quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Algumas Reflexões sobre péssimas notícias vindas de Hollywood



Esta semana saiu o pôster oficial de Star Trek – Into Darkness. Aqui, no Brasil, o filme vai se chamar Além da Escuridão – Star Trek. “Além da Escuridão” é OK, mas colocar Star Trek no final? Bem, bem... Até aí, nada. A amiga Olga me perguntou no Twitter o que eu achava. Olha, tudo indicava que fosse um filme com o Benedict Cumberbatch interpretando Gary Mitchell, personagem do segundo piloto, o aprovado, de Jornada nas Estrelas. Seria perfeito, só que a produção negou, então, disse para ela que não tinha opinião sobre as imagens. E não tenho mesmo! Aliás, se a produção do filme estiver mentindo a respeito, isso não é boa propaganda, mas desrespeito com os fãs. É assim que eu penso.


Daí, hoje abro o Twitter e vejo os comentários do Thiago Siqueira, do Rapaduracast, sobre a data de estréia do filme em nosso país. Você que como eu acreditava que o filme iria estrear na mesma data ou com uma semana de atraso em relação aos EUA, ESQUEÇA! Não veremos o filme em 17 de maio, ele só chega ao Brasil em 26 de julho. Para piorar, não para mim, porque eu sei qual filme iria assistir, mas para a distribuidora, é a mesma data de estréia de The Wolverine. A Paramount tem o que na cabeça? Sabe o que está me parecendo essa história? O caso de Jane Eyre. “Surtou, Valéria? Star Trek vem par ao cinema!”. Sim, eu sei que vem, não tenho dúvidas. O que estou dizendo é que periga empurrarem Star Trek e, não, The Wolverine. É isso. Se eu estivesse acordada, teria me rasgado, afinal, vão inundar a internet – o Tumblr, especialmente – de imagens, gifs, spoilers, e você, fã brasileir@ de Jornada nas Estrelas ou do Benedict Cumberbatch ou do Zachary Quinto ou do J.J.Abrams ou de quem quer que seja, só vai poder ver o filme LEGALMENTE dois meses depois. Raiva? É pouco.


E vamos fechar com a notícia de outro remake, tão inútil e até mais perigoso que o de O Enigma da Pirâmide. Segundo o que está circulando por aí, uma tal Carrie Underwood (*não vejo reality show de cantores, desculpem!*) vai estrelar para a NBC um remake de The Sound of Music, conhecido por aqui como A Noviça Rebelde. Há quem acredite que será um sucesso... ou será que eu perdi a ironia? {Pausa para respirar} Além de ser um filme anacrônico, a medida em que ele tem um estilo antiquado e isso ser parte de seu charme, refazer The Sound of Music – e estão usando a palavra remake mesmo – é quase uma heresia. Concordo com a grande Julie Andrews “A Noviça Rebelde é perfeito demais para ter um remake”. Trata-se de um filme açucarado, maniqueísta, mas no qual tudo deu certo.  Não sou saudosista, volta e meia falo que deveriam refilmar E o Vento Levou como minissérie para a TV, com toda a pompa e fidelidade judiciosa que o filme não pode ter. Mas por que refilmar A Noviça Rebelde? Falta de idéias parece em alta em Hollywood e isso é, sim, muito triste.

GOSTOU?

4 pessoas comentaram:

Não esquece do remake do filme coreano "Lady Vingança" com a Charlize Theron... Essa notícia não me agradou.

Revoltado com essa palhaçada de remake de A Noviça Rebelde!!! Já estou vendo... Aff, imagina se vierem com aquelas palhaçadas de trazer o filme para os tempos contemporâneos, vai ficar uma mer**!!! Será que já não bastou para eles terem estragado o Fame (e Karatê Kid)? Gente, filme perfeito assim não se faz remake, deixa quieto.

Revoltado com essa palhaçada de remake de A Noviça Rebelde!!! Já estou vendo... Aff, imagina se vierem com aquelas palhaçadas de trazer o filme para os tempos contemporâneos, vai ficar uma mer**!!! Será que já não bastou para eles terem estragado o Fame (e Karatê Kid)? Gente, filme perfeito assim não se faz remake, deixa quieto.

Hoje em dia parece que Hollywood só sabe produzir três coisas: Filmes de heróis de HQ, remakes e filmes de franquia que já acabaram há algum tempo.

O mais engraçado depois é eu ouvir que os japoneses que estão em crise trazendo de volta antigos sucessos através de Saint Seiya Omega, filme de Dragon Ball e novo anime de Sailor Moon e que Hollywood não entra em crise porque seus filmes de apenas três segmentos vendem muito.

Quero ver o que vai acontecer quando as pessoas se cansarem de tanta requentação hollywoodiana.

Related Posts with Thumbnails