quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Como não amar a nova governadora de Tokyo



Eu posso estar exagerando, mas não consigo deixar de admirar e até amar a primeira governadora de Tokyo, Yuriko Koike.  A notícia que queria comentar diz respeito ao seu compromisso durante a campanha de aumentar o número de creches públicas da cidade.  Segundo  notícia mais completa que encontrei, a do The Japan Times, o objetivo é elevar para 17 mil os centros de atendimento infantil.  


Segundo o jornal, havia uma fila de espera de 8.466 crianças por uma vaga em creche em 1 de abril deste ano, a maior taxa entre as grandes cidades japonesas e um número 652 vezes mais alto que na mesma época do ano passado.  Em outra matéria, o próprio jornal falou desse drama.  Enfim, é uma cifra difícil... será que eu entendi errado?  De qualquer forma, imagino que como foi promessa de campanha, e a governadora disse que cumprirá todas, afinal, é o que suas eleitoras e eleitores esperam, as pessoas foram lá e cadastraram suas crianças na fila.  Qualquer pessoa sensível sabe que um dos obstáculos para que muitas mães possam entrar ou voltar ao mercado de trabalho é a falta de creches públicas.  Vale aqui, no Brasil, e vale no Japão, também.


A governadora enviou uma proposta de aumento de verbas da pasta em 12.6 bilhões de ienes para centros de assistência à primeira infância, segundo o Ministro da Saúde, Trabalho e Bem Estar Social.  A proposta será submetida à assembleia de Tokyo no dia 28 deste mês.  Segundo ela, é uma questão urgente.  Se aprovada, a verba do setor será de 110 bilhões de ienes.  A medida também propõe subsídios aos donos de imóveis, aproximadamente 82 mil (!!!!!) em toda a cidade, para que possam disponibilizá-los para serem transformados em creches.  Além disso, a proposta pretende também tentar atrair os jovens para a profissão de cuidadores em creches.


A outra proposta de campanha que ela cumpriu é abrir mão de metade de seu salário, que é de 1.46 milhões de ienes, incluindo bônus de inverno e verão, para que possam ser direcionados para a área.  Se cortado pela metade, os rendimentos anuais da governadora serão de 1.48 milhões de ienes.  Enfim, pode parecer populista, pode até ser populista, mas como não amar esta mulher?  

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails