domingo, 30 de agosto de 2020

Ainda sobre a morte de Chadwick Boseman


Continuo bem impactada pela morte do ator que, bem, nasceu no mesmo ano de 1976 que eu.  Estou voltando ao  caso, porque quero recomendar um texto da folha de São Paulo chamado Chadwick Boseman escondeu a dor para hackear Hollywood.  Se você não conseguir abrir, jogue o link no site Outline, que ele vai.  O texto me fez refletir sobre os motivos que fizeram o ator esconder sua doença.  Ele a descobriu às vésperas das filmagens do primeiro Pantera Negra.  Vocês acreditam que a Marvel apostaria nele se soubesse das possibilidades que um câncer envolviam?  

O ator fez seus últimos papéis entre uma sessão de quimioterapia e outra.  Imaginem o quanto de esforço isso demandou dele.  Alguns fãs notaram sua magreza em algumas das suas últimas fotos.  Eu percebi, mas sabe o que imaginei?  Pensei que ele estava envolvido em algum projeto secreto e precisava emagrecer para o papel.  Era algo totalmente diferente e todos fomos pegos de surpresa ontem pela manhã.  A foto abaixo está circulando por aí, não sei sua origem, mas eu consigo entender os sentimentos desse menino que deve ter a idade da minha filha.


O fato é que Boseman fez uma série de papéis muito significativos quando o assunto é representatividade.  E já discuti isso aqui, as pessoas querem se ver na tela, as minorias políticas (*negros, mulheres, pessoas com deficiência, pobres, LGBTQ+ etc.*) raramente aparecem nos seriados, filmes, novelas com destaque e funções relevantes a cumprir, salvo em papéis de vítima, vilões, ou como alvo de deboche.  Basta lembrar que durante muito tempo o talentoso Eddie Murphy esteve confinado aos papéis de comédia, que lhe renderam grande notoriedade, e seu talento em filmes "sérios" continua sendo subestimado nas premiações.  E não estou negando as estratégias do capitalismo, o interesse pleo black money, pelo pink money, o que seja, falo que mesmo os críticos do sistema precisam ver as outras variáveis envolvidas, ou quando vier a pancada nem saberão de onde tiraram o porrete.  Aliás, recomendo a live com a Prof.ª Letícia Sallorenzo para ficarem mais espertos e deprimidos, também, porque 2020 não está aqui para deixar a gente feliz.  

Retornando, Boseman colecionou alguns papéis que fugiam totalmente disso.  Ele interpretou pioneiros negros no esporte,  o jogador de futebol americano Floyd Little (2008) e o jogador de baseball Jackie Robinson (2013), interpretou James Brown (2014) e o primeiro juiz negro na Suprema Corte Americana, Thurgood Marshall (2017).  Estou falando somente dos papéis em filmes sobre personalidades que existiram, porque Boseman parecia escolher seus papéis no cinema com cuidado para marcar não somente a sua presença, mas para fazer avançar a participação dos negros no cinema norte americano.  Repito, se soubessem que ele estava doente, ele eria sido escolhido pela Marvel ou para desempenhar alguns dos papéis após 2016?  E há produções com o ator que ainda não estrearam, dentre eles o filme Ma Rainey’s Black Bottom da Netflix.  


E termino deixando esse Tweet que está circulando por aí. Vou traduzir "Bem Chadwick Boseman e o Pantera Negra era o personagem favorito do meu filho sem discussão... então, esta manhã enquanto discutíamos isso ele disse "Como ele morreu?  Foi a polícia?  Ele tinha coronavírus?" Droga... ele tem 8 anos."  Sim, Boseman era uma referência e ele morreu bem no meio de outra explosão de protestos #BlacklivesMatter depois que um policial branco deu sete tiros pelas costas de um homem negro.  Sim, as crianças prestam atenção nessas coisas e elas aprendem a ter medo e a odiar, também.

Por conta desse pequeno desabafo de um pai, lembrei de um caso que aconteceu com a Júlia em uma dessas férias no Rio de Janeiro.  Ela tinha uns 4 anos, estava sentada na sala da casa de praia dos avós e a TV ligada em um programa jornalístico tipo Datena. Uma mulher tinha sido morta. Ela pergunta de pronto "Quem matou foi o namorado?".  Aquilo me deu angústia, afinal, não tinha sido nem marido, nem namorado, mas as meninas aprendem desde cedo que são os homens, no geral aqueles que um dia lhes disseram "Eu te amo", os mais perigosos.  As crianças são muito sensíveis ao ambiente ao seu redor, não se enganem com isso.

GOSTOU?

3 pessoas comentaram:

Você soube da bela homenagem de Lewis Hamilton a Boseman ?

Hamilton literalmente é 1 "Pantera Negra" da F-1...
O cara dando show numa competição que forte traço patriarcal branco....
Curiosamente... os quadrinhos ocidentais tem essa semelhança com a F-1....
a maioria dos autores das HQs são homens brancos.

Related Posts with Thumbnails