quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Comédia romântica sobre assediador vai virar anime


Ontem, foi anunciado que a série Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui (恋と呼ぶには気持ち悪い), da/o mangá-ka  Mogusu, vai virar animação.  O material começou a ser publicado no site Pixiv e foi transferido para a revista Comic Pool, que é a mesma que publica Wotakoi.  Aliás, ambas as séries fizeram o mesmo percurso.  O mangá estreou em 2016 e já vendeu mais de 1 milhão de cópias.  Como não tenho publicado os rankings semanais (*pretendo retomar*), não acompanhei a trajetória do mangá como deveria.

O problema que vi em Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui é que toda a série gira em torno de um homem adulto, que deve estar perto dos 30 anos, e assedia uma colegial de 16, ou 17 anos.  Eles se conhecem no metrô, o rapaz estava passando mal e ia cair da escada, por acaso, o guarda-chuva da moça engancha na roupa dele e "o salva".  Ela se sente culpada, mesmo com o sujeito dizendo que está tudo bem, e lhe dá o seu bento como uma forma de se desculpar.  O sujeito se apaixona. Qual não é sua surpresa quando, ao chegar em casa, descobre que a menina é amiga de sua irmã caçula.

Quando os dois ficam sozinhos na sala, ele começa a assediá-la, diz estar apaixonado, oferece presentes.  Ela recusa.  Oferece um beijo, ela recusa.  Oferece SEU CORPO (*ele é bonitão*), ela recusa e diz ter nojo dele.  O sujeito, obviamente, não desiste.  Consegue o endereço da menina, começa a mandar presentes caros.  Não aprece que acontece nada fisicamente violento, não é um mangá erótico, mas é a história de uma adulto inconveniente que persegue uma menina.  A irmã do cara diz que ele não irá desistir e que é a PRIMEIRA VEZ que vê o irmão apaixonado.  Sim, pode fazer a gente rir, mas não consigo esquecer que é o que é.  


Não enquadro como pedofilia, mas é uma ideia um tanto infeliz e tudo o que eu li do mangá mostra um adulto assediando uma adolescente e fazendo com que ela se sinta constrangida.  Como vi só o comecinho do mangá, imagino que a coisa tenha algum desenvolvimento que saia disso que eu descrevi como o começo da história, ainda mais por ter já sete volumes encadernados.  Para quem quiser scanlations em inglês, há dois volumes AQUI.  Achei em português, mas achei o texto bem mais ou menos.



Decidi escrever um adendo, porque houve quem dissesse que não há assédio e o sujeito é um cara legal.  Vamos lá, proponho alguns exercícios: pegue só os dois primeiros capítulos, foi o que eu li, e se coloque no lugar da adolescente. Imagine como você se sentiria. Não funcionou, porque o cara é muito gatinho e é endinheirado, também, então, tente um segundo teste, troque o sujeito lindão de quase trinta por um sujeito da mesma idade sem o filtro do shoujo mangá, imagine o protagonista de mangá hentai médio, aquele sujeito meio baixinho, um tanto gordinho e de óculos, ou daqueles mangás de traço meio sujo que saem em revistas seinen focadas em um público masculino adulto. Acho que vai funcionar.

GOSTOU?

6 pessoas comentaram:

Este manga pode até fazer sucesso, mas o plot não deixa de ser pertubador.....

Se tem uma coisa que realmente me incomoda na cultura manga/anime é essa "passada de pano" para assédio e estupro. É triste de ver, e é pior ainda ver gente dizendo que não vê problema nisso, nessa representação.
E como bem disse a Valéria, se o cara é bonitão e bem sucedido, tudo bem. Troque por um cara normal ou fora dos padrões, e todo mundo chama a polícia. Hipocrisia que chama, né?

Poxa Valéria, problematizando onde não tem nada demais, se for contar quantos animes/mangás são assim, imagina como fica Itazura na Kiss neste processo pq ficaria igual só que o personagem masculino neste História seria a personagem feminina no outro e nunca vi uma critica quanto a Itazura, faltou coerência aí, vc não julga assim quando o personagem Feminino faz!

Tá mas faltou coerência dela, existe o inúmeros personagens femininos que fazem mesmo e até pior como a protagonista de Itazura na Kiss, força o cara até ele finalmente se "apaixonar por ela" e casarem, mas sinto que é um relacionamento auto destrutivo, queria essa análise negativa toda nas séries Shoujo com a mesma temática romanciada!

Ihrita, acho que você está se fazendo de desentendido, ou desentendida. Primeiro, misturando romance adolescente, os dois no mesmo pé de igualdade, e um adulto assediando sexualmente uma adolescente e a submetendo a situações vexatórias. Como eu sempre digo, você pode curtir o que quiser, só não venha tapar o sol com a peneira aqui. Segundo, você me acusa de uma coisa que eu não faço, mas vi alinha de seu argumento, você acha assédio sexual de adulto sobre adolescente, normal, eu não considero assim e quer comparar com uma série que não se parece em nada com a estrutura, fora, claro, que já critiquei Itazura e nem gosto da série.

Se você for uma pessoa honesta, e pelo seu tom tenho cá minhas dúvidas, há QUINZE anos de posts disponíveis para você comprovar que não uso de dupla moral. Mas não sou obrigada a falar de tudo, ler e assistir tudo, até porque, tenho trabalho, família e vida fora da internet. Tampouco, vou mergulhar nos esgotos do universo do anime e mangá para ter assunto.

Passar bem.

Ah, sim! Ihrita, essa série é shoujo, tá? Acho que você não percebeu.

Related Posts with Thumbnails