quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Mangá-ka revela sua condição de saúde e que seu mangá era semi-autobiográfico após ter recebido crítica de que não saberia abordar o tema

O ANN trouxe um post interessante sobre o mangá Mienai Watashi no Koi wa Fujiyuu (見えない私の恋は不自由。) de Bunny Urasawa.  O mangá,  que deve ter estreado recentemente conta a história de uma jovem que sofre de baixa visão, uma condição que pode ser congênita,  ou não,  além de ter vários graus, mas que não pode ser corrigida nem por lentes, nem por cirurgia. A pessoa tem que se acostumar, enfim, com suas limitações,  ainda que não seja cega. 

Pois bem, pelo que entendi, a autora recebeu uma review muito negativa no dia 24 de agosto de uma pessoa que se identificava como funcionária de uma clínica oftalmológica e dizia que  mangá não conseguia transmitir a realidade sobre as dificuldades das pessoas com baixa visão e que a autora deveria pesquisar sobre o tema. A autora veio à público e revelou que o mangá,  na verdade, era autobiográfico.  Segue a tradução do comentário da autora publicado no ANN:


“Eu desenhei este mangá esperando que pudesse ser um mangá de romance de entretenimento e, ao mesmo tempo, educar mais pessoas sobre a baixa visão. Espero que possa espalhar a consciência de que pessoas com essa condição existem na realidade”, twittou Urasawa. “Se alguém disser: 'Eu trabalho em uma clínica oftalmológica e esta é uma história implausível', então há uma possibilidade terrivelmente decepcionante de que isso possa levar as pessoas a desistir de ler o meu mangá por acreditar que essa história fictícia é baseada em uma mentira. A Baixa Visão da protagonista existe na realidade, e há muitas pessoas que sofrem com essa condição. Eu também tenho a doença, então posso garantir que não é uma história inventada ou uma mentira. Espero que todos que se deparam com isso o trabalho entende esse fato. "

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Para uma pessoa que desenha, deve ser bem complicado.
Eu tive uma colega de classe há muitos anos que tinha uma doença degenerativa que afetava a visão também. Era questão de tempo até ela perder totalmente a visão. Ela se esforçava muito para conseguir seguir com o curso.
Muita gente pensa que a perda de visão é uma coisa de tudo ou nada, o que está longe da verdade. Essa amiga mesmo dizia que muita gente achava que ela estava fingindo ou exagerando por não ser totalmente cega.

Related Posts with Thumbnails