiu de dentro do Palácio e um outro ingrediente: você lembra que a Força Sindical se estruturou no governo do Collor como um sindicato contra os controlados pelas esquerdas? Era a Força que estava na manifestação. Duvido muito que possam atirar " aculpa" dessa cagada sobre um partido de esquerda ou sobre essa massa "amorfa" que é a oposição.

O PSDB governa São Paulo há muitos mandatos, assim como o famigerado PMDB no Rio. Não tem como dizer que a culpa dos baixos salários da polícia é do "outro" partido ou que a educação vai "mal" porque o governo anterior errou. A bola continua com eles. Serra não é candidato, o confronto entre polícias arranharia sua imagem SE ele o fosse, assim como o caso Eloá deveria ser explorado a exaustão, mas isso só tiraria casquinhas do Kassab, como eu já falei. Afinal, não é o prefeito que comanda polícia, é o governador. E o Kassab, ao que parece, fez seu dever de casa, além de poder contar com o voto "conservador" (*quem vota em Maluf merece outro nome, mas...*) dos paulistanos.

No mais, o caso Eloá foi uma sucessão de erros e absurdos. Tudo terminaria em 24 horas se seguissem o padrão do resto do mundo. Mas com essa revelação da ordem de não matar o "garoto", eu até fico com pena dos policiais envolvidos. O que fazer? E se o governador não gostar?

Quanto ao confronto Marta X Serra, ele não acontecerá para presidente. Marta não tem condições de se impôr como candidata. Eu votaria nela para quase qualquer coisa, sem problema. Mas se é para votar contra o Serra, quase todo mundo está valendo. Imagine um confronto pior, como Serra X Garotinho, Serra X Crivella, porque a Dilma não vai se criar como candidata, não. E não falo de competência, falo de possibilidade como candidata a presidência. O que o PT deve começar a digerir é que a popularidade é do Lula e que ele não está apto a transferi-la para quem bem desejar.

Precisamente o mesmo caso do ônibus 174, sem tirar nem por. O governador do estado (por que raios ele interfere em trabalho da polícia?) MANDA os policiais não atirarem no pobre do bandidinho.

Sinceramente, do jeito que vai as polícias do Rio e São Paulo deveriam demitir seus atiradores de elite, afinal pra que pagar o salário de alguém que NUNCA será utilizado?

Sequestro com reféns se resolve assim:
http://www.youtube.com/watch?v=_SdNZARtVHw

Reparem que, mesmo matando um vagabundo e aleijando outro em rede nacional, a popularidade de ambos, governo e polícia, AUMENTOU! E isso em Portugal, que é um país de pouquíssima criminalidade...

Hunter (Pedro Bouça)

Related Posts with Thumbnails