sábado, 3 de dezembro de 2016

E Nigakute Amai virou filme


Em 2012, fiz um post rápido sobre o mangá Nigakute Amai (にがくてあまい) de Yumio Kobayashi.  O mangá era protagonizado por uma moça, Maki Eda, profissional competente de uma agência de propaganda e muito estimada pelos colegas.  O seu problema?  Ela não tem sorte com os homens.  Nagisa Katayama é professor de artes em uma escola masculina.  Ele não tem interesse pelas mulheres, mas gosta de comida e é isso que o une à Maki. 😊 Enfim, essas informações eu tinha do mangá.  Daí, eu escrevi que tinha tudo para virar dorama.  Bem, virou filme. 😏


O filme Nigakute Amai, ou Bittersweet, foi lançado em 10 de setembro no Japão.  Os protagonistas são Haruna Kawaguchi e Kento Hayashi.  Na época do post, imaginei que Nagisa fosse um herbívoro, mas, enfim, ele é gay mesmo, segundo a resenha, além disso, é vegetariano e cozinha muito bem, ao contrário de Maki.  No fim das contas, a moça termina se apaixonando por ele, o romance é impossível, mas a amizade, não é.

GOSTOU?

0 pessoas comentaram:

Related Posts with Thumbnails