quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Comédia romântica sobre assediador vai virar anime


Ontem, foi anunciado que a série Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui (恋と呼ぶには気持ち悪い), da/o mangá-ka  Mogusu, vai virar animação.  O material começou a ser publicado no site Pixiv e foi transferido para a revista Comic Pool, que é a mesma que publica Wotakoi.  Aliás, ambas as séries fizeram o mesmo percurso.  O mangá estreou em 2016 e já vendeu mais de 1 milhão de cópias.  Como não tenho publicado os rankings semanais (*pretendo retomar*), não acompanhei a trajetória do mangá como deveria.

O problema que vi em Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui é que toda a série gira em torno de um homem adulto, que deve estar perto dos 30 anos, e assedia uma colegial de 16, ou 17 anos.  Eles se conhecem no metrô, o rapaz estava passando mal e ia cair da escada, por acaso, o guarda-chuva da moça engancha na roupa dele e "o salva".  Ela se sente culpada, mesmo com o sujeito dizendo que está tudo bem, e lhe dá o seu bento como uma forma de se desculpar.  O sujeito se apaixona. Qual não é sua surpresa quando, ao chegar em casa, descobre que a menina é amiga de sua irmã caçula.

Quando os dois ficam sozinhos na sala, ele começa a assediá-la, diz estar apaixonado, oferece presentes.  Ela recusa.  Oferece um beijo, ela recusa.  Oferece SEU CORPO (*ele é bonitão*), ela recusa e diz ter nojo dele.  O sujeito, obviamente, não desiste.  Consegue o endereço da menina, começa a mandar presentes caros.  Não aprece que acontece nada fisicamente violento, não é um mangá erótico, mas é a história de uma adulto inconveniente que persegue uma menina.  A irmã do cara diz que ele não irá desistir e que é a PRIMEIRA VEZ que vê o irmão apaixonado.  Sim, pode fazer a gente rir, mas não consigo esquecer que é o que é.  


Não enquadro como pedofilia, mas é uma ideia um tanto infeliz e tudo o que eu li do mangá mostra um adulto assediando uma adolescente e fazendo com que ela se sinta constrangida.  Como vi só o comecinho do mangá, imagino que a coisa tenha algum desenvolvimento que saia disso que eu descrevi como o começo da história, ainda mais por ter já sete volumes encadernados.  Para quem quiser scanlations em inglês, há dois volumes AQUI.  Achei em português, mas achei o texto bem mais ou menos.



Decidi escrever um adendo, porque houve quem dissesse que não há assédio e o sujeito é um cara legal.  Vamos lá, proponho alguns exercícios: pegue só os dois primeiros capítulos, foi o que eu li, e se coloque no lugar da adolescente. Imagine como você se sentiria. Não funcionou, porque o cara é muito gatinho e é endinheirado, também, então, tente um segundo teste, troque o sujeito lindão de quase trinta por um sujeito da mesma idade sem o filtro do shoujo mangá, imagine o protagonista de mangá hentai médio, aquele sujeito meio baixinho, um tanto gordinho e de óculos, ou daqueles mangás de traço meio sujo que saem em revistas seinen focadas em um público masculino adulto. Acho que vai funcionar.

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Este manga pode até fazer sucesso, mas o plot não deixa de ser pertubador.....

Se tem uma coisa que realmente me incomoda na cultura manga/anime é essa "passada de pano" para assédio e estupro. É triste de ver, e é pior ainda ver gente dizendo que não vê problema nisso, nessa representação.
E como bem disse a Valéria, se o cara é bonitão e bem sucedido, tudo bem. Troque por um cara normal ou fora dos padrões, e todo mundo chama a polícia. Hipocrisia que chama, né?

Related Posts with Thumbnails