terça-feira, 14 de julho de 2015

Ouke no Monshou irá para os palcos em 2016


Ouke no Monshou (王家の紋章) é um dos clássicos do shoujo e uma série que parece que nunca chegará ao seu final.  Hosokawa Chieko, mangá-ka desde 1959, começou a publicar a série em 1975 e ajudou a definir aquele subgênero do shoujo da garota deslocada no tempo e no espaço. Em Ouke no Monshou, Carol, uma jovem estudante norte americana interessada pelo Egito Antigo, é arrastada para o século XIV a.C. (*mesma época de Anatolia Story*) e acaba se tornando a amada do faraó Menphis e passando por inúmeras aventuras e desventuras em todos os espaços possíveis da época (*Reino dos Hititas, Creta, Babilônia, etc.*).  

Enfim, o elenco já está definido: Kenji Urai será o faraó Memphis; Seiko Niizuma e Sae Miyazawa (SNH48/SKE48) se revezarão no papel de Carol; Mamoru Miyano e Genki Hirakata farão o papel de Izumir, o príncipe dos hititas;  Kanata Irei como Ryan, irmão de Carol; Megumi Hamada como Ísis, grande sacerdotisa do Egito, irmã de Memphis e inimiga de Carol; e Yūichirō Yamaguchi como Imhotep, Primeiro Ministro do Egito.  


O compositor do musical será o húngaro Sylvester Levay (Elizabeth, Marie Antoinette) e a direção será de  Kōichi Ogita, um veterano do Teatro Takarazuka.  Urai e Niizuma trabalharam com Levay em suas peças anteriores.  A estréia será em agosto de 2016 no the Imperial Theatre em Chiyoda, Tokyo.  Já a pré-venda das entradas começa na primavera japonesa de 2016.


Ouke no Monshou é publicado na revista Princess e já chegou ao seu volume #60.  Este ano, dois drama CD já foram lançados.  Apesar de todo o sucesso, a série nunca virou animação.  A notícia estava no Comic Natalie e no ANN.  A página do musical é esta aqui.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails