terça-feira, 22 de setembro de 2020

Governo Japonês pretende aumentar incentivo financeiro para quem deseja se casar no país

O governo japonês planeja aumentar um incentivo financeiro dado aos casais recém-casados do país para 600 mil ienes (U$5.708), além de flexibilizar outras regras.  Segundo o Sora News, atualmente, os casais recebem 300 mil ienes desde que ambos os cônjuges tenham até 34 anos e uma renda anual somada de até 4.8 milhões de ienes (U$45.668).   Pelas novas regras propostas, e que ainda precisam ser aprovadas, a idade limite sobe para 39 anos, a renda somada para até 5.4 milhões de ienes (U$51.375).

Segundo a matéria, este apoio financeiro estatal tem como objetivo estimular os casais a regularizarem a sua situação, o que pode possibilitar um aumento da natalidade do país.  Não entendeu?  O SN faz questão de explicar que culturalmente ter filhos fora do casamento no Japão é algo reprovável e um incentivo monetário ao casamento pode ajudar os casais a superarem as altas despesas resultantes do montar uma casa e, sim, pensarem em ter uma criança mais cedo.  Bem, já é alguma coisa, mas sem ampliar as redes de creches e pré-escolas públicas e conceder incentivos para que as mulheres possam continuar suas carreiras caso assim desejem, não acredito que esse incentivo estatal será o suficiente.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Além de um auxilio, tem que exigir que o pai divorciado pague pensão para os filhos. Se não me engano, não é obrigatorio os pais pagarem a pensão.

Related Posts with Thumbnails