quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Otona no Shoujo Manga Techou - Parte 4: As Obras Favoritas de Bun Katsuta, Kazumi Yamashita e LunLun Yamamoto


Esta é a parte quatro dos meus posts sobre o livro Otona no Shoujo Manga Techou (*parte  12 e 3*).  Como pontuei antes, dá um trabalhão tentar transliterar os títulos de mangá e nomes de autoras.  Este quarto post foi bem mais complicado aliá, porque não consegui identificar imediatamente as autoras e algumas das obras que elas citam são realmente novidade para mim.  Enfim, neste post temos os títulos favoritos e que mais influenciaram algumas autoras que estrearam nos anos 1980 e 1990, portanto, cresceram lendo mangá no final dos anos 1960 e 1970, quando as mulheres já dominavam o shoujo mangá.  São as três últimas da lista: Bun Katsuta, Kazumi Yamashita e LunLun Yamamoto.



Bun Katsuta estreou em 2000 na revista Melody, passou pela Young You, que não existe mais, e publica na Cocohana.  Especializada em adaptar romances ocidentais para mangá.  Seu mangá atual se chama Mari Mari Mari (マリ マリ マリ) e está em publicação na revista Cocohana.  Os mangás favoritos da autora são:


Mari Mari Mari
1. Watashi wo Tsuki made Tsuretette (私を月まで連れてって! ) de Takemiya Keiko  Não conhecia este mangá, ele é do início dos anos 1980 e é uma série de ficção científica que mostra o relacionamento de um astronauta com uma moça com poderes mentais.  É conhecida, também, como Fly me to the Moon.



2. Shigatsu Kaidan (四月怪談) de Yumiko Ooshima.  Esta obra é uma coletânes de pequenas história.
3. Arabesque (アラベスク) de Ryouko Yamagishi.



Kazumi Yamashita nasceu e 1959, estreou em 1981 com Futari de Ocha wo (ふたりでお茶を).  Yamashita faz principalmente shoujo mangá, mas ganhou projeção com um mangá seinen, The Life of Genius Professor Yanagizawa (天才柳沢教授の生活 Tensai Yanagisawa Kyoju no Seikatsu), vencedor do prêmio geral do  Kodansha Manga Award em 2003.


Tensai Yanagisawa Kyoju no Seikatsu
1. Arabesque (アラベスク) de Ryouko Yamagishi.
2. Shinshi wa Amai no ga Osuki  (紳士は甘いのがお好き) de Sachiko Asuka.


Shinshi wa Amai no ga Osuki
3. Poe no Ichizoku (ポーの一族一) de Hagio Moto.

Outra série citada pela autora é Viva! Volleyball (ビバ!バレーボール) de Ide Chikae, a mãe da  mangá-ka Kayono, e autora do segundo shoujo mangá de esportes da história.  Este mangá começou em 1968.  


Marshmallow Times
LunLun Yamamoto, nascida em 1973, estreou em 1998.  Seu mangá atual se chama Hazunde! Papa Mokko (はずんで!パパモッコ).  Sua série infantil Marshmallow Times ou Marshmellow Tsuushin (マシュマロ通信) virou animação em 2004.

1. Blue Jean no Aitsu (ブルージン の あいつ) de Kikukawa Chikako



2. Koikina Yatsura (こいきな奴ら) de Yukari Ichijo



3. Versailles no Bara (ベルサイユのばら) de Riyoko Ikeda


Deimos no Hanayome
LunLun Yamamoto gosta de séries de terror e citou Deimos no Hanayome ou Akuma no Hanayome  (悪魔の花嫁) de Ikeda Itsuko e Ashibe Yuuho, série que demorou muito a ser concluída e teve alguns mangás lançados nos EUA, e Youki Hiden  (妖鬼妃伝) de Suzue Miuchi, um mangá de terror barra pesada que saiu na Nakayoshi no início dos anos 1980.  Suzue Miuchi não ficou publicando somente Glass Mask (ガラスの仮面), acreditem.  Aliás, ninguém citou a série mais conhecida da autora.  Curioso, não?

Não se enganem com a aparência bonitinha de Youki Hiden.
De resto, as duas séries mais citadas foram Poe no Ichizoku e Versailles no Bara.  Uma autora que apareceu com obras diferentes foi Yukari Ichijo.  Algo, aliás, que eu já esperava.  Parece, também, que apesar do sucesso de Ace wo Nerae (エースをねらえ!) , os mangás de vôlei marcaram muito as leitoras.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails