quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Dia do Orgulho Lésbico: Site japonês especializado em BL pesquisa o interesse das leitoras por Yuri

O yuri não é uma demografia, mas é um gênero que pode aparecer em várias demografias diferentes  (hentai, seinen, shounen, shoujo, josei).  Mesmo com revistas próprias, como a Comic Yurihime, é possível ver a diversidade de abordagens que vão desde um borderline hentai até material que poderia, tranquilamente, sair em uma revista shoujo das mais conservadoras. É um gênero que está ainda muito distante do que se tornou o BL, que mesmo que possa ser encontrado em revistas shoujo, josei, seinen até, tem um conjunto de revistas especializadas e uma estrutura de demografia mesmo. Pois bem, vamos para a notícia que está no ANN.  É basicamente a tradução do texto em inglês com algumas adaptações.

O site de notícias Boys-Love (BL), Chill-Chill, publicou os resultados de uma pesquisa realizada em julho entre 1.048 leitores sobre seu interesse por yuri. 41% das entrevistadas, ou 430 pessoas, disseram que lêem yuri. Entre aquelas que lêem yuri, 83%, ou 358 pessoas, disseram que o lêem com menos frequência do que BL. Apenas 17%, ou 72 pessoas, disseram que liam yuri com tanta ou mais frequência do que BL.

O Chill-Chill observou que 41% de leitoras cruzadas era uma porcentagem maior do que o esperado, mesmo que BL fosse o interesse principal. Além disso, a pesquisa constatou que 249 pessoas, a maior proporção de leitoras de yuri respondentes, encontraram títulos por meio de pesquisa por conta própria, porque gostam de personagens femininos. Apenas 141 pessoas encontraram títulos por meio de anúncios, 77 pessoas disseram que compraram yuri por engano pensando que era manga shojo e 41 pessoas disseram que o mangá foi recomendado a elas.

O Chill-Chill listou vários comentários daqueles que responderam que gostam das personagens femininas, traduzidos da seguinte forma (* neste caso, estou dando a tradução da tradução *):

  • "Gosto de ler yuri porque as mulheres que aparecem neles são próximas do tipo de mulher que eu admiro e quero ser como."
  • "Sempre gostei de personagens femininas, então gosto de transportar mulheres juntas."
  • "Um mundo com apenas garotas bonitas seria incrível."
  • "Assistir garotas bonitas flertando umas com as outras é um colírio para os olhos."

Além disso, quando questionados sobre que tipo de obras de yuri preferidas, 349 pessoas, a maior proporção das entrevistadas, disseram que gostavam de obras com forte ênfase no romance. “Independentemente do gênero, adoro histórias em que alguém é atraído por outra pessoa por meio de um vínculo forte, e eles são atraídos um pelo outro enquanto se influenciam. Yuri não é exceção”, escreveu um comentário.  “Não há muitas obras de yuri que incluam conteúdo sexual explícito, então há muitas obras onde você pode desfrutar da história ou de um romance puro e inocente”, escreveu outro comentário.

Por outro lado, algumas entrevistadas escreveram que foram atraídas pelas emoções mais obscuras mantidas especialmente por mulheres apaixonadas, com uma entrevistada disse: "Gosto de ver fortes obsessões e sentimentos como ciúme e inveja. BL tem esses elementos também, mas comparativamente falando, é mais fácil para as mulheres controlar essas emoções, então há um sentimento de realidade que eu gosto de ler." Outra entrevistada escreveu: "[Eu gosto] das interações e das representações do coração de personagens que podem parecer fofos e amáveis ​​à primeira vista, mas têm outro lado mais sombrio. É diferente de BL."

O site Chill-Chill destacou vários temas mais comuns entre as respostas. Um deles foi a facilidade com que as leitoras podem se relacionar com as personagens em mangás yuri. Para algumas leitoras, é simplesmente porque acham mais fácil se relacionar com personagens femininos. Para outras, é porque elas próprias são mulheres que sentem atração romântica por mulheres. Chill-Chill citou várias respostas abaixo:

  • "Também me sinto atraída por garotas, então admiro yuri e gostaria de poder experimentar um amor assim."
  • "Eu também gosto de meninas e também tive uma namorada, então penso positivamente sobre o amor entre meninas."
  • "Gostava de uma garota na escola só para meninas que frequentei, então quando leio os trabalhos de yuri, posso me identificar com eles e sentir inveja. É divertido."

