segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Peach Girl Next completa três anos de publicação na revista Be Love


Peach Girl (ピーチガール), o mangá original de Miwa Ueda, foi um dos grandes sucessos da revista Betsufure tendo como protagonista Momo, a adolescente que sofria com um problema muito sério, excesso de melanina.  Com seus cabelos descoloridos (*essa parte não explicada pelo excesso de melanina*) e sua pela escura, ela era discriminada, confundida com uma ganguro (*Ah, teríamos que voltar aos anos 2000 para explicar essas modas japonesas!*) e mesmo uma garota de programa.   A virtuosa Momo era difamada pela sua aparentemente melhor amiga, Sae, que queria tomar dela o então amor de sua vida, Toji, e era capaz de qualquer coisa para atingir seus objetivos.  Qualquer coisa é qualquer coisa MESMO.  Só que Kairi, o aparente palhaço da turma, acaba ajudando a protagonista e, no fim da série, ganhando seu coração.


Peach Girl Next (ピーチガールNext), sua continuação direta, a serie se passa dez anos depois do original, Kairi e Momo estão juntos, com casamento marcado, mas Sae e Toji reaparecem na vida dos dois.  Velhos sentimentos começam a voltar à superfície e atrapalhar a relação de Kairi e Momo.  O Twitter da revista Be Love está comemorando os três anos da série com um capítulo regular, mostrando o desejo de Momo de ter uma família, e um extra mostrando a época em que Kairi e Momo estavam na universidade.  


Ainda no Twitter da revista Be Love, foi anunciado que Peach Girl Next vai estar disponível em formato digital, a partir de 5 de setembro.  Bom para quem está no Japão, sem dúvida.  O traço da autora aprece ter ficado ainda mais bonito e dinâmico com os anos.  Pena que, e eu considero pena mesmo, Miwa Ueda não tenha conseguido superar Peach Girl, tanto que ela terminou retornando para seu grande sucesso.  E mesmo antes de Peach Girl Next, ela tinha feito um gaiden sobre a Sae chamado Ura-Peach Girl (裏ピーチガール).


Peach Girl começou a ser publicado pela Panini do Brasil quando a editora decidiu lançar mangás em nosso país.  A série foi espelhada (*quando praticamente todas as grandes editoras estavam deixando de fazer isso*), traduzida direto do francês (*com vários cacos largados aqui e ali*), tinha uma periodicidade irregular e, bem, não vendeu o que eles queriam.  Depois de muita enrolação e desrespeito com os consumidores, a série foi cancelada.  Eram outros tempo, especialmente, quando a gente pega o apuro que a Panini tem com boa parte dos seus mangás atuais, mas Peach Girl foi uma mancha no currículo da editora e ajudou, na época, a alimentar o papo furado de certos coleguinhas de que "shoujo não vende".  Sim, mal editado, traduzido, lançado de qualquer jeito, nem um arrasa-quarteirão como Peach Girl deve vender bem mesmo.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Série que me fez pegar asco da Panini. O formatinho ridículo, pequeno e fininho, impressão meia boca, papel jornal de péssima qualidade, e ainda assim, cancelado, todo irregular.
Isso e o cancelamento de Kekkaishi me fizeram ter o pé atrás com todas as editoras, mas especialmente a Panini.
Mas infelizmente, são as editoras que temos.
Imagino que o mercado atual deva estar bem ruinzinho, apesar de vermos tantos lançamentos.

Related Posts with Thumbnails