terça-feira, 11 de julho de 2017

Comentando o primeiro episódio de Ballroom e Youkoso


Acabei de ver Ballroom e Youkoso (ボールルームへようこそ), o primeiro episódio.  Bem, bem, história do garoto com baixa auto-estima e sem um objetivo na vida que se descobre na dança, pode ser interessante.  A felicidade do menino no final do episódio, quando ele se descobre, ganha um elogio da garota bonita e vence pelo cansaço o mestre relutante, resumem o episodio 1.

Fujita-kun, o protagonista, é crível nas suas angústias.  Como se trata de um shounen, a autora do mangá, Tomo Takeuchi, optou por um garoto de ginásio.  15 anos deve ser a idade dele.  Será que ao longo da história ele vai crescer?  Deve haver uma passagem do tempo. O mangá está rolando desde 2011.



De qualquer forma, teremos uma relação professor-aluno atribulada.  Sengoku-san, o professor, parece ser o típico ore-sama guy. Acostumado a mandar, ser o centro das atenções.  Ele, na verdade sua sócia (*acho que ela é sócia*), Tamaki, apresentam a dança de salão para o garoto.  Ela fala de competições, do prazer de dançar, ele fala que é uma forma eficaz de estar próximo das garotas. Fujita tem medo, mas se empolga e se descobre ao assistir um vídeo de competição.  

Ele não tem dinheiro para as lições, tem vergonha de dizer isso, mas acaba despejando tudo sem pensar.  Ele, agora, tem um sonho, dançar,  competir, vencer.  Sengoku termina se sentindo ofendido, porque o menino diz que quer ser como ele. Audácia demais... Daí, tenta fazer ele desistir. A cena do "the box" é o ápice do episódio,  algo que me lembrou dos bons mangás e animes de esporte dos anos 1970.


Sim, Ballroom e Youkoso será um típico anime de esportes.  Treinamento, competição, provavelmente, situações extremas.  Provavelmente... Há a menina, Shizuku, a colega de escola que desperta curiosidade de Fujita.  Ela, como ele, estava sendo chamada a atenção pelos orientadores.  Qual carreira ela quer seguir?  Para qual escola irá?  Uma menina que pode escolher qualquer instituição,  não parece saber o que quer.  Só que ela tem um sonho: dançar.  Para os professores, isso não deve ser carreira.  A escola, em muitos casos, serve paramatar sonhos e apequenar os espíritos rebeldes e criativos.  O primeiro contato entre ela, uma garota segura do que quer, e o menino que está se descobrindo não é bom.  Espero, espero mesmo, que a relação dos dois seja interessante, que vire outra coisa, que ambas as personagens sejam atraentes.

De interessante, e isso todo mundo pode levar para a vida, é Sengoku falando que postura é tudo.  Fujita tem um ar derrotado, não consegue se colocar ereto, seu corpo é o reflexo de seu espírito perdido.  Ele precisa aprender, seu corpo deve assumir uma outra postura para dançar e deixar de passar o ar intimidado, acuado, que marcou o menino até então.  Depois da arrumada que ele leva de Sengoku, Fujita se olha no espelho, ele vê a diferença.  Mais tarde, quando reencontra a colega de escola no estúdio de dança, ela percebe que já houve mudança nele e o elogia.


De resto, a movimentação de Ballroom e Youkoso apela para as câmeras lentas, mas, pelo menos nesse início, a coisa não valorizou os movimentos.  Não é uma animação com a qualidade, por exemplo, de Yuri!!! on ICE (ユーリ!!! on ICE), mas não é ruim.  O character design é curioso.  Os corpos são sinuosos, o rosto do protagonista começa apático e vai ganhando vida ao longo da série. Enfim, há algo de peculiar na arte de Ballroom e Yousoko. Não decidi se é estranha ou bonita. Agora, esse quadro do mangá, um dos momentos mais importantes do primeiro episódio, foi primorosamente desenhado. Adoro boas séries de esporte e mangás de dança, os que eu li são de balé,  geralmente são interessantes. Espero que a série seja legal e me prenda, apesar de ser um shounen anime.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Não sei se foi só uma impressão, mas senti que em alguns momentos da animação o pescoço dos personagens ficava muito longo e esguio rsrs

Mas espero que o estúdio faça um bom trabalho, pois a premissa da estória é interessante!

Related Posts with Thumbnails