terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Shoujo Café em ritmo de férias



Estou fora de Brasília desde a semana do Natal e, como acontece todos os anos, a conexão na casa dos meus pais é muito ruim. Ok, mas estava funcionando... Agora,  em Saquarema,  a conexão da Claro não quer pegar no computador.  Resultado? Talvez não consiga postar nada até quinta. O post de Sufragistas está quase pronto, mas quase é quase... peço paciência,  como sempre.  Eu detesto postar do tablet,  como estou fazendo agora. 


De resto, a parte pissed-off do post: algumas pessoas estão descobrindo a Rosa de Versalhes e sua importância. Legal, estou super feliz mesmo.  Bastou chegar nos EUA para que desse vieibilidade entre os fãs brasileiros/as.  Agora,  por favor, antes de vir perguntar se eu conheço,  se eu não vou fazer campanha pelo mangá,  se eu sei que vão lançar o mangá nos EUA, por favor, dêem uma olhada no site. Coloquem na busca e vejam o quantoeu já falei da Rosa aqui, o quanto já escrevi e até já publiquei.  Só não me aborreceu tanto essa história quanto a da moça que disse em um grupo do Facebook que ninguém fala ou escreve sobre gênero,  mangá e feminismo.  Pode nem ter sido por mal, mas é melhor ir se informar antes, mas quem faz isso hoje em dia?

Normalmente,  minha primeira reação,  caso não me chamem para o papo é ignorar e deixar o povo se divertir,  mas, às vezes, por estar de ovo virado, ou por ser muita falta de noção mesmo, minha vontade é retrucar como acho que a pessoa merece. Especialmente, se começa dizendo "vocês, da equipe do Shoujo Café".  É o bastante para saber que não lê o blog, apesar dele ter quase 11 anos.  :(

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

Talvez porque a internet hoje seja mil vezes maior do que era antigamente que o Shoujo Cafe não seja tão facil de achar pra essa gente que está/deve estar chegando agora (só assim pra não te conhecer mesmo)... mas pra mim foi e sempre será referencia em Shoujo. No seu lugar acho que ficaria frustrada também... conhecia seu site (que se transformou em blog) e sua coluna na AnimePro e vejo você falar da Rosa de Versalhes desde sempre, assim como outros temas.

O povo hoje em dia só reconhece o que tiver curtidas no Facebook, retweets de gente "famosa" e envios para o grupo do Whatsapp. O que estiver fora disso para eles não existe.

Related Posts with Thumbnails