domingo, 30 de agosto de 2015

Britânicos elegem suas 15 heroínas favoritas da literatura clássica


Jennifer Ehle, uma das melhores Elizabeth Bennet
Para marcar o lançamento em DVD do filme, baseado no livro de Thomas Hardy, 'Far from the Madding Crowd'  (Longe Deste Insensato Mundo) a Twentieth Century Fox Home Entertainment fezuma pesquisa no Reino Unido com 1000 adultos para saber quais as heroínas clássicas favoritas dos britânicos.  O resultado foi o seguinte:

1. Elizabeth Bennet – Orgulho e Preconceito (1813) Jane Austen
2. Miss Marple - Miss Marple - (1927) Agatha Christie
3. Jane Eyre - Jane Eyre (1847) Charlotte Bronte
4. Scarlett O'Hara – E o Vento Levou (1936) Margaret Mitchell
5. Jo March – Mulherzinhas (1880) Louisa May Alcott

Ruth Wilson, uma das minhas Jane Eyre favoritas.
6. Eponine - Les Miserables (1862)  Victor Hugo
7. Arwyn - Senhor dos Anéis (1954) J. R. R Tolkien
8. Tess of the d'Urbervilles - Tess de d'Urbervilles (1891) Thomas Hardy
9. Catherine Earnshaw - Wuthering Heights (1847) Emily Bronte
10. Galadriel - The Hobbit / Senhor dos Anéis (1937) J. R. R. Tolkien
11. Anna Karenina - Anna Karenina (1877) Leo Tolstoy
12. Daisy Buchanan - O Grande Gatsby (1925) F. Scott Fitzgerald
13. Bathsheba Everdene - Longe Deste Insensato Mundo (1874) Thomas Hardy
14. Becky Sharp - Vanity Fair (1848) William Makepeace Thackeray
15. Emma - Emma (1815) Jane Austen

O objetivo da pesquisa era testar, obviamente, a importância das adaptações para o cinema e TV na promoção do interesse por certas obras literárias.  Achei o resultado curioso.  Vamos lá, o top 5 é todo de mulheres criadas por mulheres.  Seriam elas mais críveis?  Eu acredito que sejam, sim. Todas cinco são mulheres fortes que, de uma forma, ou de outra, desafiaram convenções e/ou ousaram sonhar. Há mais duas personagens femininas criadas por mulheres, mas Jane Austen apareceu duas vezes com (*a barbada*) Elizabeth Bennet e Emma.  Um... Por que Emma?  Algo me diz que   Anne Elliot, de Persuasão, deve estar logo ali na 16ª ou 17ª colocação.

Vivien Leigh e Scarlett O'Hara tornaram-se uma só
O cinema e a TV tem impacto na lista?  Com certeza, mas não explicam todos os nomes. Eu imagino que as duas personagens de Senhor dos Anéis estejam no ranking por causa das adaptações para o cinema.  Podem considerar má vontade minha, mas só ouvi falar dessas obras quando elas foram para o cinema.  Tivemos recentemente Ana Karenina e O Grande Gatsby no cinema, a personagem de Tolstoi é muito lembrada, mas imagino que Daisy Buchanan foi empurrada pelo filme.

Achei curioso ver Miss Marple e lá em cima.  Uma velhinha arguta, grande detetive e, bem, muito longe das personagens apaixonantes e avassaladoras como Scarlett O’Hara.  Sim, acho que o filme a empurrou para o topo da lista, mas recomendo muito a leitura de E o Vento Levou.  Com todos os seus problemas – todos contextualizáveis, aliás – é um grande livro e a Scarlett do filme deixa um pouco a dever à personagem do livro, que não é boazinha, nunca foi, nunca será, mas é uma mulher que poderia ter existido e que lutou contra as convenções sociais de sua época com as armas que tinha.

Katharine Hepburn como Jo March
E  há Jo March, querida do meu coração, lembraram dela mesmo sendo americana como Scarlett.  Eu adoro As Filhas do Dr. March ou Mulherzinhas ou Adoráveis Mulheres, como queiram.  Li e reli tantas vezes esse livro, vi tantas adaptações – para anime, inclusive – e, bem, não há nenhuma que seja perfeita, tampouco alguma que seja realmente ruim.  E Jane Eyre em terceiro lugar. :) Gosto tanto de Jane Eyre quanto de Lizzie Bennet e, bem, estou satisfeita.

E Eponine?  Pode até ter sido o filme a empurrá-la, mas ela era a melhor personagem feminina do filme.  Enfim, segundo a pesquisa 6 em cada 10 britânicos gostaria de ver mais personagens femininas fortes nos livros.  Bem, acredito que  a maioria dos frequentadores do Shoujo Café, também.

Samantha Barks emociou como Eponine na última versão de Os Miseráveis
Para quem quiser ler a matéria em inglês, ela está no Western Daily Press.  Fiz resenhas de alguns filmes e seriados baseados nas obras citadas e há posts sobre alguns livros.  Se quiser ler, é só clicar: Anna Karenina (2012), Jane Eyre (1943)Jane Eyre (1970)Jane Eyre (1973)Jane Eyre (1996),   Jane Eyre (1997)Jane Eyre (2011), alguma coisa de Jane Eyre (1983),  Grande Gatsby (2013), Os Miseráveis (2012), de Orgulho & Preconceito falei muito e teve até Shoujocast (*que não está mais no ar*), mas deixo os links para a série Várias Faces de Orgulho & Preconceito: Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6) , e, por fim, um post genérico sobre Little Women.  E, claro, descobri que além de não ter resenhado Jane Eyre (2006), não resenhei nenhuma versão de Emma (*Como????*).  Quem sabe, um dia, corrijo isso?

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails