terça-feira, 14 de agosto de 2018

Mangá com temática violenta estreia na revista Ribon e o editor-chefe declara que ele vai continuar, não importa a qual custo


Curiosamente, a chamada da matéria sobre a estreia de Sayonara Miniskirt (さよならミニスカート), de Aoi Marino, traz a fala do editor-chefe da revista.  Pode ser exagero, propaganda, mas o fato é que Sayonara Miniskirt parece disposto trazer discussões importantes.  O resumo do Mangaupdates é o seguinte: 
Durante uma sessão de aperto de mãos com fãs, a popular idol Karen Amemiya é esfaqueada por um fã.  Seis meses depois, a estudante do colegial Nina Kamiyama é a única garota na escola que usa as calças do uniforme e, não, as saias.  Ela também parece isolada das colegas de classe.  Um dia, é feito um comunicado na escola de que há uma pessoa perseguindo colegiais pelas redondezas e que as estudantes deveriam andar em grupos nas ruas.  Entretanto, Nina termina fazendo o percurso sozinha e, de repente, uma pessoa com uma faca surge do nada... Fim do primeiro capítulo.
Bem, pode ser promissor, mas eu não imagino uma história muito longa com esse ponto de partida e, na Ribon, acredito que certos desdobramentos mais violentos não devem ser retratados da forma como apareceriam em outras revistas para meninas mais velhas.  De cara, lembrei de um incidente de anos atrás que, certamente, serviu de inspiração para a autora.  Eventos em que as idol (*jovens, às vezes muito jovens, que cantam, dançam, atuam, e, muitas vezes, estão submetidas à regras contratuais absurdas*) recebem centenas de fãs e lhes apertam as mãos (*às vezes tendo que ouvir obscenidades como acabei de me masturbar com essa mão que você apertou*).  São grandes eventos para o fandom dos grupos de garotas como o famoso AKB48, ou o Keyakizaka46, da pobre Mayu Tomita, que foi esfaqueada mais de 20 vezes por um fã em junho de 2016.  O sujeito, que em alguns lugares tem 24 anos, em outros, 28, disse que queria matar a moça.

Grupo Keyakizaka46.
Houve, também, um incidente semelhante, mas de muito menor gravidade, com duas meninas do AKB48,  Rina Kawaei e Anna Iriyama, em 2014.  As medidas de segurança nesse tipo de evento foram tornadas mais rígidas, entretanto, não evitaram o ataque à Tomita, que foi parar na UTI e quase morreu.  Tomita relatou à polícia que o fã era um assíduo frequentador das suas redes sociais e que seu comportamento era abusivo.
Carta do editor-chefe.
O Comic Natalie publicou uma cópia da carta do editor.  Enfim, agora é esperar por mais notícias sobre Sayonara Miniskirt e se irá atingir o sucesso desejado.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails