quarta-feira, 13 de abril de 2016

O dia-a-dia de um Centro Obstétrico é tema de mangá josei


O Comic Natalie publicou uma nota sobre o lançamento do terceiro volume do mangá Toumei na Yurikago ~Sanfujinkain Kangoshi Minarai Nikki~ (透明なゆりかご 産婦人科院 看護師見習い日記).  O mangá tem um traço nada convidativo, é possível achar várias imagens dele na internet. 

Olhando as imagens somente, não me interessaria por ele, mas eis que a história, ou melhor, as histórias retratadas no mangá parecem ser muito interessantes, quer dizer, pelo menos para mim, e acredito que para muitas mulheres.


Se entendi bem este artigo (*está em japonês*), Bakka Okita, a autora do mangá, estudou enfermagem e estagiou em um centro obstétrico em 1997.  Ela deve ter abandonado a carreira e se tornado mangá-ka.  Sua série para a revista Hatsu Kiss (*antes saia na Kiss+*) é exatamente dobre sua experiência no hospital: nascimentos, abortos, doulas, a dor de perder uma gravidez, a solidão das mães solteiras etc.  tudo isso aparece neste mangá.


Scanlations?  Não, claro que não tem.  Esperança de que apareçam?  Não, não tenho a mínima.  Agora, o mangá aprece ser muito elogiado e, como é josei, talvez possa se tornar um dorama.  Tem toda a cara de que tem potencial para isso.  A série está na capa da Hatsu Kiss deste mês.


Fiz o post, porque são séries como esta que mostram não somente a riqueza dos mangás, já que os japoneses são capazes de quadrinizar qualquer coisa, mas a importância dos mangás femininos.  Se preocupar com esse tema, falar dele com propriedade, é coisa que as mulheres podem fazer e que desperta o interesse das leitoras.  Enfim, se você lê japonês, poderia dar uma olhadinha, deve ter raw disponível na internet.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Meu sonho de aprender japonês (infelizmente já abandonado) era justamente para poder ler esse tipo de material, que nunca chegará por aqui, nem de forma pirata.

Related Posts with Thumbnails