quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Manuscrito descoberto de Genji Monogatari é o mais antigo que se tem notícia


Genji Monogatari, ou A História de Genji, o Príncipe Brilhante, é considerado o romance mais antigo do mundo.  Escrito por uma mulher, Murasaki Shikibu (c. 973 ou 978 – c. 1014 ou 1031), uma dama da Corte do Imperador, a livro começou a circular por volta de 1021.  Genji Monogatari conta a história de um filho de um imperador japonês, mostrado para os leitores como Hikaru Genji, ou "Genji Brilhante". Por razões políticas, Genji é relegado ao status de cidadão (ao receber o sobrenome Minamoto) e começa uma carreira como um oficial imperial. O conto se concentra na vida romântica de Genji e descreve os costumes da sociedade aristocrática da época.


Assim como um mangá, talvez o primeiro shoujo mangá, a história foi narrada em capítulos para as mulheres da corte imperial, ou seja, era um material feito por uma mulher para o consumo do público feminino.  A partir desses capítulos, o material foi compilado em um livro escrito em hiragana, porque muitas mulheres letradas não tinham permissão para aprender kanji.  Agora, parece que há discussão sobre isso, porque os manuscritos mais antigos traziam kanji e kana, no entanto, Murasaki teria criticado uma rival na corte (*sim, havia outras mulheres que escreviam e elas competiam entre si*), por usar kanji "como se fosse um homem".


Enfim, o manuscrito recém identificado tem 800 anos e, bem, não sou especialista em japonês, longe disso, mas parece que está em kana somente, alguém confirma?  Segundo o Sora News, este manuscrito teria saído da pena de um dos grandes nomes da literatura japonesa de seu tempo, Fujiwara no Sadie, conhecido, também, como Fujiwara no Teika.  Tendo vivido entre 1162 e 1241, esse manuscrito se torna o mais antigo conhecido da História de Genji.


Fiquei realmente emocionada, não, não é bobagem.  Queria poder fazer um curso de especialização em História Japonesa Medieval (*isto é, batendo com a nossa cronologia daqui*) e poder ler mais sobre o período de forma orientada.  Enfim, há muitos mangás shoujo baseados, ou que buscam reproduzir a História de Genji, os mais famosos são Genji Monogatari (源氏物語), de Miyako Maki, e Asakiyumemishi (あさきゆめみし) de Yamato Waki.  Em 2009, deveria ser feita uma adaptação para anime do mangá de Yamato Maki, mas Osamu Dezaki, que eu amo e odeio, decidiu mudar os planos e fazer uma adaptação direta do livro.  O resultado é Genji Monogatari Sennenki: Genji (源氏物語千年紀 Genji), um anime que ninguém lembra direito, foi bem engessado.  Poderia ser épico e não foi.

GOSTOU?

3 pessoas comentaram:

Todo mundo deveria conhecer o Genji (eu chamo de Genjão)... O anime é horrivel e hj tem minamoto kun monogatari que tenta trazer uma versão moderna do Genji

Adorei o post, estou fazendo um artigo sobre o sumiço do Japão do livro didático e quando fui buscar textos sobre a história japonesa realmente foi muito difícil de encontrar, tive que recorrer a livros antigos, década de 1970 a 1990 praticamente.

Related Posts with Thumbnails