O artigo também aborda a indefinição das fronteiras entre BL e yuri, e a criação do gênero "yuri BL". Historicamente, o gênero BL tem se referido a histórias de amor romântico entre homens, consideradas separadamente das obras escritas por homens gays (embora o artigo observe que essa distinção está começando a ser questionada nos últimos anos). Por outro lado, a definição de "amor" nas obras de yuri é mais vaga, pois pode se referir à amizade ou ao espaço liminar entre amizade e romance, e o gênero é ocupado por homens, mulheres heterossexuais e mulheres que se sentem atraídas por mulheres sem qualquer necessidade de delineamento estrito. (Bem importante este parágrafo.)

Dado que BL é fundamentalmente sobre personagens masculinos e yuri é sobre personagens femininos, o termo "Yuri BL" pode parecer contraditório à primeira vista. Em 2017, foi publicada uma antologia "Yuri BL", com muitas das histórias enfocando a relação entre dois personagens "uke", apresentando elementos e estéticas que normalmente estão associados aos yuri manga. (O conceito de Yuri BL parece reforçar o caráter subalterno das mulheres e que a função do uke é exatamente exercer esse papel feminino.  Enfim, nunca li nada Yuri BL, preciso olhar alguma coisa disso.)

De acordo com a pesquisa da Chill-Chill, 38% das leitoras que também consomem obras de yuri (ou 165 pessoas no geral) leem yuri BL. Quem leu yuri BL apontou as diferenças biológicas entre homem e mulher como um ponto de interesse no gênero florescente, porque quando se trata de sexo fica a questão de quem fará a inserção. As leitoras também comentaram que era atraente ver personagens masculinos assumirem traços de personalidade femininos. Os personagens masculinos costumam parecer mais fofos dessa maneira. Por outro lado, aqueles que não lêem yuri BL notaram que preferiam BL regular e pensam que os dois gêneros têm apelo separado. "O que eu quero de BL não é a fofura dos relacionamentos entre garotas, mas a tensão em torno de quem vai se impor ao outro como o personagem 'dominante' (seme)", escreveu um comentário. (Essa pare me pareceu ainda mais complicada.  E eu não quero mandar nas fantasias de ninguém, mas m e incomoda muito essa questão de ter um dominante e um dominado na relação.)

Outras escreveram sobre suas preocupações sobre "Yuri BL" como uma classificação. “Estritamente falando, [Yuri BL] não é realmente yuri (relacionamento entre garotas),” comentou um leitor. "Além disso, não importa como você olhe para isso, expressar a relação entre dois homens como 'yuri' é um sentimento intrigante. Para começar, chamar isso de relação entre dois personagens passivos (uke) significa que se baseia na questão de quem fará a penetração e, portanto, mesmo que haja representações dos personagens usando brinquedos para a penetração, não é mais uma relação de 'dois personagens uke' no ponto em que a inserção é representada." (Confuso)

A autora do artigo observou que igualar "mulher" a "personagem inferior" parece preocupante de uma perspectiva feminista e escreveu que esse parece ser um ângulo interessante a ser abordado em uma pesquisa futura.  Como uma exploração adicional do gênero "Yuri BL", Chill-Chill planeja destacar as perspectivas dos fãs de BL que não lêem yuri em um artigo futuro.

O artigo foi escrito em resposta a uma coluna escrita para o BL Textbook recentemente publicado por Akiko Hori e Naoko Mori. O livro cobre uma ampla gama de tópicos, como a história de BL, como os gays lêem BL, crítica feminista de BL e pornografia, leituras queer de obras que não são classificadas como BL, a relação entre yuri e BL e fandom internacional. Foi publicado pela Yuhikaku Publishing em 20 de julho.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Yuri BL? Mais uma novidade que eu não conhecia.

Related Posts with Thumbnails