segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Cinco Situações no Exterior que fazem os japoneses lembrarem que são japoneses


O GoRanking fez uma pesquisa muito curiosa foi feita com japoneses que viajam com frequência, ou não, para o exterior.  Ela nada tem a ver com anime ou mangá, mas achei interessantes os resultados.  Muito provavelmente, havia um formulário com um número X de opções e 1.731 pessoas responderam.   A idéia era identificar os cinco momentos em que um japonês se sente mais japonês no exterior.  Olhem os resultados:


5. Ao se surpreender quando um empregado não consegue calcular o troco (128 votos)

- Acho que alguns japoneses enlouqueceriam aqui no Brasil... Já pararam para ver a dificuldade que alguns caixas ou atendentes têm para calcular trocos simples?  O RN24 fala de cansaço, mas, aqui, no Brasil, não é somente isso, não.  A coisa está ligada a um ensino de matemática deficiente e uma super dependência em relação à tecnologia, neste caso, calculadoras e celulares. 


4. Achar que os doces e as bebidas têm muito açúcar (174 votos)

- Aí não posso opinar.  Gosto de doces, mas não tanto, só que é raro achar que um doce é açucarado demais.  No caso das bebidas, não tomo mais refrigerante e evito colocar açúcar ou adoçante em sucos, então, qualquer coisa que eu beba de suco industrializado me parece doce demais, muito mesmo.  Agora, falando em doces brasileiros, lembro de um chef britânico que detonou o nosso brigadeiro... não que os britânicos sejam conhecidos por sua boa comida, aliás.


3. Não ser capaz de comer as porções de alguns restaurantes por serem grandes demais (178 votos)

- Não posso opinar.  Não acho as porções brasileiras grandes demais, só que não tenho experiência internacional para comparar, enfim... 


2. Se chocar com o serviço aos clientes (212 votes)

-  Os japoneses são conhecidos pela sua cortesia, acredito que o serviço de qualquer país esteja abaixo da média de exigência deles,aquilo que no Japão seria o normal, deve ser o excepcional na maioria dos outros lugares do mundo.  No entanto, é preciso ressaltar que, aqui no Brasil, nem vejo o atendimento como ruim, a maioria dos funcionários que eu vejo são corteses – exceções não devem ser transformadas em regra – e trabalham de forma diligente dentro das suas condições de produção, aliás, são as empresas, em geral, que não se preocupam com o fornecimento de bons serviços, afinal, as multas e indenizações são baixíssimas.  De resto, pelo menos aqui no Brasil, a educação dos clientes deixa muito a desejar.  E, sim, eu já trabalhei no atendimento à clientes da Credicard, eu falo com conhecimento de causa.


1. A saudade de uma tigela de arroz branco simples (341 votes)

- Compreensível...

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails