sábado, 2 de novembro de 2013

Crunchyroll é vendido nos EUA


O ICV2 noticiou que o Crunchyroll – serviço de streaming de animes que está presente no Brasil – foi vendido. Os compradores foi um grupo de investidores liderado por um ex-diretor de operações da News Corp. O negócio, seentendi bem, aproximou-se do valor de 100 milhões de dólares. A venda do Crunchyroll aconteceu no momento em que sua prometida – desde 2010 – plataforma de mangás entrou em funcionamento. O empreendimento, uma parceria com a japonesa Digital Comic Association, sieu agora tornou-se uma incógnita, mas o programa está disponível em 170 países, oferecendo novos capítulos de mangás da Kodansha em inglês simultaneamente ao seu lançamento no Japão. Eu não sei como está funcionando o Crunchyroll no Brasil. Assinei o serviço, mas nunca consegui usar e optei por cancelar.

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Não é exatamente uma venda tradicional.
O que aconteceu foi que esse grupo resolveu investir no Crunchyroll colocando dinheiro e adquirindo a maioria das ações. Ele tem o "controle acionário", agora a gerência da empresa tem que reportar a eles, fazer vontades, essas coisas, além de cobrarem lucros.

A princípio quem manda no Crunchyroll são as mesmas pessoas de ontem, se esse novo grupo acionário vai querer impor sua visão de negócios não é certo.


Expandir o negócio para outros mercados pode tanto se tornar mais fácil com mais dinheiro disponível como mais difícil já que eles podem vetar.

Uma coisa importante eu digo: Eles começaram como piratas e terminaram donos de um empreendimento avaliado em cem milhões de dólares!

Os piratas brasileiros poderiam aprender com isso, não?

Related Posts with Thumbnails