domingo, 29 de outubro de 2017

Kadokawa lança biografia em formato mangá de grandes personalidades da História


Não lembro realmente se falei dessa coleção antes, é possível que sim.  Enfim, segundo o Comic Natalie (*o ANN falou, também*), a Kadokawa Shoten anunciou mais uma leva de mangás biográficos de grandes personalidades da história do Japão e de outros países da sua coleção Manga Jinbutsu-den (まんが人物伝).  Os dois primeiros a serem lançados, eles saíram na última quinta, foram a de Toyotomi Hideyoshi e de Florence Nightingale, a “dama da lâmpada”.  A primeira capa é de Nanahiko Takagi (Angolmois: Genkō Kassenki) e a segunda de Noizi Ito (The Melancholy of Haruhi Suzumiya).  Daí, podemos deduzir que o interior não é deles, isto é, que há um capista famoso e o mangá é feito por um artista de menor importância.

Achei essa capa da Florence Nightingale uma lindeza.
Outras quatro biografias estão previstas: Masamune Date, com capa de Hiroyuki Asada (Tegami Bachi: Letter Bee), e Saigou Takamori, com capa de Rei Hirose (Black Lagoon), no dia 30 de novembro, Anne Frank, com capa de You Shiina (Sagrada Reset), e Walt Disney, Mine Yoshizaki (Sgt. Frog, Kemono Friends), ainda sem data.  Uma crítica?  Percebam que os guerreiros e estadistas são maioria, há um criador, Disney, claro, mas as duas figuras femininas são bem tradicionais.  Anne Frank, a mais famosa criança vítima do nazismo, e Nightingale, a grande responsável pela profissionalização da enfermagem no século XIX.  Uma estadista viria bem, uma guerreira, enfim... O objetivo da coleção é o público infantil e é um desdobramento de uma primeira série, a Nihon no Rekishi, sobre personagens da História japonesa, que saiu em 2015.  Não sei se falei dela, mas comentei sobre uma série do tipo em 2015.

Biografia de Lincoln lançada pela EBAL.
Aqui, no Brasil, a EBAL (Editora Brasil América-Latina), publicou várias biografias de personalidades brasileiras.  Conheci Castro Alves em um quadrinho da EBAL.  Era trabalho feito aqui, por artistas nacionais.  Seria muito interessante se alguma editora se interessasse por isso, mesmo combinando lançamentos de material estrangeiro (*coisa que a EBAL fazia*), com o produto nacional.  Material educativo e de qualidade.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails