segunda-feira, 23 de março de 2015

DEZ ANOS DE SHOUJO CAFÉ


Sim, o blog já tem 10 anos.  Quem diria?  Ele foi criado sem muitas pretensões, eram textos rápidos, sem imagens, traduções de notícias oriundas de sites estrangeiros, como o Shoujo Manga Outline.  Para se ter uma idéia, o primeiro post de verdade do blog foi sobre o anime de Paradise Kiss e até a minha gravidez acredito que consegui fazer pelo menos um post por dia.  Era questão de honra, mas, agora, não é mais possível.  Qualquer planejamento em relação ao blog pode ser frustrado por uma doença da Júlia ou algum problema de trabalho.  Eis a realidade da semana passada.

Como o Shoujo Café começou?  Bem, eu tinha um site antigo, acho que desde 2000, 2001, chamado Shoujo House.  Publicava resenhas e outras coisas mais. Participava ativamente de algumas listas de discussão, a maior delas a Anime-BR e, por causa da hostilidade com os fãs de shoujo, criei a Tomodachi no Shoujo (*deveria ser Shoujo no Tomodachi, mas analfabetismo em japonês era maior do que agora*).  Lá um colega (*que disse uma vez que nunca seria publicado Sailor Moon no Brasil e que se eu quisesse ver o mangá aqui tinha que criar minha própria editora e licenciá-lo, porque era velho, mal desenhado e seria um fracasso*) sugeriu que eu abrisse um blog para publicar as notícias que postava para a lista.  Deu preguiça, argumentei que não tinha tempo para fazer traduções, mas terminei abrindo o Shoujo Café e ele foi crescendo...


Acredito que o auge do blog foi na época do Shoujocast, nome dado pelo amigo Anderson, que espero sinceramente ver de volta um dia.  Nem n época que escrevia para a Neo Tokyo e o Anime-Pró tinha tanta circulação e boa recepção.  Conheci gente muito legal, a visitação aumentou muito, fora que conversava mais com a Lina, a Tanko e a Tabby.  Também, fez diferença publicar resenhas de seriados, filmes, livros.  Há gente que vem ao Shoujo Café para ler sobre isso e, não, sobre anime e mangá.  Textos de opinião ou feministas atraem muita gente, também.  Queria poder escrever mais, mas faço o que posso dentro das minhas condições de produção.

Talvez seja interessante registrar que o post com maior visitação do blog seja o sobre o filme Oya: Rise of the Orisha (Oya: A Ascensão dos Orixás).  Viralizou de tal forma que cheguei a ter mais de 100 mil visitas em um dia... A média é de 2500, acredito.  O segundo post mais visitado foi minha pequena e ridícula incursão pelo bara mangá com o título ridículo de Mangá para Macho que Gosta de Macho.  Difícil de entender, eu sei... Aliás, os caminhos que trazem as pessoas até aqui são bem misteriosos.


De resto, acredito que momento mais tenso desses anos todos, acredito, foi meu arranca rabo com as lolitas (*1 round aqui*).  Olhando em retrospectiva, acredito que poderia ter lidado melhor com as primeiras críticas e evitado parte do desgaste.  Isso não me faz relevar as agressões e a perseguição – algumas criaturas ficaram na minha sombra por meses – no entanto, um pouco menos de arrogância da minha parteno primeiro contato, poderia ter transformado a crise em possibilidade de aprendizado.

O blog já foi mais animado, considerado (*recebi em primeira mão a notícia de Paradise Kiss pela Conrad e de Fruits Basket pela JBC*) e até trollado  (*Saudades do Murinho da Vergonha!*).  Como os comentários não são abertos, meus trolls foram sumindo.  Acho que parte do ódio tenha vindo do fato de escrever para o Anime- Pró e para a Neo Tokyo, como larguei, eles acabaram arrumando o que fazer.  Quanto às notícias, ainda que considere o meu site o mais importante do seu nicho – shoujo mangá – há grandes portais, há sites com mais visibilidade e melhor conduzidos, enfim, o Shoujo Café é trabalho de uma pessoa só que nem a template do blog conseguiu mudar para o aniversário...


A graça é que em dez anos de Shoujo Café, o mercado de shoujo no Brasil pouco andou e o de anime recuou ainda mais... Sailor Moon, Honey e Clover, Kimi ni Todoke, Sunadokei, Shoujo Kakumei Utena, Fruits Basket, Vitamin são coisas muito boas, mas tivemos Peach Girl e Otomen sendo muito maltratados, temos um preconceito resistente contra os mangás femininos, o medo bobo de usar os rótulos... Ainda há quem venha discutir se Chobits é shoujo, porque tem romance... Enfim, há tanto caminho a percorrer ainda.  E há a crise econômica que coloca nuvens escuras no horizonte... 

