quinta-feira, 15 de maio de 2014

Mais umas palavrinhas sobre os boxes do Studio Ghibli da Versártil


Pessoal, não queria voltar ao assunto, mas preciso.  Há quem esteja comemorando, como se você algo extraordinário, o fato do segundo box com filmes do Studio Ghibli ter a confirmação de dois longas com áudio em português.  Ah, você não sabe quais são os filmes previstos?  O Serviço de Entregas da Kiki (Majo no Takkyūbin – 魔女の宅急便), Porco Rosso (Kurenai no Buta – 紅の豚) e Laputa – O Castelo no Céu (Tenkû no shiro Rapyuta – 天空の城ラピュタ).  Minha gente, um Blu-ray permite a inserção de várias faixas de áudio.  Os Blu-rays americanos da Ghibli trazem normalmente três áudios, é fácil comprovar isso, normalmente temos inglês, francês e japonês.  É o mínimo!  Procurei, mas não encontrei, o de Princess Mononoke (Mononoke Hime - もののけ姫) que trazia o áudio em português e uma amiga disse que o Blu-ray americano de Totoro (Tonari no Totoro - となりのトト)também traz o áudio em português, mas não achei. Mas pouco importa isso!  Minha gente, ter áudio em português em um produto lançado no Brasil (*ou em Portugal... ou em outro país de língua portuguesa*) é o mínimo que uma empresa pode oferecer.  

Segundo a matéria do JBox, a empresa esclareceu que o aúdio antigo do VHS de Totoro não casava com o arquivo que eles utilizaram... Sabe o que eu digo?  Isso não é desculpa!  O mínimo que a Versátil deveria fazer é bancar a nova dublagem. Os boxes, seja Blu-ray ou DVD, não são baratos, não!  Enfim,  o que estão fazendo no caso desses boxes é mais uma demonstração da incompetência das empresas brasileiras, em como nos consideram um lixo de consumidores.

E não pensem que estou fazendo campanha contra os boxes.  Comprei o primeiro e comprarei os outros, mas continuarei repetindo a crítica, porque ela é pertinente e não se aplica só ao box da Ghibli, está cheio de DVD e Blu-ray brasileiro sem áudio em nossa língua.  O que me enfurece é ver o quanto progredimos pouco em termos de qualidade dos produtos oferecidos por aqui e como alguns consumidores são bobinhos e se satisfazem com pouca coisa.   E ainda há quem engula desculpas.  Deveria haver lei – sim, fazem para tantas bobagens – exigindo que todo DVD/Blu-ray lançado aqui trouxesse dublagem nacional e legendas em português.  Primeiro, porque é nossa língua, segundo, porque deficientes auditivos e visuais, crianças, idosos e quem ama dublagem precisam ser atendidos. Será que precisarei repetir essa ladainha?  Tomara que não!

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Eu até achei interessante essa ideia, e muito cara (infelizmente, não cabe no meu bolso) principalmente por não ter áudio em português. Custava fazer uma dublagem para as obras? Poxa, querem fazer algo digno mas que não seja direcionada à todos (tem gente que gosta de não ler legendas)...

Teve um conhecido que sequer se importou com isso, afinal, ele odeia coisas dubladas em português!!

Gostei da sua crítica e apoio ela.

"Deveria haver lei – sim, fazem para tantas bobagens – exigindo que todo DVD/Blu-ray lançado aqui trouxesse dublagem nacional e legendas em português."

Related Posts with Thumbnails