quarta-feira, 1 de junho de 2016

Haikara-san ga Tooru vai para o cinema


Segundo o Comic Natalie, para comoras os 50 anos de carreira de Waki Yamato e os 40 anos de uma de suas sérias mais amadas, Haikara-sa ga Tooru (はいからさんが通る), vai ter filme animado para o cinema em 2017. ^_^ Eu preferia uma série de TV, mas é uma notícia tão maravilhosa que eu estou feliz toda a vida.  No site oficial e no Twitter do filme é possível ler o "tema" escolhido para a produção "Apaixonar-se é mais poderoso que uma espada".

Benio no traço original do mangá.
A série se passa na Era Taishō (1912-1926) e tem como protagonista a jovem Benio Hanamura.  Órfã de mãe, ela foi criada pelo pai que se ressente de tê-la estragado com uma educação demasiado masculina, isso porque Benio tornou-se uma tomboy, que sobe em árvores, luta espadas, e tem total desprezo pela rígida etiqueta que rege as relações sociais no Japão da época.  Além disso, Benio está engajada na luta pela igualdade entre homens e mulheres e vive se envolvendo em confusões no colégio, onde as moças de boa família eram educadas para serem boas mães, esposas e donas de casa prendadas.  Já ela prefere estudar literatura e usar roupas ocidentais.  Os melhores amigos de Benio são Hamaru, um jovem que treina para ser um onagata, isto é, um ator de Kabuki especializado em fazer papéis femininos, e Tamaki.  Ambos são muito mais prendados e femininos que Benio, mas, ao longo da história, descobriremos que Tamaki é tão ou mais engajada nas lutas femininas que a própria Benio.

Benio, Shinobu e Hamaru.
A vida da moça ia muito bem, até que o pai a comunica que ela tem um noivo fruto de um arranjo feito entre ele e a avó do rapaz, a única mulher que ele amou na vida e com quem nunca pode casar.  Shinobu Ijūin, o noivo prometido, é prontamente rejeitado por Benio, assim como a perspectiva de casamento. Fora isso, ela acredita firmemente que Tamaki esteja apaixonada pelo rapaz e quer a felicidade da amiga.  

Benio e Hamaru no traço do anime.
Disposta a tornar inviável seu casamento, ela acaba aceitando ser enviada para a casa do moço com o objetivo de aprender os hábitos de sua família.  Se o início da convivência é marcado por problemas e confusões, com o tempo ela acaba se afeiçoando aos avós do rapaz e os sentimentos de Benio por Ijūin se tornam indisfarçáveis, mas vem a guerra e o rapaz, um jovem militar, é enviado para a frente de combate.  Semanas depois, sua família e Benio recebem uma trágica notícia que mudará definitivamente a vida da moça...

Yoko Minamin foi Benio na TV e no cinema.
Haikara-san ga Tooru foi publicado na (finada) revista Shoujo Friend entre 1975 e 1977 contando com 8 volumes encadernados.  A série venceu o Kodansha Manga Award na categoria shoujo em 1977.    Entre 1978-79, virou uma série de TV – que fez muito sucesso na Europa, aliás – com 42 episódios.  Além disso, teve filme live action para o TV em 1979, 1985 e 2002, além de um filme para o cinema em 1987.  A intérprete mais famosa de Benio em carne e osso é Yoko Minamino.

Como será o novo traço do anime?
A única coisa que eu espero é que não queiram transformar em coisa séria um mangá que é absolutamente pastelão.  Uma dramédia com mais comédia do que drama, por assim dizer.  O anime de 1978 captou bem o espírito da obra de Waki Yamato e é um ótimo divertimento apesar da animação envelhecida.  O tempo curto de um filme pode terminar por comprometer algumas das boas qualidades da série original.  Para quem se interessar, a página dos 50 anos de carreira da autora é está aqui.  Fiz um post sobre Haikara-sa ga Tooru tempos atrás aqui no blog.





GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails