quarta-feira, 11 de abril de 2012

STF - Marco Aurélio “a mulher deve ser tratada como fim em si mesma e não como meio”



Hoje o Supremo Tribunal Federal retomou a discussão sobre o direito de interrupção da gravidez em casos de anencefalia. É preciso atentar para a importância desse julgamento, pois o que está em jogo é a cidadania plena das mulheres. Eu defendo o direito de escolha, o respeito aos direitos humanos das mulheres. Ninguém sobrevive sem cérebro, mulheres devem poder escolher sem constrangimentos se desejam, ou não, levar uma gravidez anencefálica até o fim. Direito, vejam bem, não é obrigação. Quem desejar seguir em frente, por amor, por crença, ou o que seja, poderá fazer isso sem problema. Para aqueles que usam de falácias como o tal "ato de amor", eu digo que amor não se impõe, amor não é algo que possa ser estabelecido por outros e imposto a quem está passando por uma situação de angústia e dor profunda: Chega de Torturar as Mulheres!

Quem defende o Direito de Escolha e cidadania plena das mulheres, não obriga ninguém a abortar. Agora, muitos dos (*supostos*) pró-vida estão dispostos a obrigar uma mulher a parir. Sua dor, sua saúde física ou mental, pouco importa. Isso não pode continuar a acontecer em um Estado Laico. Coloque-se no lugar da mulher que está grávida, do companheiro (*quando presente*), da família e, não, de princípios ditados por gente que só mostra sensibilidade em relação à princípios e que parece ter mais compromisso com um feto inviável do que com humanos que existem e (*provavelmente*) continuarão a existir, criar, amar, viver.

Agora, falta aqui no Brasil o compromisso em tentar evitar os casos de anencefalia. Ácido Fólico precisa ser incluído em vários alimentos, como farinhas, biscoitos, macarrão. Não será possível impedir todos os casos, mas poderemos tentar evitar que algo assim - ‘Engravidei duas vezes de bebês anencéfalos’ - aconteça.

GOSTOU?

4 pessoas comentaram:

Eu sou a favor pois essa criança não vai sobreviver e só vai causar sofrimento à gestante, o direito da dignidade da mãe tem valor quase idêntico ao direito a vida do feto nessa caso. Pra falar a verdade sou a favor também do aborto de fetos até duas semana ( aborto depois disso com certeza é homicídio) pois esses ainda não tem sistema nervoso, não podendo portanto sentir nada e o crescimento populacional é absurdo fora o grande número de crianças abandonadas. Em países de primeiro mundo isso já é aceito, mas é claro que quem tem orientação é religiosa é completamente contra. E também deveria ser legalizada a adoção de crianças por casais homossexuais. É só uma opinião, não me crucifiquem XD.

Finalmente estão começando uma discussão que deveria ter acontecido à muito tempo.
E também sou a favor de aborto de fetos, acho um grande falso moralismo dos contrários ao aborto dizerem "todos tem direito a vida, e se vai nascer normal ou não, não é a mãe quem decide é Deus" e ignoram completamente orfanatos lotados (seja de crianças sem problemas ou com alguma deficiência) e crianças moradoras de ruas, que ficam à merce da violência, seja orfã ou que tenha uma mãe que não se importe com o filho e/ou use ele para conseguir dinheiro.
Tenho quase certeza de quem é contra o aborto tem uma boa família, condições financeiras boas e/ou tem uma forte ligação com uma religião(esquendo que nosso estado é laico).

Muita gente curte usar apelos emocionais do tipo "e você gostaria de ter sido abortado?". Como se fosse a mesma coisa, o aborto de uma criança saudável e a interrupção da gravidez de uma criança que sequer vai ter consciência de que esteve viva um dia.

Não que eu seja contra o aborto de uma forma geral... nesse aspecto concordo com a Valéria.

Eu possivelmente não teria condições psicológicas de fazer um aborto de um feto saudável, a não ser em casos muito extremados e nem aconselharia alguém a abortar, mas acho que as pessoas devem decidir por si mesmas.

Outra questão importante :

http://www.redebrasilatual.com.br/temas/cidadania/2012/04/campanha-pela-legalizacao-do-casamento-civil-homoafetivo-e-lancada-nesta-5a

Casamento homoafetivo

Tia Dilma está nos fazendo crescer gente, está quebrando barreiras, sou muito fã.

Related Posts with Thumbnails