Enfim, aprendi muito fazendo o Shoujo Café e continuo aprendendo.  Como já escrevi antes, se um dia acreditar que o site perdeu a sua relevância, eu o fecharei.  Como sei da importância do Shoujo Café, nem que seja por sua ótica feminista, ele fica.  Fora, claro, que me dá muito prazer escrever aqui.  Queria poder ter mais guestposts e colaboradores, queria um visual melhor, queria muita coisa, mas faço o que este dentro das minhas possibilidades.  Obrigada por me visitarem, pararem para um café.  Obrigada pelo carinho.  Sem vocês, fazer o Shoujo Café não teria a mesma graça.

[P.S.: Mais tarde, se for possível, posto mais alguma coisa... Tenho as homenagens recebidas e uns presentinhos para sortear.]

GOSTOU?

10 pessoas comentaram:

Felicidades Valeria, que esta primera década sea el inicio de muchas más. Gracias por hacernos crecer como lectoras, como shojeras. Un abrazo desde el norte de México =) <3

Eu acredito que cheguei ao Shoujo café por causa da coluna do AnimePro, que eu adorava. Consequentemente, esbarrei com um outro modo de pensar devido a visão feminista sempre presente nos posts do site. Sem exageros, Valéria, mas isso mudou muito minha forma de pensar sobre as coisas. Foi aquele tipo de coisa que passa pela nossa vida, nos surpreende, e nunca mais somos os mesmos. Quero que você saiba que o Shoujo café marcou e marca muita gente. Tipo pra sempre. Parabéns pelo o seu grande trabalho. Espero que com o passar do tempo, você volte a conseguir dar mais atenção ao blog.

Beijão!

Parabéns!

O Shoujo-Café é um site muito querido para mim. Conheci-o quando estava começando a ganhar interesse pelos shoujos e graças a ele conheci grandes obras que ficaram para sempre na memória. Se não fosse por esse site aqui, teria, com certeza, me limitado ao básico do básico. O Shoujocast também é algo que lembro com muito carinho. Até hoje, ainda esculto alguns programas. Já os textos sobre feminismo e outras questões sociais foram muito importantes para a minha formação como pessoa e cidadão. Posso dizer que sou uma pessoa melhor, mais esclarecida e me considero feminista graças ao Shoujo-Café.
Também me sinto muito honrado de ter contribuído para o site através dos meus guest-posts. Foi sempre um prazer escrevê-los. Até mesmo a minha vontade de escrever sobre coisas que eu gosto surgiu aqui. Hoje tenho uma coluna no site Taegangers Brasil (queentaeyeon.com).

Que o Shoujo-Café ainda tenha muitas décadas pela frente!
Mais uma vez, parabéns!

Parabéns Valéria!!
Te acompanho desde o animepro, adorava sua coluna e adoro o blog e o grupo no facebook! Não consigo acompanhar tudo, muito menos comentar, mas você e seu trabalho foram importantes para mim e para minha formação, ainda mais nessa fase de adolescência e juventude (tenho hoje 25 anos).
Acho o máximo você ser professora de história, feminista e super mãe!
Adoro suas análises de coisas que para mim muitas vezes passam despercebidas (para citar, o final de sakamichi no apolon e jogos vorazes)
Muito sucesso com o Shoujo Café e na sua vida como um todo!

Ah! Adoro Utena e a Anthy Himemiya me lembra muito você!

beijao

Gostaria de parabenizá-la pelo trabalho com o blog e dizer que ficaria muito triste se ele viesse a ser descontinuado, pois é um dos poucos sites que frequento quase que diariamente. Foi muito legal você ter citado esta questão do Chobits, pois uma das coisas que aprendi no blog foi diferenciar um manga shoujo de um shonen, ou josei, ou seinen, etc. Inclusive tenho a coleção de Chobits, pois comprei na época justamente pensando que era shoujo, kkkk. Nem sempre concordo com as suas opiniões em determinadas matérias, mas leio por considerar que você sabe argumentar seu ponto de vista. Sinto falta do Shoujocast e de mais resenhas, mas entendo que não deve ser fácil administrar tanta coisa, além da vida pessoal. Enfim, citando o saudoso Dr. Spock: "Vida longa e próspera" ao blog.
P.S.: Duas coisas que não vou esquecer: quando meu e-mail foi lido no Shoujocast sobre "Orgulho e Preconceito" e quando ganhei o artbook do Lovely Complex, pois foram coisas muito legais e que marcaram muito pra mim. Abraços.

