sábado, 15 de fevereiro de 2020

Gaiden de Utena serão lançados nos EUA + uma coisa ofensiva que preciso comentar


A VIZ anunciou que os gaiden de Shoujo Kakumei Utena (少女革命ウテナ), lançados como parte das comemorações dos vinte anos da série, serão lançados nos Estados Unidos.  Segundo o release, o formato de Shoujo Kakumei Utena After Revolution (少女革命ウテナ After The Revolution) seguirá os do relançamento do mangá nos Estados Unidos o Revolutionary Girl Utena Complete Deluxe Box Set de 2017.  


Por enquanto, se eu não estiver errada, são quatro histórias, mas nada impede que saiam outras.  Aliás, bom dizer que eu não quero dólar em cotação decente par air a para a Disney, mas para não pagar os olhos da cara por produtos vendidos no Brasil orçados em dólar (*como commodities, por exemplo*)) e poder importar livros e mangás em paz.  

A charge de Aroeira.  Mais explícito, impossível.
Falando nisso, as comparações entre o ministro Paulo Guedes, que acredita ser um absurdo empregadas domésticas (*na verdade, ele falou domésticas para não falar classe média*) visitarem a Disney e Maria Antonieta foram das coisas mais ofensivas que eu vi ontem, porque a difamação contra ela foi tão bem plantada que ela continua no nosso imaginário como sinônimo de mulher deslumbrada, perdulária e incapaz de mostrar piedade pelos pobres.  

Comparem Guedes com quem ele merece, as personagens
de Chico Anysio, Miguel Falabela e Marcelo Adnet. 
Maria Antonieta não tinha poder político na esfera pública, não tinha assento no conselho de estado e, para os padrões da época e o que era exigido de uma rainha, era extremamente caridosa.  A frase "Se não tem pão, que comam brioches", não é dela, mas circulava como anedota fazia mais de um século e fora. inclusive, associada à esposa de Luís XIV, Maria Teresa. Queria que deixassem Maria Antonieta em paz e atrelassem esses homens perversos à gente da sua laia e do seu sexo biológico.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails