sexta-feira, 25 de maio de 2018

Os japoneses beijam no primeiro encontro? Eles e elas responderam.


Dia 23 de maio é o Dia do Beijo no Japão.  Pensei que a pesquisa seria o tema mais importante do post, mas indo pesquisar o motivo da data, encontrei uma informação muito legal.  Dia 23 de maio de 1946, bem naquele período mais terrível do pós-guerra, estreou o filme Hatachi no Seishun (はたちの青春), de Yasushi Sasaki.  


Este filme trazia a primeira cena de beijo do cinema japonês e o tal beijo era exatamente a primeiríssima cena do filme.  Uau!  Lembrou do impacto da primeira cena de Kaze to Ki no Uta (風と木の詩), de Keiko Takemiya, que abre com uma cena de cama, enfim... O site Iromegane, diz que foi um simples Seppun (接吻), um toque de lábios.  Bonitinho?  Eu achei... 


Mas vamos lá, o Sora News publicou os resultados de uma pesquisa com 6,510.  33% delas diz que o terceiro encontro é o momento ideal para um primeiro beijo.  O resultado geral foi o seguinte:

1. No terceiro encontro (2,127 pessoas)
2. No primeiro encontro (1,753 pessoas)
3. No Segundo encontro (1146 pessoas)
4. No quinto encontro, ou depois (910 pessoas)
5. Só no casamento (184 pessoas)

Desmembrando por sexo, o terceiro encontro é popular tanto com homens (33%), quanto mulheres (34%).  Já no primeiro encontro, 22% para eles e 24% para elas.  O SN ressalta que os resultados são semelhantes para a maioria das faixas etárias, menos para as pessoas de 30 anos, com 30% respondendo que beijar no primeiro encontro era o ideal, com 24% para o terceiro encontro.  


Bem animador, eu esperava resultados diferentes.  Afinal, em mangá, às vezes o beijo, beijo mesmo, demora horrores para sair... Agora, algo que eu não sei, não sei mesmo, é se os japoneses se beijavam, e não falo somente do beijo entre amantes, antes do contato com os Ocidentais.  Beijo, vocês sabem é prática cultural.  O fato é que em algumas culturas, o beijo é visto como ritual normal do namoro.  Em outras, pode ser uma preliminar do sexo.  Daí, muitas vezes, em um mangá o beijo demora a sair, mas quando sai, o sexo vem quase que em seguida.  Cultural, enfim, mas os japoneses dialogam com outras culturas e, como a pesquisa aponta, a relação com o beijo vem mudando.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Você exemplificou bem com a imagem, Valéria, afinal: Nodame que o diga! Fiquei angustiada quando assisti o anime e Chiaki demorando tortuosos episódios para tomar a iniciativa e dar um beijo na Nodame! Quando aconteceu, claro, eu derreti feito manteiga, parecia que eu era a protagonista! =D
Certos momentos eu prefiro o romantismo do tipo Oremonogatari do que sofrer capítulos a fio esperando o clímax, porque sim, gosto muito dos momentos mais íntimos dos personagens dos animes!

Bom saber que os japoneses romperam um pouco que seja com as barreiras do contato pessoal.
Gostei do post! ;)

Related Posts with Thumbnails