terça-feira, 28 de julho de 2015

“Torne-se alguém que pode proteger alguém”: Anime ajuda a promover o alistamento militar no Japão


O Japão não pode ter forças armadas regulares como outros países.  Há série de restrições impostas pelos tratados da II Guerra que continuam vigorando, à despeito dos esforços de certos políticos nacionalistas de lá para mudar as coisas.  O que o Japão tem são forças de autodefesa, em inglês “Japanese Self-Defense Forces” (JSDF) e volta e meia eles criam uns anúncios fofinhos e calendários com militares que mais parecem idols para atrair os jovens.  Agora, segundo o RN24, eles estão usando um anime novo, ou o anime está usando a JSDF, para promover seu alistamento.  

Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri (GATE(ゲート)自衛隊 彼の地にて、斯く戦えり), além de ser mais um daqueles animes com longos nomes que estão na moda, começa com um portal abrindo em Ginza, Tokyo.  Esse portal, obviamente, é o ponto de partida para uma invasão.  Algo mais que batido.  No entanto, a JSDF cria uma divisão especial, liderada por um oficial otaku de 33 anos, para ir lutar do outro lado do portal contra os inimigos que querem nos invadir.  Lá encontram lindas elfas, dragões e montes de coisas que, bem, um recruta da JSDF não vai encontrar se decidir se alistar por conta da propaganda.


Segundo o RN24, Gate é derivado de uma bem sucedida série de light novels que já vendeu mais de 2.4 milhões de exemplares no Japão desde 2006.  Há, também, o mangá, e, agora, o anime.  O criador da série, Takumi Yanai, serviu na JSDF e retrata a organização com muito carinho.  De novo, segundo a fonte, nãos e sabe se é propaganda da JSDF ou do anime, mas penso que deve ser um acordo para promover ambos.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails