terça-feira, 24 de setembro de 2019

Notícias da Nova Era: mulher não precisa estudar, basta saber passar roupa, ser bonitinha e obediente


Tenho um monte de resenhas pendentes, mas duas coisinhas precisam ser comentadas e se eu adiar vai perder a relevância.  Serei breve.  Está circulando no Facebook um trecho de um sermão do (*autointitulado*) Bispo Macedo no qual ele diz que impediu suas filhas de fazerem faculdade.  Bastava-lhes o ensino médio, ou ficariam arrogantes e se desviariam da vontade de Deus e não seriam submissas aos seus futuros maridos.  Aliás, se quisessem seguir estudando, seria decisão dos homens com quem se casassem.  O trecho está aí embaixo:


Infelizmente, derrubaram o vídeo de mais de 3 minutos, 
estava na conta do Bispo.  Eu não tinha baixado, deveria.  
Me passaram só este menos de 1 minuto.

Vi muita gente com pena das duas moças.  Ora, não acredito que elas sejam dignas de qualquer pena.  Elas são como as filhas de Sílvio Santos, herdeiras de um vasto império.  Elas tem acesso a uma série de bens e luxos que está além dos sonhos da maioria das pessoas.  Ambas têm uma carreira atrelada aos negócios do pai e são pessoas muito bem sucedidas nesse nosso mundinho capitalista.  Claro, se viesse Gilead, elas sofreriam o seu quinhão, mas a desgraça não costuma cair democraticamente sobre todas as mulheres ao mesmo tempo.

Sobre a filha caçula, Viviane, sei pouco, mas deve ter algum papel no ministério da família.  Já Cristiane é muito bem sucedida, autora de livros sobre casamento, tem um programa na emissora do pai (*o terrível Escola do Amor, que justifica até marido agressor*) e é censora de todas as novelas de Record.  em um dado momento do vídeo, o Bispo diz “Se a Cristiane, na minha visão, se ela fosse doutora e tivesse um grau de conhecimento elevado e encontrasse um rapaz que tivesse um conhecimento baixo, ele não seria o cabeça e ela seria a cabeça”.  Hipocrisia, mas isso é algo muito comum nesse meio, inclusive das mulheres (ditas) conservadoras que recomendam que as outras se mantenham nas sombras quando elas mesmas vivem por aí, falando na TV, nas rádios, lançando livros e, claro, ganhando muito dinheiro.  Repito, se não vier Gilead, mesmo sem um diploma universitário, a filha mais velha do Bispo vai continuar se dando muito bem nesse Brasil da Nova Era.  

Tenha pena nas meninas que podem ter sua vida
impactada pelas palavras do Bispo.  As filhas dele
passam muito bem, podem ter certeza.
O problema não são as filhas do Bispo, mas o estrago que o discurso dele pode fazer na vida de outras mulheres e meninas.  Saber é poder e Macedo é uma voz de autoridade e em três míseros minutinhos justificou que pais não permitam que filhas estudem muito, reforçou a ideia de que mulher que estuda é infeliz e faz o marido igualmente miserável, e ainda fez pouco caso de homens gentis.  Marido para as filhas dele precisariam ser machos, seja lá o que isso signifique.  No vídeo, ele debocha de homens que fazem coisas como abrir a porta para a companheira.  Tudo retórica de púlpito?  Talvez, mas o fato é que a Universal não permite mulheres em posição de liderança como pastoras, ou assemelhados, só em posições subalternas.  

Nessa Nova Era em que vivemos, velhos discursos, como esse do Bispo Macedo, podem se tornar cada vez mais recorrentes.  Mulher não deve estudar, quer dizer, não muito, só o suficiente para não envergonhar o marido.  E chegamos ao outro assunto.  Bem, a Record pode ser a emissora oficial da Nova Era, mas o SBT quer roubar-lhe o posto e, bem, Sílvio Santos tem muito mais experiência quando o assunto é submeter mulheres à humilhações públicas.

A emissora alega que a intenção não era ser machista.
Pois bem, no último domingo, no programa Domingo Legal, apresentado por Celso Portiolli, no quadro Xaveco (*Ainda usam essa gíria?*), moças que estavam disputando um rapaz tiveram que mostrar sua competência passando roupa.  Sim, uma situação totalmente machista, mas bem adequada ao momento em que vivemos. A TV em questão apoia o retrocesso, não é? Que as moças torçam para pegar um homem rico, porque nascer pobre é destino, casar com pobre é burrice. De qualquer forma, como nos tempos das sinhazinhas, uma boa senhora precisava saber o serviço de casa para orientar as criadas e fiscalizar seu serviço. Por certo, a Ministra Damares aprovaria.


Páreo duro, mas no programa do próprio Sílvio Santos, reeditou-se um concurso de misses infantis.  Menininhas de uns dez anos.  Acho esses concursos de misses bem problemáticos, mas se as meninas só aparecessem com roupas bonitinhas e mostrassem algum talento, não me mexeria para reclamar.  Só que houve um concurso com roupa de banho no qual o apresentador pedia que as juradas avaliassem qual das menininhas tinha "as pernas mais bonitas, o colo mais bonito, o rosto mais bonito e o conjunto mais bonito".

Sexualização infantil, estímulo a pedofilia.  Lembrei até da confusão do primeiro Masterchef Júnior e os pedófilos fantasiando com uma menininha de 12 ou 13 anos sem motivo algum, neste caso, não há problema, o próprio apresentador dá o deixa.  É para escolher mesmo qual a mais atraente. E não tiro a responsabilidade dos pais que não vêem problema algum em tamanha exposição. Que Brasil é esse que diz defender as crianças, mas não se choca com uma menininha que morre alvejada por um tiro de fuzil, mas tolera sexualização de garotinhas em rede nacional?  

Não há nada de inocente nesse programa.
Lembro que na época que os EUA destruíram o Iraque em busca das inexistentes armas de destruição em massa, li uma entrevista muito triste com uma adolescente que dizia que não poderia ir para a universidade, como sua mãe foi, porque depois da queda de Sadam Hussein, a vida das mulheres tinha se tornado mais difícil e ainda veio o Estado Islâmico para piorar ainda mais.  Para ela, o único caminho seria o casamento.  Educação, repito, liberta e empodera.  Privar as mulheres do acesso à educação é uma forma de aprisioná-las e assujeitá-las, especialmente, quando elas são pobres e/ou vulneráveis.

Não tivemos guerra, nem derrubada de ditadores, mas pelo voto (*ou pela recusa do voto*) pessoas com discursos retrógrados e excludentes chegaram ao poder.  Alguns falam de evangelicofacismo e eu estou tentada a adotar essa nomenclatura.  Políticas sociais são canceladas.  O ensino público e a universidade, em especial, estão sob ataque.  Talvez, para muitas meninas pobres, ou de classe média, o caminho seja esse, saber passar roupa, cozinhar, possam se tornar as prendas necessárias para conseguir um bom marido, afinal, estudar pode se tornar impossível, ou até proibido.  E é preciso, claro, ser bonita, bem dentro dos padrões, porque na cartilha da Nova Era, a mulher virtuosa descrita na Bíblia é irrelevante, você precisa mesmo é ser bonitinha e silenciosa.  Daí, adestrar nossas meninas para que vejam que seu corpo, suas pernas, seu colo, seu rosto como seu maior bem seja o caminho e é melhor começar cedo.  Temo pelo futuro das meninas, da minha, inclusive.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

O mundo realmente tem lugares horríveis onde se viver.
Mas o Brasil está se esforçando muito para superar todos os demais e ser o primeiro nessa classificação.

Related Posts with Thumbnails