Hey Valéria, a quanto tempo?!
Assim como o Pedro, eu também cheguei aqui pelo AnimePro. Desde aquela época, até hoje, o site se encontra nos meus favoritos e não passo um dia, sem visitar.

Espero que esse blog siga por muitos outros anos, enchendo a muitos de alegria. Espero que um dia o ShoujoCast volte... tenho muitas saudades dele.

Obrigado, então, por todos esses anos. Por sempre se esforçar pra publicar notícias, mesmo com seu tempo apertado...

E parabéns ;D

Seu blog mudou a minha vida, assim com você na Neo Tokyo e seu antigo site Shoujo House. Queria rever ele. Seria tão nostálgico. Aquele visual antigo de net. Eu aprendi tanto com a senhora. Eu ampliei a minha cultura pop japonesa de forma significativa através de seus textos. Eu aprendi tantas coisas. Você me iniciou no feminismo. Eu sou muito grato a isso. Eu te admiro muito. A variedade que seu blog apresenta é incrível. Textos de novelos, séries, filmes, volumes de mangás, eps de animes. O shoujocast era ótimo! Saudade da Tanko e Linainverse. Posso dizer que a senhora e o Lancaster foram os responsáveis por eu entender que mangá é mais que olhos grandes e gotas caindo da testa. Vocês me ensinaram a essência. Os gêneros e subgêneros. Aquilo que vai além do que todo mundo sabia antes. Os textos de vocês foram além. Profundos, intensos, ricos, bastante esclarecidos e informativos. Saudade da Neo Tokyo do passado. Saudade de como o mundo era antes. Espero que o blog de uma guinada e os posts voltem a ser como antes. Mas nada do que foi será do jeito que já foi um dia. Me resta a nostalgia. Nostalgia é para os nerds. Sinto que a senhora não gosta de animes como antes. Eles parecem não representar oq já foi antes para a senhora. Eu acho que seria legal a senhora voltar com o Ask liberado para todos e não um grupo seleto. Mas talvez nem tenha mais tempo para responder como antes. Eu acho que seria interesante a senhora se empenhar no seu livro sobre Shoujo Mangá. Acredito que seria muito rico. Pq com oq eu com a senhora sobre shoujo mangá, eu escreveria algo muito melhor do que aquele Almanaque do Shoujo Mangá lançado em 2009. Desculpa as palavras desconexas, confusas e emotivas demais. Só queria expressar oq sinto pelo blog. Espero que ele se torne mais intenso. Eu entro nele todos os dias desde 2006. Desde 2006 ele faz part da minha vida. Sou um leitor fiel.

PARABÉNS!!
Que venham muitos anos mais!

Visitava a sua página antiga, Shoujo House, lia a sua coluna na AnimePro e agora visito seu blog praticamente todos os dias!

Obrigada pro todas as horas dedicadas em prol de promover o Shoujo no Brasil, assim como todo o trabalho de tocar este blog, mesmo sendo muito ocupada.

Otanjyoubi Omedetou Gozaimasu! Kore kara mo yoroshiku onegaishimasu!

Olá!!

Talvez você já saiba (já comentei algumas vezes e talvez não se lembra) mas o Shoujo Café e os artigos que você escrevia para a Neo Tokyo me fizeram ter força de vontade (coloca bastante força aí) para criar meu próprio blog fazendo o que você faz: escrever o que gosta. Sim, Valéria, o Shoujo Café (assim como o jeito que você conduz seus textos) são minha hãm... musa inspiradora!!

Espero que venham mais 10 anos... (assim como meu bloguito vai fazer 6)

Até mais

Oi Valéria. Leio o Shoujo Café há alguns muitos desses dez anos. Comento pouco, infelizmente. Posso afirmar que ele é uma fonte e força muito importante sobre e para o shoujo mangá em nosso meio, principalmente considerando tudo o que você afirmou sobre a situação do shoujo mangá no Brasil. Já gostei muito de anime e mangá de forma geral, mas hoje meu interesse é grandemente voltado e propositalmente direcionado para o Shoujo. Por isso sei que esse blog continua sendo uma das fontes raras confiáveis e atuais sobre Shoujo. Por favor, continue sempre e, é claro, parabéns. Serei sempre fiel e agradecida.

Related Posts with Thumbnails