terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Resultado do Bafta: Kathryn Bigelow, Carey Mulligan e Colin Firth premiados



O Bafta é o “oscar” do cinema inglês. Há várias categorias e o melhor filme acabou indo para Guerra ao Terror (The Hurt Locker) e diretora para Kathryn Bigelow. Eu realmente não consigo levar esse tipo de escolha a sério, mas, enfim, já escrevi aqui que o “oscar” de melhor diretor deve ir para ela, já melhor filme, enfim... Mas estou escrevendo para registrar que Carey Mulligan (*detestei o cabelo dela*) levou o prêmio de melhor atriz por Educação (An Education) , eu acho justo pelo desempenho da moça, não pelo filme como um todo. Não acredito que isso se repita no Oscar. Já melhor ator, e o prêmio é inglês, lembrem-se disso, foi para Colin Firth por A Single Man. O filme não estreou no Brasil ainda, mas terá o título horroroso de Direito de Amar. Também acho que Colin Firth é carta fora do baralho no Oscar.

Falando no Colin Firth, ele deu uma entrevista recente para o International Business Times comentando A Single Man e reclamando de todo mundo lembrar dele por causa do papel de Mr. Darcy. Acho que ele está sofrendo da mesma síndrome de “Não sou Spock” da qual sofreu Leonard Nimoy. Com um agravante, Colin Firth vive aceitando papéis que parodiam de alguma forma o seu Mr. Darcy, especialmente a cena da camisa molhada. Como é que ele quer que as pessoas esqueçam? Aliás, quem consegue esquecer?

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails