terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Hospital japonês pede o cancelamento de dorama sobre crianças abandonadas


O site IPC Digital (*português*) e o Tokyo Hive (*inglês*), entre outros, noticiaram que a Nippon Television Network Corporation ( NTV ) se recusou a cancelar um dorama que enfoca a vida de crianças em um orfanato.  Ashita, Mama ga Inai (明日、ママがいない), Amanhã, Mamãe não estará aqui, estreou em 15 de janeiro e é protagonizado pelas meninas Ashida Mana e Suzuki Rio, mostra o dia-a-dia das crianças órfãs e sua busca por afeto nos funcionários e cuidadores.  A personagem de Mana, foco da controvérsia, é uma menina abandonada anonimamente no que os japoneses chamam de  "Kounotori no yurikago" or "Baby Post", seria o nosso correspondente à roda dos expostos. 

O Jikei Hospital, em Kumamoto, é o único que oferecem o serviço e permite que os pais entreguem seus bebês ou crianças de forma anônima, para o hospital, que move ação contra a NTV, a série representa de forma equivocada os órfãos e os funcionários, cometendo uma ação contra os direitos humanos, além de difamação.  Além da menina abandonada na Roda, o motivador das reclamações é a personagem do ator Mikami Hiroshi, dono do orfanato, e o malvado de plantão obrigatório nesse tipo de história.  Ele maltrata as crianças e as humilha.


Enfim, acho bobagem a ação do hospital, mas entendo a preocupação com a forma como os órfãos estão sendo retratados.  Já li (*e escrevi*) alguma coisa sobre a questão no Japão e a discriminação em relação às crianças em orfanatos é muito grande, assim como a discriminação contra as mães solteiras.  Adotar não é opção para a maioria dos japoneses, porque a criança não compartilha dos mesmos ancestrais, seria um elemento estranho à família.  Daí, é muito comum nos mangás que tocam no tema, a criança ser um parente, vide Karekano  (彼氏彼女の事情) e Usagi Drop (うさぎドロップ).  Em contrapartida, o Japão é um dos países nais fechados para as adoções internacionais, assim, a possibilidade de uma criança ficar em um orfanato até a maioridade é muito grande.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Assistirei, mesmo embora sinta que eu vá me decepcionar um pouco.


Aproveito para recomendar duas sérias.
Uma delas é "Mother", que em 2009 revelou essa mesma atriz mirim Aishida Mana. Não assisti muitos doramas, mas assisti alguns que valeram a pena, e dentre eles Mother é uma das melhores coisas que já tive a oportunidade de assistir. Não é perfeito, tem um e outro detalhe que me incomou, mas dá para revelar.
Nessa série, uma menininha é vítima de violência doméstica e negligência da mãe, tão sério que ela quse morre, só não morre porque por acaso a professora da escolinha dela por acaso a salva. Professora essa que tem seus problemas, tendo sido adotada e ter complexo com isso. Ela acaba "sequestrando" a menina e foge para viver com ela.
É menos sobre adoção e muito mais sobre o título, "mães". A história é basicamente sobre várias mães e suas relações com suas filhas, nascidos ou não.


Outro é Don Quixote.
Acaba de repente, mas como é mais para diversão, dá para aproveitar enquanto dura.
Tem um centro de assistência social na história, as crianças são cuidadas e encaminhadas para adoção caso a situação familiar não seja resolvida. Como disse, dá para divertir, e como ele tem um núcleo da yakuza é de alguma forma sobre "família" também.

Related Posts with Thumbnails