segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Erros e Acertos da 89ª Cerimônia do Oscar


Não assisti à 89ª cerimônia de entrega dos Oscars, mas, enfim, acordei quase 5 da manhã para ir ao banheiro e meu marido me contou da confusão da entrega do prêmio de melhor filme.  Um novo Miss Universo.  Lembram da pobre Miss Colômbia ano passado?  Pois é... Resultado?  Não voltei a dormir.  Resumindo: trata-se de uma confusão inadmissível.  Primeiro, o pessoal de La La Land não podia ter passado por aquilo.  É terrível acreditar que ganhou, e poderia, vejam bem, não era um azarão, e ter que devolver os prêmios.  Segundo, a equipe de Moonlight não pode fazer a festa que faria, porque, bem, olha o constrangimento.  De resto, eu, se fosse a organização, enrolava e declarava que houve empate.  Enfim, inventava alguma coisa menos triste.  Mas eu não mando em nada.  E só vou ver o vídeo quando conseguir o torrent da cerimônia inteira.


De qualquer forma, sei que perdi muita coisa legal.  Por exemplo, a verdadeira Katherine Johnson estava na cerimônia! Velhinha, de azul, linda e com as atrizes de Estrelas Além do Tempo. ^_^ Como não comentar e amar?  Fora isso, tivemos Viola Davis levando coadjuvante.  É o único ator negro a levar Oscar, Globo de Ouro e Emmy.  Diva!  Agora, será que ela não deveria estar na categoria melhor atriz?  E, claro, aí correr o risco de não levar?  E não vou criticar a Emma Stone.  Ela não tem culpa das armações da academia, de negligenciar gente como a Amy Adams e, claro, ousar colocar Isabelle Huppert e Meryl Streep perdendo para ela.


Comentando no geral os meus erros e acertos, se eu tivesse seguido a lógica, teria acertado mais três acertos (seria o meu recorde), mas quis ficar com o Dev Patel para coadjuvante e desviei dos favoritos para documentário longa e curta, mas é só pegar meus comentários de ontem para ver que eu estava ciente que erraria.  Filme, não, eu via possibilidade em Moonlight e apostei certo.  Agora, no site de onde tinha tirado os indicados, não incluíram “efeitos visuais”.  Ganhou Mogli e eu erraria de qualquer jeito.  Subestimei o filme do Mel Gibson, mas não assisti e nem sei se irei.  Tenho baixíssima tolerância à Gibson como ator e/ou diretor desde Coração Valente.  


Já o maior fiasco da noite, a bola fora, foi o prêmio de melhor ator.  Desviaram do SAG, mas aí é até fácil teorizar, desprezaram um grande ator negro, em uma grande atuação para premiar um sujeito mais ou menos e acusado de assédio.  Hollywood passando a mão na cabeça dos abusadores.  De resto, Damien Chazelle ganhou diretor.  O mais jovem premiado na categoria.  Ele é competente, mas será que fariam o mesmo por um diretor que não fosse branco?  Du-vi-do!  Se não fosse homem, aliás, nem seria indicado, vide quantas mulheres foram indicadas para Oscar de melhor direção ao longo da história, somente 4.  Na verdade, mulheres são pouco indicadas no geral, salvo em categorias obrigatórias ou óbvias, como figurino.  De resto, o grande injustiçado foi Lion.  Segue meus erros e acertos.

Melhor Filme - Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor diretor - Damien Chazelle – La La Land – Cantando Estações

Melhor ator - Casey Affleck – Manchester À Beira Mar
Denzel Washington – Cercas

Melhor atriz - Emma Stone – La La Land – Cantando Estações

Melhor ator coadjuvante - Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Dev Patel – Lion: Uma Jornada Para Casa

Melhor atriz coadjuvante - Viola Davis – Cercas

Melhor roteiro original - Manchester À Beira Mar

Melhor roteiro adaptado - Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor edição - Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações

Melhor edição de som - A Chegada
La La Land – Cantando Estações

Melhor mixagem de som - Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações

Fotografia - La La Land – Cantando Estações
Lion: Uma Jornada Para Casa

Melhor direção de arte - La La Land – Cantando Estações

Melhor trilha - La La Land – Cantando Estações

Melhor canção - City of stars – La La Land – Cantando Estações

Mixagem de som - Até o Último Homem
A Chegada

Melhor design de produção - La La Land – Cantando Estações

Melhor figurino - Animais Fantásticos e Onde Habitam
La La Land – Cantando Estações

Melhor cabelo a maquiagem - Esquadrão Suicida
Star Trek: Sem Fronteiras

Melhor filme em língua estrangeira - O Apartamento - Irã

Melhor animação - Zootopia

Melhor documentário - O.J.: Made in America
I Am Not Your Negro

Melhor documentário em curta-metragem - The White Helmets
Joe’s violin

Melhor curta metragem - Sing
Ennemis Intérieurs

Melhores efeitos visuais  - Mogli: O Menino Lobo


GOSTOU?

3 pessoas comentaram:

Acredita que eu assisti à cerimônia inteira e perdi justo essa parte final? Fechei o streaming depois do anúncio de La La Land pensando que não seria interessante. Até ver os comentários na rede e conseguir reabrir o link, já tinha acontecido tudo.

Nunca poderia imaginar Moonlight ganhando. Estou tão desanimado com a situação mundo afora que estava bem cético em relação ao prêmio principal. Achei incrível. Todo filme vencedor do prêmio principal tem aumento de bilheteria e agora, com essa confusão toda, imagino que subirá bastante. Quanto mais pessoas virem esse filme, melhor.

De resto foi quase tudo bem previsível. Só Animais Fantásticos e Esquadrão Suicida estavam muito diferentes do que eu havia visto.

Achei horrível o que aconteceu. E mais tristes os comentários de hate em cima de La La Land nas redes. Por mais superestimado ou não que seja, nem um dos dois staffs merecia passar por aquilo. Também teria dado empate técnico. Mas a academia seguiu o regime de compensação melhor filme/melhor diretor.
No final, achei merecido os prêmios de La La Land. Eu substituiria o de atriz por montagem que é simplesmente maravilhosa junto a trilha e fotografia e o que me fez imergir no filme. Mas gostei da atuação da Emma e simpatizo muito. O discurso dela foi humilde, realmente a premiação tem um misto de sorte e oportunidade.
Agora Esquadrão Suicida ganhando maquiagem e cabelo foi a premiação mais estranha da noite.

Eu queria assistir, alguém faz um torrent aí.

Related Posts with Thumbnails