quinta-feira, 8 de março de 2018

Um Pequeno Post no Dia Internacional das Mulheres: Só Coisas Boas desta Vez


Não vou escrever um textão, não estou com vontade, estou ainda sob o efeito do "boato" sobre A Rosa de Versalhes e estou meio azeda.  Só que não queria falar de nada triste.  Pensei em listar notícias positivas para o progresso, ou bem estar das mulheres.  A Lola falou das novas leis e recomendo que passem no blog dela.  Houve a notícia sobre a aluna que passou por gravidez e parto de risco que defendeu o TCC de casa.  Tivemos a fofa festa de aniversário de 3 anos com o tema de peitos de mamar.  Houve a primeira professora negra do ITA contando sua experiência.  A primeira mulher dirigindo a Poli-USP em 124 anos.  O relato da capitã que é a piloto do avião presidencial.  Para fechar, a espetacular greve feminista na Espanha.  Mas o que eu quero deixar é o quadrinho abaixo e uma experiência:



Este quadrinho muito legal, e não consegui descobrir a autoria, mas sei que ele veio daqui. me fez lembrar da tal questão da representatividade, da importância de se ver.  Vários anos atrás, quando dava aula na 7ª série (*atual 8º ano*), falei "homens e mulheres das cavernas" e uma aluna se assustou "Havia mulheres nas cavernas?!".  É algo tão simples, tão óbvio, ainda assim, a gente nem percebe que quando usa o masculino como suposto universal pode estar apagando as mulheres.  Lembrei, também, quando em 2016, uma aluna que nem era minha, me procurou e agradeceu por incluir as mulheres nas aulas do multimídia.  Eu as fazia.  Tem um post no blog sobre essa experiência. Enfim, pais e mães, professores e professoras, vocês podem fazer diferença na vida de meninas e meninos.  Aquilo que falamos, ou não falamos, pode ajudar a tornar esse mundo melhor.  Nada de rosas, portanto, vamos refletir e mudar nossas práticas cotidianas. 

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails