domingo, 26 de julho de 2015

Hijab Lolita um caso de intersecção cultural


O Rocket News 24 trouxe uma matéria interessante sobre moças na Califórnia (EUA) e na Inglaterra que usam hijabi, isto é, o véu islâmico, e são fãs da moda lolita.  Trata-se de uma apropriação e adaptação curiosa, mas o efeito é visualmente interessante.  Ao que parece, os japoneses descobriram sua existência e estão encantados.

Enfim, o principal site de fotos das lolitas  muçulmanas é o The Hijabi Lolita da californiana Alyssa Salazar.  Há uma entrevista bem interessante com ela no site Vice.  A moça explica que não é correto chamá-las de "muslim lolita", porque ela poderia usar sem problemas a moda lolita, porque ela é modesta, isto é, revela pouco do corpo de uma mulher e não visa estimular sexualmente ninguém, o diferencial é o véu mesmo.  Aliás, só mudei minha perspectiva em relação às lolitas quando li uma pesquisa no Sankaku Complex (+18/NSFW) sobre qual o tipo de mulher os japoneses consideravam menos atraente.  As Gothic Lolita estavam listadas e, bem, uma das falas masculinas traduzidas era a de um revoltadinho reclamando que elas não se vestiam pensando neles, que eram deliberadamente desagradáveis... Pobre garoto, né!  Que absurdo essas meninas que se vestem para si mesmas, exercitar um hobby, e estão nem aí para o olhar masculino!  Como ousam!  Pena que perdi esse link... 


Enfim, posso não ter simpatia nem pelo hijab, nem pelas lolitas, mas é fato que a moda lolita é empoderadora e tem algo de feminista.  O motivo é que as moças, as comuns e as islâmicas, também, se vestem para si mesmas, gastam seu dinheiro (*e, às vezes, muito dinheiro*) com seu próprio prazer.  É uma forma de romper a dominação masculina, sem dúvida, ainda que seja uma ruptura pequena, relativa e que nem sempre atinja outros campos da vida dessa moça.

Á propósito, alguém comentou no Facebook que era ótimo que essas meninas muçulmanas tenham liberdade para se vestir como querem mantendo aspectos de sua fé.  Bem, elas podem, porque não estão na Arábia Saudita, por exemplo, ou no Afeganistão, ou mesmo no Irã, ou porque têm famílias compreensivas, e podem, principalmente, porque estão no Ocidente.  Eu não consigo imaginar, por exemplo uma niqab lolita ou uma burka lolita, fora que em alguns países islâmicos a pressão social ou a lei mesmo é muito pouco flexível em relação a autonomia das mulheres - muçulmanas, ou não, nacionais, ou estrangeiras - em relação ao que podem ou não podem vestir em público.

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Isto me lembro estas fotos;.

http://dawnschan.tumblr.com/post/104336381881/so-happy-these-ladies-and-these-pictures-exist

Related Posts with Thumbnails