quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Globo de Ouro histórico indica três mulheres ao prêmio de melhor direção

Mulheres diretoras normalmente são ignoradas nas premiações mais importantes como o Globo de Ouro e o Oscar.  Quando aparecem, elas ocupam somente 1/5 das indicações, isto é, se tivermos cinco indicados, ela ocupam uma posição e se for necessário decidir entre um homem negro, ou asiático, afinal, é questão de cotas, e uma mulher de qualquer etnia, é possível que o candidato do sexo masculino entre, ou nenhum dos dois para não ser injusto.  Aliás, para colocarem três mulheres MERECIDAMENTE, ignoraram Spike Lee.  😊 

Enfim, o Globo de Ouro da pandemia decidiu fazer história e não ignorar as diretoras mais elogiadas do último ano.  Chloe Zhao, Regina King e Emerald Fennel foram indicadas na categoria de melhor direção.  Antes disso, só cinco mulheres haviam sido indicadas em direção: Ava DuVernay (Selma), Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror e A Hora Mais Escura), Barbra Streisand (Yentl e O Príncipe das Marés), Jane Campion (O Piano) e Sofia Coppola (Encontros e Desencontros).  Streisand foi a única a ganhar por Yentl, filme que eu adoro, em 1984.

As três candidatas à diretoras vem credenciadas por indicações e prêmios.  Zhao, que nasceu e foi criada na China, mas fez sua carreira nos Estados Unidos, escreveu, editou e produziu Normadland, o grande vencedor do Festival de Veneza do ano passado com filme e direção e recebeu quatro indicações, filme, diretora, roteiro e melhor atriz para Frances McDormand, uma das favoritas ao prêmio.  O filme gira em torno da viagem de uma mulher, que a pós a morte de seu marido, decide partir em uma viagem pelos EUA, com nenhum dinheiro e buscando empregos ocasionais.  Segundo se comenta é um retrato da recessão econômica.  

Já Regina King dirigiu o elogiado Uma noite em Miami (One Night in Miami), se passa em 25 de fevereiro de 1964, quando Cassius Clay comemorou seu primeiro título mundial dos pesos-pesados, aos 22 anos, num modesto quarto de motel que aceitava negros na Flórida segregada, com três grandes amigos: o ativista Malcolm X, o cantor e compositor Sam Cooke e o astro do futebol americano Jim Brown.  Leslie Odom, Jr. recebeu indicação por melhor ator e melhor música, porém o filme foi ignorado, o que desagradou muita gente.  Curiosamente, é um filme feito por uma mulher e sobre homens.

Já Emerald Fennell foi indicada por seu filme Bela Vingança (Promising Young Woman), que colocou a excelente Cary Mulligan como uma das candidatas mais fortes ao Oscar.  O resumo mais simples e sem spoilers que eu achei diz o seguinte "Uma jovem, traumatizada por um trágico acontecimento de seu passado, busca vingança contra aqueles que cruzaram seu caminho."  O filme recebeu indicação por melhor diretora, filme drama, roteiro e atriz, claro.  Curioso, Fennell está na série The Crown como Camilla Parker Bowles, mas não recebeu indicação por este papel.  Enfim, espero que uma das três receba o prêmio, porque seria o justo.  Se quiser saber quem foi indicado ao prêmio, é só clicar aqui.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails