domingo, 1 de novembro de 2015

Evento em São Paulo celebra a diversidade no mundo Nerd

Sabe aquelas notícias que você tem prazer em comentar?  Pois é, falar do Encontro Irradiativo faz a gente acreditar que no meio de tanto ódio, conceitos distorcidos  e violência destilados por aí, há esperança para a humanidade.  Exagerei?  Sim, mas é tanta notícia ruim, tanta coisa feia que a gente lê, que ver um monte de gente se mobilizando para fazer um evento nerd inclusivo é legal.  Segundo a página do evento:
O Encontro Irradiativo é uma continuação do movimento começado pelo Manifesto Irradiativo, escrito por Jim Anotsu e Alliah. O manifesto nasceu porque não aguentamos mais a hostilidade, a violência e a ignorância em espaços que deveriam ser inclusivos, diversos e seguros.  Manifesto Irradiativo é nosso grito por diversidade, visibilidade e representação. Porque pessoas de todos os gêneros, sexualidades, cores, biotipos, religiões, neurodiversidades, e camadas socioeconômicas marginais merecem espaço na literatura especulativa nacional como personagens, escritores, ilustradores, editores, e demais profissionais do mercado editorial.
E como isso vai de materializar?  Em um evento nos dias 7 e 8 de novembro, na Biblioteca Viriato Corrêa da Vila Mariana, em São Paulo e com o apoio da Prefeitura da cidade.  A novidade?  Não haverá nenhum homem hetero e branco como palestrante.  Achou excludente?  Bem, esse é o perfil do palestrante médio em vários eventos.  Às vezes, em uma mesa discutindo mulheres nos quadrinhos/animação/games/filmes/whatever e nenhuma mulher na mesa, ou uma maioria de homens.  Pelo menos no Irradiativo, outras vozes serão ouvidas.

Se eu pudesse, iria dar uma olhadinha, mas não posso.  Então, se você está em São Paulo, aproveite.  Entrada franca.  Programação no site do evento, este aqui.  A minha fonte foi uma matéria da Carta Capital.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Preciso de um evento desses aqui no RJ.

Related Posts with Thumbnails