terça-feira, 26 de maio de 2020

Coronavírus: Italiano é multado por abraçar a namorada, ou o modelo japonês vai se impôr ao mundo


Esses dias fiquei lendo alguns mangás josei eróticos (*para saber onde encontrá-los, clique aqui*) e uma coisa muito curiosa é que os casais têm uma intimidade absurda, fazem sexo de todas as maneiras possíveis, mas se um segura a mão do outro em público... Sim, demonstrações públicas de afeto não são comuns na cultura japonesa, achei um artigo legal sobre isso, é a experiência de uma norte americana que se casa com um japonês.  

Vejam bem, ninguém é multado, ou preso, por segurar a mão, por abraçar, por beijar em público, porém isso não é comum, é como se você estivesse desnudando a sua intimidade em público.  Há variações regionais, uma maior tolerância em lugares que são vistos como um point de namorados, mas, ainda assim, a regra é evitar essas demonstrações.  

Fazer sexo parece menos íntimo do
que segurar a mão de alguém em público.
Nos mangás, animes e outros, se o casal dá as mãos em público parece que estão assumindo para o mundo inteiro que tem uma relação íntima, que vão se casar, ou algo do gênero.  Há, claro, o exagero e a função humorística, mas é algo tão comum que chega a ser enervante, pelo menos para mim. 

Isso, claro, nada tem a ver com o coronavírus, mas pode facilitar as coisas em alguns lugares.  Indo agora para a Itália, o site da ANSA publicou que um moço foi multado em 400 euros na cidade de Pávia por abraçar a namorada em público.  Ambos estavam usando máscaras, foi uma coisa de momento, mas a guarda civil não perdoou o rapaz que tem 20 anos.  Segundo a notícia, se ele pagar a multa no prazo de 30 dias, o valor desce para 280 euros.

Genshiken é ótimo para essas discussões.
Enfim, acho difícil que normas tão rígidas se imponham em certos países.  No Brasil, por exemplo, mas o imperativo do isolamento social deve criar algumas etiquetas nunca vistas, ou por muito tempo esquecidas, em alguns países ocidentais.  Por conta disso, muita gente brinca que vamos ter que nos comportar como nos tempos de Jane Austen e abandonar os apertos de mão, abraços e os beijinhos tão comuns em nossas interações diárias.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Essa coisa de "segurar na mão" ou mesmo abraçar em público nos mangás é uma coisa bonitinha e interessante no começo. Vários mangás depois, começa realmente a encher o saco.
Queria muito saber, estatisticamente, se na vida real a coisa é realmente tão fora do normal assim.

Related Posts with Thumbnails