terça-feira, 12 de março de 2019

O peso da China para as bilheterias de cinema: o caso Natsume Yuujinchou


Se entendi bem o ANN, o filme animado de Natsume Yuujinchou (夏目友人帳) estreou no dia 7 nos cinemas chineses.  O lucro total do filme na estreia foi de US$9.55 milhões nos seus três primeiros dias.  A animação ficou em primeiro na quinta-feira (*07/03) e somente perdeu a colocação com a estreia na sexta (*08/03*) de Capitã Marvel e The Green Book.  No Japão, o filmen estreou em 29 de setembro de 2018.  No seu primeiro final de semana, rendeu US$1.5 milhões, em 21 de outubro, tinha acumulado US$6.43 milhões.

Por qual motivo estou comentando isso?  Nos últimos anos, os estúdios norte-americanos têm olhado bastante par ao potencial do mercado chinês.  Lembro que Valerian teve um desempenho fraco no mercado americano, mas havia a esperança de que, se fosse bem aceito na China, o lucro compensaria a continuação.  Nem sei se tal aconteceu, mas o caso Natsume Yuujinchou ilustra bem o quanto a China pode virar a mesa para qualquer filme, afinal, trata-se de um mercado enorme e, com o progresso econômico, ávido por diversão, ainda que censurada.  Falando nisso, Bohemian Rhapsody deve estrear com pesados cortes no país.  O objetivo seria esconder que Freddie Mercury se relacionava afetivamente com homens.  Quando li isso, fiquei imaginando o tipo de malabarismo que eles pretendem fazer e não consigo imaginar como isso dará certo.  

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails