sábado, 23 de novembro de 2013

Anime sobre garota Canibal estréia em janeiro


Até ver a notícia do Rocket News 2, nunca tinha ouvido falar do mangá Pupa (ピューパ), mas, enfim, imagino que a série vá virar assunto de discussão logo, logo, e queria ponderar algumas coisas, mesmo sem grandes informações (*melhor admitir, do que negar*).  Segundo o RN2 e outros tantos que eu encontrei falando da série, a história, que já vai no volume quatro, é centrada em dois irmãos, Utsutsu e Yume Hasegawa, que moram juntos, tem que se virar, mas tem um pai abusivo que, eventualmente, aparece para vier com eles. Os dois são muito próximos, se amam muito.   Um dia, Yume é infectada e começa a desejar comer carne humana.  Não sei se ela adquire algum aspecto monstruoso, ou super força, mas, para impedi-la de sair por aí matando gente, o irmão se oferece em sacrifício.  

Eu não sou fã de histórias com canibais, da mesma forma que não gosto de histórias com zumbis, mas sei que Hannibal faz muito sucesso (*o elenco ajuda*), mas pelo que o trailer do anime trata-se de mais uma história sobre romance entre irmãos, incesto.  A questão é que essa temática é batida e, desde Amy, My Baby, mais do que explorada.  Como servir a mesma história de novo sem parecer repetitivo?  Pupa é a resposta.  O trailer, com a menina repetindo oni-chan várias e várias vezes, me remeteu direto a Amy, My Baby, o clássico anime hentai. 


Não pensem que estou dizendo que o material é ruim, ou que a temática do incesto seria imoral, só estou antecipando que o uso do canibalismo é uma cortina de fumaça. Aliás, como meu amigo Anderson bem pontuou no Facebook, muitas histórias de incesto, algumas até bonitinhas, servem somente para disfarçar uma situação de abuso sexual, na qual (*geralmente*) um homem mais velho - irmão mais velho ou pai - mantém relacionamento com a filha ou irmã.  Além disso, o visual da série é totalmente moe, basta olhar a menininha do trailer. De resto, parece que a história é tocante e, apesar de estar em uma revista shounen  obscura, atraiu atenção suficiente para ir parar na TV.  Vamos esperar a repercussão.  Se  quiser ler scanlations do mangá em inglês, clique aqui.  A série terminará em dezembro e fechará com cinco volumes.

GOSTOU?

3 pessoas comentaram:

Tirando o lado moe, me chamou a atenção que essa relação da garota devorando o cara parece uma inversão do que se considera uma relação sexual normal, com o homem como "ativo" e a mulher como "passiva". Não estou achando que o mangá pretenda discutir, nem ao menos superficialmente, relações de gênero, mas isso me pareceu interessante.

Ahhhhh achei mt legal to loca para ver . eu gosto desses tipos de animes é mt fascinante
:]

Me veio a mesma coisa na cabeça Samuel Vitorino!! ^^'
Eu já tinha ouvido falar desse mangá a muito tempo, só não sabia a historia, e bem... parece meio, "pertubador"

Related Posts with Thumbnails