segunda-feira, 7 de maio de 2018

5% da renda de um mangá sobre Bullying e Homofobia é revertido para ONG na França


Passando pelo Manga Mag vi essa notícia e não poderia deixar de comentar.  O mangá Shimanami Tasogare (岛并黄昏), que eu nunca tinha ouvido falar, está saindo na França, a série trata de dois temas espinhoso, bullying e homofobia.  O protagonista da série é um adolescente que quer se matar depois de ter sido exposto como homossexual por alguns colegas para toda a classe e, possivelmente, toda a escola.  Era o último dia antes das férias de verão e ele, que ainda não sabia como lidar com sua orientação sexual, estava assistindo um vídeo pornô gay, teve o telefone arrancado pelos colegas e, bem, o resto vocês imaginam.  o garoto segue para um lugar ermo e vê uma moça saltar para o abismo... Correndo para onde a moça estava, ele se vê em uma casa onde várias pessoas são acolhidas e podem contar seus problemas.  Quem preside esta "casa" é a moça que ele viu pular... Estaria ele morto?  Seria um sonho?  


O mangá, em francês, se chama Éclat(s) d'âme (*Fragmentos da Alma, ou algo assim...*).  Kamatani Yuhki, autor/a do mangá identificasse como gênero não-binário, isto é, não abraça nem uma identidade feminina, nem masculina.  É a primeira vez que sejo um/a mangá-ka que assim se apresente.  A série caminha para seu volume #4 no Japão e é publicada na revista Hibana.  Segundo o Manga Mag, a Akata, editora que publica a série, vai doar 5% da renda do volume #2, já havia doado a do #1, para uma ONG chamada  SOS homophobie e que atua na França inteira contra homofobia, lesbofobia e transfobia.  Ainda na notícia é dito que a editora vem fazendo ação semelhante com seu mangá Perfect World (パーフエクトワールド), uma série josei cujo protagonista é cadeirante.  Só que, neste caso, a ONG é para pessoas que vivem nessa condição e outras resultantes da limitação de movimentos.  Que eu posso dizer?  Fiquei comovida com a ação da editora e com vontade de olhar esse mangá. Pode ser uma daquelas jóias escondidas como Confidential Confessions (問題提起作品集).

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Gente, que lindo, não sabia isso da doação!! Agora fiquei ainda mais encantada. Valéria, leia sim o mangá, acredito que você irá gostar. É um mangá lindo, muito lírico mesmo, e que fala de homosexualidade, transexualidade, preconceito e da comunidade LGBTQ como um todo. Tem umas tiradas muito bacanas, e às vezes, dá mesmo um aperto no coração.

E o melhor é que esse não é o único mangá em que o/a mangaká trabalhou com personagens LGBTQ! Num trabalho anterior do/a Kamatani-sensei, Nabari no Ou (um shounen de fantasia e ação sobre ninjas, ganhou anime e que, se não me engano, é a sua obra de estreia), ele/a chegou a incluir também um personagem importante como intersexual.

Talvez algo que você ache interessante, Valéria, é que ele/a é super fã da Hagio Moto (https://corvusmr.exblog.jp/9427416/
-> blog pessoal e inativo do/a Kamatani).

Nem deu pra notar que sou fã, né? rs Fiquei contente mesmo com a notícia.

Related Posts with Thumbnails