domingo, 3 de maio de 2015

Filme de Ghost in the Shell previsto para 2017


Não lembro de ter comentado aqui sobre o filme de Ghost in the Shell, não lembro mesmo... Enfim, mas está previsto um filme norte americano – Dreamworks/Disney – baseado na obra de Masamune Shirows.  A estréia está prevista para março de 2017, segundo o ANN.  Por que estou falando disso?  Primeiro, porque a protagonista será Scarlett Johansson e a gente só pode imaginar a atriz no papel devido ao seu desempenho como Viúva Negra em Vingadores (*resenhei os dois filmes: 1 e 2*).  O outro motivo para comentar é um excelente artigo do The Mary Sue discutindo a acusação de Whitewashing no caso do novo filme do Quarteto Fantástico.  Ah, sim, dessa vez, tenho certeza de não ter comentado.  Este ano este ano tem filme do Quarteto Fantástico e o Tocha Humana, agora, é negro e será interpretado por Michael B. Jordan.

Começando pelo começo, Whitewashing é embranquecimento de uma personagem.  Os exemplos são muitos.  A Major Kusanagi ser interpretada por Scarlett Johansson é um deles.  O de Katniss e outras personagens em Jogos Vorazes é um dos mais escandalosos dos últimos tempos, para mim, só para citar outro caso.  Enfim, é muito, mas muito mais comum, pegarem personagens negras, orientais e até latinas e as transformarem em brancas do que o inverso.  Muito mais!  Daí, tentarem colocar o caso do novo Quarteto, que parece mais uma versão alternativa do mesmo, basta ver a atriz escalada para ser a Sue Storm (*Será que ela e o Tocha continuam irmãos?*) e o Sr. Fantástico.  


Enfim, o novo Quarteto Fantástico é um dos filmes de heróis que não está me atraindo para o cinema.  Não gostei da escalação do elenco.  Não vou dizer que a idéia de um Tocha Humana negro não e incomodou, mas não foi a única coisa. De qualquer forma, alguém querer argumentar que há simetria no cinema norte americano entre transformar personagens brancas no original em negras, ou orientais, é piada, recalque, ou falta de conhecimento do assunto mesmo.  É a mesma grita por causa da Thor mulher... Se bem que estão gritando mais e mais alto, porque, bem, a versão alternativa e feminista do herói vendendo melhor que o original... Às vezes, e isso os Comics podem fazer  e fazem certeiramente em alguns casos, umas mexidas radicais podem ter uns resultados bem surpreendentes.

De qualquer forma, aguardo mais informações sobre o filme de Ghost in the Shell.  Aliás, houve tempo que esta série era uma das mais festejadas das revistas brasileiras de anime e mangá... Sim, lá por 1995... Fiuuuuuu... Sim, sim, sou muito velha e tive que assistir ao primeiro longa animado de Ghost in the Shell em VHS nacional de péssima qualidade.  Na época, me pareceu interessante, mas nunca foi uma série que me empolgou de verdade.  De qualquer forma, me assusto muito mais quando falam em adaptação de Yamato, por exemplo.  E queria ver alguém ter coragem de falar em adaptar A Lenda dos Heróis Galácticos.  Pelo menos nesse caso, não precisaria embranquecer ninguém já que 99% das personagens são brancas de verdade.


Não deixe de olhar o post do The Mary Sue, por favor.  A maioria das (*poucas*) imagens vieram de lá.

GOSTOU?

2 pessoas comentaram:

No novo filme, pelo que anda circulando, Sue e Johnny Storm serão irmãos, mas ela foi adotada pela família dele.
Mas adaptação de Legend of the Galactic Heroes é uma coisa que com certeza nunca vamos ver, nem feita no Japão.
Teria que ser uma série de TV com orçamento altíssimo e várias temporadas.

Valéria, respondendo a sua pergunta: O Tocha-Humana e a Mulher Invisível continuam como irmãos, mas adotivos. Apesar de isso não fazer diferença alguma na manifestação dos seus poderes, irritou a muitos fãs eles serem irmão adotivos e não biológicos.

Related Posts with Thumbnails