terça-feira, 15 de novembro de 2016

Júlia, a Patrulha Canina e a subversão dos gêneros

Júlia passou a gostar de Patrulha Canina, mas a tal série só tem uma cadelinha.  Nem obedece aquela proporção básica de em grupos de 5, 4 machos e 1 fêmea.  Ela quer brinquedos da Patrulha Canina, mas raramente achamos Skye, a única fêmea e cor de rosa, claro.  Digo que já acabou, que gostam muito dela, mas, na verdade, sei que ela não deve nem ter sido feita em muitos dos brinquedos.  Ela gosta de bichinhos, já até me perguntou se é errado não gostar de bonecas.  Eu disse que não era.  Neste momento, as únicas bonecas que ela não expulsou das brincadeiras são As Meninas Super-Poderosas do McDonald's,

Zuma, a fêmea honorária.
De qualquer forma, Patrulha Canina não é um desenho que me agrade, acho raso, aquele tipo de desenho bobão que faziam nos anos 1990 e 1980.  Começando por essa opção por tão poucas fêmeas, essa exclusão e demarcação de que o produto é para garotos, mesmo não sendo, já que muitas meninas gostam da série.  Hoje, há coisas muito mais interessantes e educativas para criancinhas.  Agora, o o curioso é que ela simplesmente cismou que um dos machos é fêmea.  A Zuma parece ser sua favorita e eu, bem, não vou corrigir.  Ela nem veio com a conversa de que Zuma tem olhos de menino.  

Skye e Everest, as duas fêmeas.
Os olhos de bichos antropomorfizados são gendrados, vocês sabem, meninas tem longos cílios e outros detalhes que denotam a sua "feminilidade".  Essa coisa de olhos de menina e menino é coisa que ela costuma pontuar sempre.  Portanto, são duas fêmeas no grupo agora  (*três, se contarmos com Everest, a última integrante*).  Daí, o fenômeno Patrulha Canina não é de todo ruim, afinal, minha filha está subvertendo o produto e ajustando-o aos seus interesses e necessidades.  Espero não haver uma crise quando ela descobrir que Zuma não é "ela", mas "ele".

GOSTOU?

1 pessoas comentaram:

Patrulha Canina não é de todo o mal do ponto de vista de gêneros. Pelo menos a cadelinha tem suas habilidades individuais q não se resumem aqueles esteriótipos de gostar d beleza, limpeza e arrumação. Não acompanho a série,mas às passo pela Nickelodeon quando quero ver algo antes de ir para a faculdade ou escritório, mas jurava q a Sky era a única cadelinha. O que me irrita na série na verdade é sempre pintar cachorros como úteis e amigáveis e os gatos como mal-humorados. Aqui na minha cidade tem quase todos os personagens para vender nos camelôs.

Related Posts with Thumbnails